Jogos corporativos para engajar e motivar colaboradores
Negócios

Jogos corporativos para engajar e motivar colaboradores

Preencha seu email e receba conteúdos exclusivos
Obrigado pelo seu cadastro!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Os jogos corporativos são atividades lúdicas que estimulam o aprendizado, a mudança de comportamentos e a melhora dos relacionamentos dentro da empresa, aliando entretenimento e estratégia de desenvolvimento de pessoas. Seu principal objetivo mapear e solucionar situações dentro das organizações.

Mesmo as empresas mais conservadoras estão abrindo espaço para que métodos inovadores e lúdicos sejam adotados em seu cotidiano, especialmente no que diz respeito à gestão de pessoas.

Estas técnicas visam melhorar o ambiente profissional ao desenvolver os colaboradores e torná-los mais engajados na empresa e, assim, mais produtivos e eficientes. Entre várias estratégias, os jogos corporativos podem ser um bom investimento para aumentar a motivação dos profissionais de uma organização.

Quer conhecer um pouco mais sobre este método e como utilizá-lo para engajar e motivar os colaboradores da sua empresa? Vamos lá!

O que são jogos corporativos?

Os jogos corporativos são atividades lúdicas que estimulam o aprendizado, a mudança de comportamentos e a melhora dos relacionamentos dentro da empresa, aliando assim entretenimento e estratégia de desenvolvimento de pessoas.

Esta metodologia simula cenários que não imitam fielmente a realidade dos colaboradores, mas que, mesmo assim, refletem situações e comportamentos do seu dia a dia. Este ambiente lúdico permite que os participantes ajam da mesma forma que fazem em seu cotidiano, e não tomem as atitudes que acreditam serem as corretas segundo a dinâmica.

Desta forma, a técnica ajuda o RH a mapear os hábitos dos funcionários que precisam ser mudados, reduzindo a possibilidade dessas condutas serem mascarados até inconscientemente pelos profissionais.

Os jogos são usados principalmente de forma pontual para a avaliação dos funcionários e também com o objetivo de mudar determinados comportamentos, melhorando assim o desempenho de toda a equipe. Tudo isso é feito em um ambiente recreativo com decisões e atitudes controladas, visando um propósito específico.

Assim, mesmo simulando situações lúdicas, os jogos corporativos trazem resultados reais para a empresa, desenvolvendo seus colaboradores em nível pessoal e profissional.

Os jogos corporativos podem trabalhar com várias finalidades, porém é possível dividi-los em dois grandes grupos:

Jogos colaborativos

Como o nome indica, são atividades lúdicas em que somente com a colaboração de todos é possível atingir o objetivo ou missão proposta. Este tipo de jogo estimula o trabalho em equipe, reforçando assim o relacionamento dos colaboradores de um mesmo setor e demonstrando como cada profissional é importante para alcançar a vitória da atividade ou o sucesso da empresa.

Jogos competitivos

Já este modelo incentiva a competição entre os participantes para demonstrar como as atitudes e decisões do colaborador ou time vencedor impactaram em seu sucesso. Isso ajuda a todos avaliar sua própria performance e analisar quais comportamentos podem ter para atingirem os objetivos.

A competição é importante para que os funcionários busquem constante aprimoramento em seu trabalho, trazendo melhores resultados para a companhia. No entanto é fundamental também trabalhar a diferença dessa qualidade com a rivalidade, que causa inimizades e prejudica o desempenho de todos e até da própria empresa.

Qual a vantagem de se adotar os jogos corporativos?

Apesar de um dos objetivos principais dos jogos corporativos ser a avaliação e a mudança de comportamentos dos colaboradores, a aplicação desta metodologia também traz outros benefícios para a gestão de pessoas da empresa.

Ao auxiliar o colaborador a ter comportamentos mais positivos, trabalha-se seu desenvolvimento pessoal. Este processo valoriza o funcionário e também incentiva seu aprimoramento profissional, permitindo que ele cresça cada vez mais dentro da organização e, desta forma, contribua ainda mais para seu sucesso.

Esta atenção impacta diretamente na motivação do funcionário, que se sentirá mais valorizado e, assim, terá mais dedicação ao seu trabalho. A característica lúdica dos jogos ainda tornará o ambiente mais descontraído, dando mais ânimo para o profissional e sua equipe.

Outro ponto é que, com os jogos colaborativos, os funcionários têm a oportunidade de estreitar seus relacionamentos fora do ambiente de correria e pressão do dia a dia. Isso fortalece a equipe e ajuda a cada um enxergar seu valor dentro do time e da instituição.

Todos estes fatores ajudam no engajamento do empregado na organização, pois ele estará mais motivado e se sentirá parte importante dentro do setor e, consequentemente, da empresa. Neste sentido, ele criará uma ligação pessoal com seu trabalho, tornando-se um funcionário mais comprometido, eficiente e proativo.

Como trabalhar os jogos corporativos na minha empresa?

Antes de adotar essa estratégia é importante avaliar qual competência é necessária ser trabalhada na equipe. Alguns jogos são focados em desenvolver habilidades de planejamento, liderança, colaboração, negociação e comunicação dos participantes, por isso o RH deve buscar uma atividade focada em sua demanda.  

Além de definir objetivo central do jogo, também é fundamental estudar tudo que irá compor a atividade, como o espaço físico, as analogias usadas, regras, missões, objetos utilizados, design, entre outras possibilidades. Após desenvolver a dinâmica, deve-se testá-la para avaliar sua efetividade e verificar os pontos que podem ser aprimorados. Então é necessário escolher o facilitador mais adequado, ou seja, a pessoa responsável por aplicar a atividade e analisar os participantes.

Essa metodologia é bem democrática, podendo ser aplicada tanto em grupos pequenos quanto maiores e nas mais diferentes situações: experimente usar os jogos em convenções, eventos, no desenvolvimento de colaboradores, treinamento de lideranças e no fortalecimento das equipes. Depois avalie os resultados da ação, como o engajamento dos participantes e sua percepção sobre a atividade.

Para trazerem resultados ainda melhores, os jogos corporativos podem ser adotados em conjunto com outras estratégias, como palestras, treinamentos corporativos e gamificação. Este último tem um contexto que se aproxima da dinâmica abordada neste artigo, no entanto, traz características e objetivos diferentes.

Jogos Corporativos e Gamificação

Enquanto os jogos corporativos são estratégias pontuais, a gamificação pode ser trabalhada de forma ampla dentro da empresa. Essa metodologia usa elementos comuns aos games em contextos que não se resumem ao lúdico, incorporando-os às tarefas cotidianas para torná-las mais dinâmicas e engajadoras.

Na prática, a gamificação cria um ambiente de competição usando ferramentas como pontuação, ranking e storytelling para motivar os colaboradores a realizarem determinadas atividades ou terem determinados comportamentos positivos, recompensando-os por sua progressão. Tudo isso é feito de forma lúdica e inovadora, despertando ainda mais a atenção dos funcionários e ajudando a retê-los na dinâmica.

Além das tarefas diárias, a gamificação também é aplicada no treinamento corporativo e na integração de novos funcionários, auxiliando a tornar conteúdos mais densos em informações mais acessíveis e fáceis de serem assimiladas.

Quer saber como a gamificação pode contribuir com a gestão de pessoas da sua empresa? Converse conosco e descubra como tornar seus colaboradores mais engajados e motivados!


No items found.
O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários.
Veja outros posts relacionados
logo sioux grouplogo siouxlogo ludos prologo pgblogo movieplaylogo go gamers
icon linkedinicon instagramicon facebook