DHO é um acrônimo utilizado para referir-se a Desenvolvimento Humano e Organizacional. Um recurso estratégico do âmbito empresarial, o DHO pode ser caracterizado como um processo de valorização que garante oportunidades para os profissionais serem o que desejam ser, tanto no quesito profissional e também pessoal.

Essa ferramenta é um pilar estratégico e indispensável porque busca desenvolver melhorias para o maior bem ativo de uma empresa, o capital humano, e é um evento crucial dado que a potência de uma empresa está na sua força de trabalho. Prova de quão significativa é o capital humano, são as diversas estratégias e metodologias buscadas por empresas para atrair e reter os melhores profissionais

Essas empresas entenderam que acima de tudo, o crescimento da organização se dá por consequência da doação diária de experts contratados, e que valorizá-los incita o sentimento de pertencimento de causa, o que melhora o ambiente de trabalho, aumenta a produtividade e outras características que serão exploradas mais adiante.

Então, se você ainda desconhece sobre o DHO e sua crescente expansão no ambiente empresarial ou quer saber mais detalhes do assunto, este artigo foi desenvolvido para esclarecer diversas dúvidas relacionadas a esse novo pilar para o sucesso empresarial. É só acompanhar os próximos tópicos para descobrir.

Se aprofunde no conceito de DHO

É comum que a perspectiva de uma empresa esteja voltada aos recursos monetários que cada ação pode gerar, mas é certo que essa não deve ser a única questão para impulsionar suas ações. E é exatamente sobre isso que o DHO trata.

Diferente da perspectiva do crescimento econômico que invade também a cultura empresarial, a abordagem de desenvolvimento humano busca ver de forma direta às pessoas; valorizar suas características sociais, singularidades culturais, perspectiva política e demais fatores que exercem influência no modo de agir e pensar das pessoas.

Em outras palavras, o desenvolvimento humano tem como centro as pessoas e a promoção do bem-estar delas. Conforme o DHO, a qualidade de vida aqui não está relacionada ao acúmulo de riqueza e sim na geração de oportunidade de escolhas, capacidade e liberdade. Sendo a riqueza ou a renda ferramentas para que o ser humano consiga viver a vida que tem como objetivo. 

Nessa visão, portanto, a renda é tirada de foco e dá espaço ao ser humano, sendo ele valorizado como um ser social, emocional e racional. No âmbito de trabalho, a empresa gera oportunidades para que elas pratiquem sua liberdade de expressão acerca de ideias e sentimentos, bem como exerça sua autenticidade, de forma a respeitá-la e valorizá-la.

A renda aqui ainda é importante, mas sendo utilizada como uma das formas de desenvolvimento. Dessa forma, pode-se dizer que processo de DHO é um recurso utilizado para a conscientização da formação de profissionais completos, que sejam capazes de construir sua própria carreira, saibam seu lugar de importância na instituição e que pratiquem qualidade de vida.

Surgimento dessa perspectiva

O conceito de desenvolvimento humano e sua medida foram revelados em 1990, no Relatório de Desenvolvimento Humano (IDH), o primeiro documento criado nesse sentido. Ele foi idealizado pelo economista Mahbub ul Haq, e contou com a colaboração do também economista Amartya Sen.

Nesse relatório foram reunidos três requisitos importantes para a expansão da liberdade do ser humano: o acesso ao conhecimento (educação), uma vida longa e saudável  (longevidade) e padrão de vida (renda). A perspectiva foi popularizada através do relatório como medida do grau de desenvolvimento humano de um país, sendo uma alternativa ao Produto Interno Bruno (PIB). E contemplava toda a sociedade.

Como empresas são compostas por pessoas, o termo passou a ser popular também nas organizações e vem mostrando ser um pilar estratégico para o novo mundo que vivemos, sendo um recurso indispensável para o novo RH.

O novo RH e sua relação com o DHO

Com o surgimento de novas tecnologias, trabalhos desenvolvidos pelo setor de recursos humanos caracterizados como mecânicos foram otimizados ou até mesmo atribuídos aos novos softwares de gestão.

Essa mudança gerou uma série de reflexões acerca da nova atuação do RH diante o mercado contemporâneo. Por fim viu-se que o setor é um ambiente estratégico para trabalhar o desenvolvimento de pessoas, capaz de prestar suporte aos times empresariais e tomar decisões, visto que está diretamente interligado com todas as áreas da empresa, bem como com todos os colaboradores da organização.

O Desenvolvimento Humano e Organizacional está relacionado às novas funções do setor de recursos humanos porque é um recurso que visa exatamente promover o aperfeiçoamento humano. Assim, DHO pode ser um pilar estratégico com grande potência na efetivação das novas práticas do RH atual.

O DHO nas organizações

Com a extinção dos Recursos Humanos que desenvolvia um trabalho focado em processos de administração pessoal e o surgimento de um setor mais estratégico, focado no desenvolvimento humano, o recurso que estabelece três características fundamentais para o desenvolvimento efetivo de pessoas (educação, longevidade e renda) torna-se uma ferramenta fundamental para o cumprimento das novas ações.

Os pilares do desenvolvimento pregam a ampliação de oportunidades dentro do ambiente profissional para trabalhar a saúde, tanto mental quanto física.Além disso, também encoraja acesso a novos conhecimentos e reconhecimento financeiro, recurso fundamental para alcançar uma vida com escolhas genuínas e com liberdade.

Em suma, é uma forma de valorizar a necessidade de cada colaborador para a construção e desenvolvimento da corporação, sendo uma maneira válida para construir uma empresa de sucesso e com profissionais que vestem a camisa e passam a ter olhar de dono. 

Essas questões promovem aumento da produtividade, maior rentabilidade, melhoram o clima organizacional, geram capacitação dos profissionais, aumentam a satisfação dos colaboradores, fortalecem a cultura, atraem talentos e diminuem o turnover.

Hoje já é possível ver diversas empresas implementando o DHO em seus ambientes de trabalho, muitas optando até em abrir uma área exclusiva de DHO dada tamanha importância para a corporação e o firmamento de sua cultura organizacional.

Atualmente existem diferentes ferramentas para auxiliar nas mudanças que a área de Recursos Humanos vem passando, e, além do DHO, metodologias como a gamificação podem fazer toda a diferença na gestão e engajamento de funcionários. Quer saber mais? Confira em nossos materiais gratuitos.