Os processos organizacionais são ações que se relacionam entre si e envolvem equipamentos, informações, procedimentos e pessoas. Essas práticas buscam elevar de forma constante o nível de desempenho, bem como os resultados das atividades. A finalidade é alcançar objetivos e metas com estratégias bem preparadas e alinhadas com todos os processos da empresa.

O gerenciamento de uma empresa é desafiador, mas os processos organizacionais são uma maneira de reavaliar, padronizar, inovar e construir essa estrutura organizacional que uma empresa precisa dispor.

O que você vai ver neste artigo:

Se está passando por uma etapa de reestruturação ou está visando isso, este artigo será valioso para você, pois te trará informações de quais elementos fazem parte de um processo organizacional, os tipos existentes e como melhorá-los na sua empresa. Se você tem interesse em conhecer mais sobre o assunto, logo abaixo vamos explorá-lo. Então abre o bloco de notas para anotar possíveis insights e desfrute da leitura!

Processos organizacionais, se aprofundando no conceito 

Basicamente, os processos organizacionais são ações dedicadas para gerir uma empresa e o comportamento das pessoas que nela trabalham. Sua realização transforma insumos em produtos e serviços com o objetivo de atender dores e necessidades de clientes.

Insumos de um processo organizacional podem ser equipamentos, conhecimentos matérias-primas, informações e conhecimento e demais bens intangíveis e tangíveis. Agora os produtos e serviços são aqueles em seu formato final, prontos para serem comercializados.

É possível perceber que, ao observar os processos organizacionais, é possível definir uma cadeia cronológica de ações. Dá para observar a presença de um evento inicial, incumbido de dar “start” para o processo, seguido por outros ciclos referentes às várias áreas de uma empresa.

Tipos de processos organizacionais

Há três tipos de processos organizacionais, primário, de apoio e gerencial e para saber como aprimorar os processos de uma empresa, antes é imprescindível reconhecer a estrutura que o envolve, por isso veja, agora, as características desses três elementos.

Primário

Também chamado de finalístico e essenciais, o processo primário está relacionado aos procedimentos que geram o produto final. É através desse processo que você atende a demanda do cliente.

Através dele é possível identificar em qual área sua empresa atua, o “core business” deste modo o processo finalístico serve para contemplar todas as práticas fundamentais da sua organização e todas as outras se a elas estão relacionadas.

Sua importância no contexto empresarial faz com que demais procedimentos coadjuvantes sejam utilizados como apoio para que o produto final, sendo comum dispor de outras atividades relevantes, mas de maneira mais indireta.

Aqui, pode ser contemplada, por exemplo, a pizza de uma pizzaria, o serviço de revisão de um carro de uma mecânica ou uma estratégia de marketing de uma agência de publicidade e propaganda.

De apoio

Os processos organizacionais de apoio são voltados para dar suporte e faz referência às atividades que não estão diretamente ligadas com os consumidores finais. As práticas de apoio têm como objetivo otimizar ou mesmo auxiliar a realização dos processos primários. Elas estão diretamente ligadas ao processo essencial, isso porque garante que práticas relacionadas ao “core business” ocorram de forma efetiva.

Gerenciais

Os processos organizacionais compreendidos como gerenciais estão relacionados à gestão estratégica de uma empresa. Desta forma, eles dispõem de uma relação intrínseca com os demais tipos de processos. 

É importante destacar que através deles as demais práticas podem ser monitoradas e observadas de forma contínua, ajudando, portanto, a garantir mais eficiência.

Como melhorar os processos organizacionais?

Depois de entender o que são os processos organizacionais e, ainda, conhecer os três principais tipos de atividades, agora é hora de saber como utilizar esse conhecimento na prática, para melhorar os processos e aprimorar o planejamento estratégico de sua corporação. Veja como a seguir.

  1. Dê atenção para as etapas do PDCA

PDCA é um instrumento de gestão de processos organizacionais que visa estruturar a realização de tarefas em um ciclo que dispõe de 4 etapas:

  • Plan (Planejar)
  • Do (Executar)
  • Check (Avaliar/Medir)
  • Act/Adjust (Agir/Ajustar)

Através do ciclo PDCA é possível desenvolver uma rotina de análise de forma estruturada e organizada, que foque em dar andamento na melhoria dos processos.

Implementar novas tendências e ferramentas

As tecnologias são responsáveis pela maioria das inovações organizacionais e essas inovações permitem com que processos sejam otimizados, facilitando que a empresa foque em gerar um pensamento voltado para o âmbito estratégico da empresa e mais preparadas para tomarem decisões certeiras e de forma autônoma, tendo uma equipe motivada e valorizada.

Em um cenário empresarial volátil, corporações que levam em consideração as novas tendências e ferramentas, se destacam no mercado, principalmente com essa constante transformação digital que o mundo dispõe.

Desenvolver equipes multidisciplinares para conduzir novos processos

Depois de identificar os processos organizacionais em seus tipos, é preciso compreender como utilizá-los para gerar o resultado final. Deste modo, desenvolver uma equipe multidisciplinar para estimular esse trabalho colaborativo é fundamental.

Promover treinamentos

Treinamentos são meios para tornar sua equipe em alta performance, um requisito essencial quando a empresa tem como objetivo otimizar processos organizacionais. Nos dias de hoje, é possível achar diversas soluções para isso, que abrangem qualquer perfil empresarial e, ainda, vão de encontro com qualquer orçamento.

Com relação às metodologias, são infinitas: 70:20:10; E-learning; Coaching Corporativo; Gamificação; Treinamento Motivacional; Trilha de Aprendizagem e outros.

A gamificação, por exemplo, é uma alternativa que utiliza recursos do universo do game para desenvolver o objetivo de aprendizado que sua empresa precisa. Recursos como pontuação, premiação, fases são algumas alternativas que podem ser implementadas nessa metodologia para tornar o processo de aprendizagem mais interessante e de fácil compreensão.
Se você quer se aprofundar sobre o assunto, aconselhamos que leia o artigo: “Qual é o papel da Gamificação na educação corporativa?” A partir dele você compreenderá como essa ferramenta lúdica consegue ser tão eficaz no processo de ensino e aprendizagem corporativa.

Teste-por-7-dias-gratis-1024x286