A autoavaliação de desempenho é um recurso não muito explorado no âmbito empresarial, isso porque poucos conhecem sua validade para uma corporação, mas ela possui um grande potencial se utilizada com o objetivo de promover a cultura do aperfeiçoamento contínuo, competência fundamental a ser desenvolvida pelos colaboradores.

É comum encontrar informações sobre autoavaliação de desempenho para profissionais que estejam se preparando para uma colocação profissional, acontece que esse rico recurso não necessariamente deve se limitar a essa prática. É possível explorá-lo em diversas ocasiões, principalmente ao que tange a ideia de aprimoramento pessoal e profissional já inserido no contexto empresarial.

Neste artigo, nós iremos abordar como sua empresa pode inovar utilizando a autoavaliação de desempenho e, com isso, reafirmar a cultura de aprimoramento contínuo aos colaboradores de sua empresa. Você ainda irá conferir os benefícios que ela pode trazer e dicas de como passar a usar esse recurso.

Entendendo sobre autoavaliação de desempenho

A palavra-chave é autoconhecimento. Autoavaliação de desempenho é uma ferramenta para o colaborador se autoconhecer. 

Apesar de parecer ser um tanto subjetiva, a autoavaliação é uma necessidade crucial para o desempenho de seu colaborador no ambiente de trabalho, visto que seu desempenho depende da comparação de atributos que possui com os que ainda necessita adquirir. E para chegar a esse consenso, o funcionário precisa se autoconhecer.

Mas essa tarefa é desafiadora, visto que implica a necessidade de realizar uma avaliação imparcial. Por vezes fazemos essa autoavaliação sem premeditar, porém o resultado é tendencialmente, para o lado positivo ou negativo. 

No ambiente corporativo isso acontece com certa frequência porque o colaborador acredita que essas informações irão influenciar na perspectiva do gestor com relação à sua atuação no trabalho. 

Mas esse estigma só limita desenvolvimento do profissional naquele ambiente, afinal o objetivo é criar um plano de desenvolvimento embasado nas informações levantadas.

Qual o valor que a autoavaliação de desempenho pode agregar?

O principal valor que a autoavaliação de desempenho agrega, é a reflexão acerca de ações, aptidões e sentimentos, passo fundamental para melhorias. Por isso, é uma ferramenta bastante utilizada em coaching e preparação para uma colocação empresarial.

No ambiente de trabalho, a autoavaliação de desempenho surge como outro recurso de avaliação para o gestor ou o setor de gestão de pessoas, também conhecido como RH. Com reflexões acerca do âmbito profissional e pessoal, é possível entender quais são as expectativas futuras daquele colaborador e outras questões relacionadas.

Outras vantagens que surgem a partir da implementação da autoavaliação dentro do contexto empresarial, agora voltadas para o colaborador, são o auxílio no desenvolvimento de uma inteligência intrapessoal e emocional, assim como abertura de visão para metas realistas e gestão de marca pessoal do colaborador.

Em resumo, esse material é rico para as duas partes. Esse recurso é benéfico para empresa porque ela passa a dispor de uma nova ferramenta de avaliação, que tornará a equipe mais estruturada e ciente de suas aptidões e limitações. Visto que poderá ofertar treinamentos e aperfeiçoamento mais direcionados e, consequentemente, terá mais resultado.

E também para o colaborador que terá maior percepção sobre seus pontos positivos e quais precisam ser melhor trabalhados.

Como funciona a autoavaliação de desempenho?

Uma autoavaliação de desempenho é pautada em reflexão direcionada da conduta profissional em vários sentidos, tanto no sentido comportamental como técnico. O desenvolvimento desse recurso pode ser através de questionários, com perguntas relacionadas aos desafios do dia a dia empresarial, oportunidades, objetivos e melhorias.

Mas essa avaliação não se limita a essa metodologia, outra opção bastante conhecido no âmbito empresarial e que também pode ser aplicado como autoavaliação de desempenho é a Matriz SWOT, ou Análise FOFA, no português.

Nessa versão, um quadro é feito no papel e dividido entre forças (Strenghts), fraquezas (Weaknesses), oportunidades (Opportunities) e ameaças (Threats). E, assim como em um questionário, as respostas ali realizadas serão importantes para definir ações de melhoria.

O fundamental adicionar as primícias básicas da autoavaliação de desempenho:

  • O que eu faço bem (baseado em dados).
  • O que preciso aperfeiçoar.
  • Qual meu plano de ação para a melhoria.
  • Como tudo isso pode ajudar a corporação.

Mas a autoavaliação de desempenho só será efetiva se as respostas ali informadas forem genuínas, ou seja, autênticas, portanto, é preciso que a empresa realize um trabalho para gerar confiança entre os colaboradores, caso ainda não haja, a fim de que eles não se sintam acuados em exporem suas vulnerabilidades ou, até mesmo, suas aptidões.

Tenha um cultural empresarial estruturada

Para que o funcionário entenda a importância da implementação desse tipo de avaliação, ele precisa compreender o tipo de cultura que a empresa dispõe. Pois é através de uma cultura empresarial forte que o funcionário gera uma relação de pertencimento com a corporação, sentimento que o faz apoiar e contribuir com todas as ações que ela desenvolver. Isso se chama criar verdadeiros fãs da instituição.

Portanto, é fundamental que sua empresa tenha uma cultura organizacional fundamentada e que ela seja compartilhada com todos os colaboradores da instituição.

A cultura organizacional é um conjunto de diagnósticos e ações que promovem a humanização da empresa e garante que os colaboradores se sintam mais acolhidos e direcionados por ela. Algumas características imprescindíveis a serem definidas são: valores, normas e voz, ou seja, tudo que revela a identidade da empresa.

Se você deseja saber mais sobre a importância de trabalhar a cultura organizacional, nós temos um artigo exclusivo sobre o assunto. Nele, você descobrirá o porquê de trabalhá-la conscientemente, quais as consequências positivas isso irá acarretar para sua empresa e a necessidade de deixá-la clara para seus colaboradores. Confira: A importância de definir e propagar a cultura da empresa.

Como você viu, a autoavaliação de desempenho é um recurso não muito explorado no ambiente de trabalho, mas que tem grande potência. A autoavaliação de desempenho obriga o colaborador a ter uma reflexão acerca de seu desempenho como funcionário e auxilia a empresa e entender quais assuntos mais pontuais pode trabalhar em um futuro treinamento.