Microlearning na educação é uma tendência que se destacou nos últimos anos, porque ela soluciona uma necessidade humana bastante forte nos dias atuais: a de desenvolver habilidades e competências, tanto voltadas para o âmbito profissional como pessoal, investindo um período de tempo relativamente curto.

O mundo muda o tempo todo e a cada mudança passa a exigir mais de nós. Isso significa que é preciso estar sempre se atualizando para corresponder com essas transformações se quiser continuar ativo, principalmente quando se trata de mercado de trabalho.

Se você regredir há alguns anos, poderá se lembrar do tempo em que ser um profissional diferenciado no mercado era dispor de um curso de datilografia. Pouco tempo depois surgiu a internet que mudou as regras do jogo. A democratização da informação que a internet possibilitou, fez com que novas questões fossem olhadas como diferenciais.

Como resultado disso, o mundo atual tem urgência, urgência para executar suas tarefas diárias, para aprender algo novo, para tudo. E quando se trata sobre aprendizado, o modelo microlearning é voltado para acompanhar esse ritmo acelerado.

O que você vai ver neste artigo:

Quer entender melhor sobre a metodologia Microlearning, qual o objetivo dela e os motivos que a tornaram uma tendência para o contexto educacional atual? Neste artigo você terá acesso ao conceito dessa ferramenta e, ainda, aos diversos motivos que a fazem ser um bom investimento para a sua organização. Ficou curioso? Basta continuar com a leitura para saber mais detalhes.

O que é microlearning?

A palavra microlearning vem do inglês e em uma tradução literal significa micro aprendizagem. Ela é considerada uma metodologia de ensino que tem como foco central compartilhar conhecimento em um curto espaço de tempo, geralmente de até 5 minutos. Através do microlearning é possível desenvolver conteúdos complexos e distribuí-los em pequenas partes, em forma de trilha de aprendizagem.

Além de dispor de aulas com curto período de tempo, o microlearning ainda tem como característica a linguagem simples, para que a assimilação do conteúdo seja um processo descomplicado. 

Além disso, o microlearning tem como ferramenta de apoio recursos multimídias, como vídeos, infográficos e jogos que visam facilitar ainda mais o entendimento da temática que está sendo compartilhada.

Por ser um conteúdo que tem como foco compartilhar o conhecimento de forma rápida, normalmente o curso que usa como metodologia de microlearning é aplicado no ambiente on-line, em uma plataforma EAD. No ambiente corporativo, ele pode ser usado em diferentes contextos:

  • Treinamentos corporativos;
  • Onboarding de novos colaboradores;
  • Recrutamento e seleção de profissionais;
  • Desenvolvimento profissional;
  • Programa de aprendizagem contínua;

Motivos para investir no Microlearning na educação

Agora que entende o que é o Microlearning na educação e em quais contextos pode utilizá-lo no ambiente corporativo, veja alguns benefícios que ele pode proporcionar ao ser inserido na sua corporação.

Otimização de tempo

O Microlearning se tornou uma tendência justamente porque inovou na questão de otimização de tempo, enquanto várias metodologias ainda focavam em aulas de longa duração, o microlearning surgiu trazendo a garantia de que teria a mesma eficácia que uma aula de 45 minutos, por exemplo, mas entregando um conteúdo no tempo máximo de 5 minutos.

A partir do Microlearning, portanto, é possível dispor de uma grande economia de tempo, visto que o mesmo conteúdo que em outras metodologias demandam um longo período, aqui é possível aprender de forma rápida e eficaz.

Acessibilidade

Acessibilidade e mobilidade são outros recursos bem presentes no Microlearning voltado para a educação, isso porque para ter acesso ao conteúdo adaptado para o Microlearning não é preciso se deslocar até um local, estar em uma sala de aula, reservar um dia ou horário específico, ele pode ser acessado quando o colaborador precisa.

Além de garantir acessibilidade e mobilidade por não precisar estar em um local ou horário específico para acessá-lo, o microlearning também dispõe dessas características porque só requer que o usuário disponha de um aplicativo conectado à internet para acessar as atividades, como por exemplo um celular, tablet ou notebook.

Personalização

É possível segmentar os conteúdos nesse tipo de metodologia, assim todo o material passa a ser mais personalizado para o público que terá acesso, personalizando a experiência do colaborador e, consequentemente, tornando-o ainda mais efetivo em termos de aprendizagem.

Engajamento e produtividade

Por serem aulas de curta duração, as chances de os colaboradores desanimarem e perderem a concentração naquilo que é compartilhado são menores; e quanto maior for o nível de atenção, maior motivação no trabalho e o de aprendizado efetivo.

Portanto, o microlearning, que traz com estratégia aulas práticas e rápidas, apresenta maior possibilidade de engajamento e produtividade por parte dos colaboradores que têm acesso a essa experiência.

Fácil produção e manutenção

Se comparado aos outros conteúdos educacionais, principalmente aqueles voltados para o âmbito corporativo, o microlearning não precisa de muito para a sua execução. Mesmo que seja necessário desenvolver vídeos, inserir imagens ou mesmo dinâmicas e jogos, este, por ser menor, torna a produção mais fácil e rápida. Além disso, o Microlearning pode ser facilmente atualizado sem que prejudique as séries que nele contém.

Custo-benefício

Além de todos os benefícios já explicitados por aqui, o custo-benefício de um curso que dispõe como metodologia o microlearning é outro ponto que precisa ser destacado. Se comparado ao ensino convencional, é possível economizar até 50%.

Para uma corporação que precisa cortar gastos e mesmo assim garantir que seus colaboradores disponham de alta performance, essa se torna uma ferramenta muito valiosa, pois traz os mesmos retornos que os ensinos tradicionais, porém exigindo um menor investimento.

Um modelo de Microlearning que além de dispor todos esses benefícios mencionados ainda utiliza o lúdico como recurso para ensinar, é a gamificação. Se você quer se aprofundar mais no tema, então confira o artigo: “O que é Gamificação? Conheça esta tendência de aprendizagem”.