Existem alguns termos que podem não parecer, mas fazem a diferença na rotina de uma empresa. Saber o que é uma comunicação síncrona e assíncrona é um deles, assim como saber porquê investir nos canais de relacionamento — seja com o público interno ou externo — é fundamental para o sucesso do negócio. 

Não se confunda mais! Saiba o que é comunicação síncrona e assíncrona e fortaleça as relações da sua empresa com clientes, stakeholders e colaboradores!

O que você vai ver neste artigo:

A Importância de uma Boa Comunicação

A comunicação é um dos elementos fundamentais em nossas vidas. Da forma como nos relacionamentos com familiares, amigos, conhecidos de diversos grupos sociais, com os gestores, os colegas… Saber comunicar suas ideias, conflitos e interesses, mantendo uma relação saudável com os próximos, é fundamental para a evolução de todos os envolvidos. 

O mesmo vale para os negócios. A comunicação empresarial é essencial para fortalecer sua conexão com os mais variados públicos — dos clientes, sociedade em geral, fornecedores, parceiros aos colaboradores e profissionais freelancer. Isso ajuda a engajar as pessoas na marca, fidelizando os consumidores, contando com benefícios especiais e motivando os funcionários da organização. Tudo isso gera impactos positivos para a empresa, aumentando sua produtividade e lucro. 

Uma marca que não sabe se comunicar corre vários riscos: 

  • Tem ruídos com os cliente e público em geral, gerando desentendimentos e prejuízos à sua imagem;
  • Não consegue condições especiais com os fornecedores e parceiros;
  • Não é capaz de extrair o melhor de seus colaboradores e profissionais, não gerando os resultados que poderia;
  • Podem ocorrer confusões com os trabalhadores, causando retrabalho e desperdícios;
  • Não motiva os funcionários, o que impacta negativamente em seu desempenho, qualidade do serviço e, nos piores casos, gera o aumento da rotatividade de pessoal;
  • Perde vendas ao não engajar o público da melhor forma.

Assim, investir em comunicação é fundamental para o sucesso da empresa, seja fortalecendo os laços com os clientes para aumentar as vendas, engajar os colaboradores ou construir ótimas parcerias de negócio. 

No entanto, dizer “investir em comunicação” é algo meio abstrato, não? É preciso primeiro entender como funcionam os processos comunicativos para saber extrair o melhor dessa dinâmica e ter os resultados desejados. 

Como Ocorre a Comunicação?

Todo processo de comunicação tem algumas partes fundamentais:

  • O emissor
  • A mensagem
  • O código
  • O canal
  • O contexto
  • O receptor

Antigamente essa estrutura era linear, com papéis bem definidos. Porém, graças aos avanços tecnológicos, muitos tiveram acesso aos meios de produção voltados à comunicação, tornando-se não apenas receptores, mas também emissores. 

É fácil entender essa transformação ao analisar os telespectadores de um programa de televisão, que, enquanto assistem, são apenas receptores — mas, quando entram nas redes sociais para comentar, ou até mesmo interagem com os responsáveis e porta-vozes do programa, tornam-se também emissores. 

No entanto, mais do que os personagens que emitem e recebem a mensagem, o canal e o contexto também são fundamentais para um processo de comunicação efetivo. Nesse sentido, é importante entender como o tempo influencia nessa dinâmica.

A Diferença Entre Comunicação Síncrona e Assíncrona

O tempo tem um grande papel em diversas situações da vida, e o mesmo se aplica à comunicação. Ter o chamado timing pode fazer toda a diferença no sucesso ou não da conversa. 

No caso das empresas, a diferença entre a comunicação síncrona e assíncrona implica em diversas questões, como preparação, canal e possibilidade. 

O que é Comunicação Síncrona?

É aquela que o emissor e receptor estão se comunicando na mesma hora, de forma direta e geralmente presencial. Alguns exemplos dessa situação na empresa:

  • Uma reunião com as equipes;
  • O feedback do líder com cada colaborador; 
  • A ligação do call center;
  • O atendimento do vendedor na loja;
  • Um treinamento corporativo presencial;
  • A conversa dos empreendedores com os sócios; 
  • Chamada em vídeo, ao vivo;
  • Uma festa na empresa.

Todas estas ações ocorrem em tempo real, com duas ou mais pessoas envolvidas na conversa. 

Mas, por que é importante saber disso? Este tipo de comunicação precisa ser bem planejada anteriormente: um vendedor não pode abordar o cliente em potencial sem conhecer o produto ou serviço oferecido pelo negócio, nem estar preparado para entender as dores e objeções dessa pessoa; muito menos o gestor pode chegar na reunião sem saber o que falar. 

No olho a olho tudo pode mudar e todos os envolvidos devem saber lidar com os desafios deste tipo de comunicação. E, como diz a famosa frase: “quem sabe faz ao vivo”.

O que é a Comunicação Assíncrona?

Enquanto o outro modelo é o famoso “ao vivo”, neste caso a conversa pode ocorrer em tempos e lugares diferentes. Foi graças aos avanços tecnológicos que essa possibilidade surgiu e vem ganhando espaço na rotina corrida de uma grande parte da sociedade. 

Alguns exemplos da comunicação assíncrona nas empresas:

  • Atendimento pelo chat, redes sociais e aplicativos;
  • Plataforma de e-commerce;
  • Site e postagens de blog;
  • E-mails corporativos; 
  • Outras estratégias de comunicação digital;
  • Treinamento EAD;
  • Mural de avisos, recados escritos, informativos;
  • Manuais e outros registros escritos, sejam físicos ou digitais. 

Todas as formas de comunicação que não precisam ocorrer de forma simultânea entre o emissor e receptor são assíncronas. Isso não significa, claro, que a empresa ou profissional responsável pela mensagem poderá responder a hora que quiser, deixando a outra parte no “vácuo” — é sempre preciso cuidar do timing da conversa.

Também é importante ter atenção para não transmitir mensagens que causem mais confusão do que informação, gerando ruídos no relacionamento. É fundamental ser claro e educado com quem for receber a comunicação, seja cliente, colaborador, fornecedor, gestor ou parceiros em geral. 

Pensar nessas características, por menores que pareçam ser, pode fazer a diferença em conseguir transmitir uma mensagem positiva para os clientes da empresa. A comunicação assíncrona e síncrona são usadas a todo momento em uma organização: por isso é preciso tirar o melhor de cada situação para ter melhores resultados. 

No entanto, assim como é importante engajar os consumidores, o mesmo deve ser feito com o seu público interno. E há uma estratégia específica para fazer isso: Aprenda usar a comunicação interna de maneira inteligente e fortaleça a motivação e engajamento dos colaboradores na sua empresa!