Indicadores de desempenho (em inglês Key Performance Indicator) são ferramentas de gestão de KPIs que têm como objetivo fazer a medição do nível de desempenho e sucesso de uma empresa ou de um processo específico. Eles focam no “como” e indicam a situação atual dos processos que a empresa dispõe, possibilitando que os objetivos traçados sejam alcançados.

KPIs podem ser considerados “veículos de comunicação”, isso porque através deles os gestores conseguem identificar como estão os processos da empresa e como está o desempenho da equipe em um determinado período de tempo. E através dessas informações, traçarem planos de ação para atingirem metas e objetivos ou mesmo saberem se estão no caminho certo.

Há diferentes categorias de indicadores (processo, direcionais, financeiros, acionáveis, entre outros) e eles podem ser tanto quantitativos como qualitativos, mas todos têm o mesmo objetivo: ajudar a organização a entender o cenário atual da empresa.

O que você vai ver neste artigo:

Neste artigo, você encontrará informações a respeito dos principais indicadores para analisar a performance no varejo online e offline. Continue a leitura para explorar o assunto e saber o que pode ser utilizado na sua corporação!

O que são indicadores de desempenho?

Como já mencionado anteriormente, os indicadores de desempenho, também conhecidos como KPIs, são recursos para avaliar o desempenho das estratégias empresariais e implementar benfeitorias que irão auxiliar a empresa a alcançar os resultados objetivados.

O uso de indicadores do varejo possibilita acompanhar de forma precisa o andamento das vendas e o progresso dos processos internos. Isso com base em dados concretos e não em prognósticos ou informações subjetivas. Portanto, um indicador de venda é capaz de ajudar o gestor a avaliar a performance da empresa com relação a vendas, ao final de cada mês.

A relevância dos indicadores de venda para uma empresa

A maior finalidade e, portanto, relevância que um indicador de venda possui, é com relação a capacidade de mostrar o desempenho de uma estratégia, bem como revelar a necessidade de realizar possíveis correções no caso dela não estar direcionando a empresa para o caminho que de fato deseja alcançar.

Em uma corporação, é bem comum que empresários utilizem como indicador base apenas o faturamento, e por consequência, diversas delas acabam encontrando dificuldades para reconhecer quais ações ou processos têm inviabilizado alcançar as metas que ela dispõe.

Principais indicadores relacionados ao varejo

  1. Ticket médio

O ticket médio é um indicador que visa representar o valor, em média, que o cliente gasta com sua empresa durante determinado período – um trimestre, por exemplo. 

Através dele é possível: a) reconhecer a necessidade de aumentar as vendas; b) melhorar o relacionamento com os clientes; e c) encontrar oportunidades para cruzar vendas com produtos ou serviços semelhantes ou complementares.

Em resumo, o ticket médio possibilita a tomada de decisões que estão diretamente relacionadas aos consumidores e em como eles se relacionam com a sua corporação.

  1. Custo de aquisição de clientes (CAC)

O custo de aquisição de clientes tem como propósito diagnosticar, em média, o valor gasto com cada cliente. Em outras palavras, o CAC serve para apontar o investimento que você precisa fazer para converter um lead em cliente.

São contemplados aqui investimento feito em vendas, marketing, tecnologia, mão de obra e demais setores ou insumos utilizados de maneira direta e indireta para tornar um prospect em cliente.

Quanto menor for este valor, maior é a lucratividade na empresa. Por outro lado, quando o ticket médio for alto, este é um sinal de que a estratégia de atração de clientes precisa ser reavaliada.

  1. Lucratividade

O índice de lucratividade, também conhecido como índice de rentabilidade, permite identificar se o lucro da empresa é o suficiente para efetuar o pagamento das contas e ainda garantir lucro. 

Apesar de ser uma métrica simples, ela é de fundamental importância para que os empresários possam saber como está a saúde da empresa e, com base nisso, tomar decisões para mudar o cenário, caso precisem.

  1. Taxa de conversão de vendas

A taxa de conversão de vendas é um indicador voltado para o âmbito empresarial que tem como propósito mensurar e compreender o retorno de cada investimento do setor de marketing e do setor de vendas, seja de tempo ou de dinheiro, sendo fundamental para conferir os resultados do negócio como um todo.

  1. Índice de atendimento de pedidos

O índice de atendimento de pedidos mostra o número total de pedidos de vendas que são atendidos pelo estoque, comparando com o total da demanda que foi gerada em um período específico.

A finalidade é analisar se o estoque que sua empresa dispõe, consegue dar conta da procura ou se é preciso tomar providências condizentes à realidade do negócio com relação a essa área.

  1. Retorno sobre investimentos

A avaliação do retorno sobre investimentos (ROI), também chamado de taxa de retorno, é uma maneira de comprovar, de maneira efetiva, qual é o retorno financeiro gerado para a empresa a partir de determinado investimento realizado. 

Ou seja, a taxa de retorno serve para identificar quanto a empresa ganhou ou perdeu em relação ao valor investido. Por isso, essa métrica pode ser aplicada em basicamente todas as iniciativas da corporação.

É possível dizer que a taxa de retorno possibilita que você identifique o que aconteceu e, ainda, que tenha uma perspectiva sobre a possibilidade de seguir adiante com o investimento.

  1. Satisfação dos clientes

O índice de satisfação dos clientes é uma maneira de encontrar falhas no atendimento ou em qualquer etapa do processo de compra que o cliente precise passar. Por isso, pode ser visto como uma métrica que ajuda a aperfeiçoar os pontos de contato que estejam neste contexto.

Apesar de agora você já saber quais as principais métricas relacionadas ao varejo, há outra questão que precisa estar atento para que de fato consiga explorar todos os recursos que ela tem a oferecer: preparar os colaboradores para que eles saibam ler e tirar proveito disso. Com um EAD de qualidade você consegue isso.

Quer saber como está o EAD na sua empresa? Confira: “5 Indicadores que podem atestar a qualidade do seu EAD”.