Qual é o papel da Gamificação na educação corporativa?
Educação

Qual é o papel da Gamificação na educação corporativa?

Preencha seu email e receba conteúdos exclusivos
Obrigado pelo seu cadastro!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

A tecnologia dos games, atrelada aos fatores estratégicos como objetivos definidos, regras bem elaboradas, alinhadas aos processos internos da empresa, tem o poder de engajar colaboradores e clientes.

Treinar uma equipe e promover ações interessantes de marketing, podem ter um custo elevado. Entretanto, as plataformas gamificadas são capazes de atingir aos propósitos dos gestores e dos profissionais do departamento de RH, exigindo menos recursos que as ferramentas tradicionais.

Portanto, leia nosso artigo e descubra agora mesmo como inovar e alcançar os melhores resultados para a sua empresa, por meio de jogos tecnológicos. Confira!

Origem do termo gamificação

O termo gamificação, com uma pequena variação em sua grafia, surgiu há alguns anos, quando princípios e mecânicas do universo dos games começaram a ser aplicados com na vida real, com o objetivo de motivar os indivíduos a solucionarem seus problemas.

A expressão tornou-se popular em meados de 2010, quando as empresas começaram a inserir em seus softwares, mecanismos de conquistas e gratificações por esses triunfos.

Conceito na educação corporativa

A gamificação na educação corporativa objetiva a utilização de procedimentos que usam a mecânica dos jogos e temas lúdicos, com o propósito de promover o engajamento dos funcionários, a competitividade, a interação e enriquecer assuntos que permeiam as atividades do dia a dia de uma empresa.

O sistema de avanços e recompensas são itens cruciais para estimular os colaboradores a cumprir suas atividades e mantê-los engajados.

Esse conceito apresenta uma singularidade: é possível abranger todas as faixas etárias, respeitando suas particularidades. A tecnologia ajuda a prender a atenção dos jovens, além de reciclar o conhecimento dos funcionários mais experientes, de maneira leve e divertida.

Já a ludicidade proporciona o relaxamento, entretenimento, sociabilidade e a potencialização de resultados.

Resultados da estratégia

Empresas que fazem uso da gamificação na educação corporativa colecionam resultados surpreendentes.

Uma famosa instituição financeira promoveu a disputa entre mais de 500 profissionais, em que, um jogo de perguntas e respostas abordava situações do cotidiano. De acordo com a superintendência executiva, em mais de 20 anos no mercado, a viabilização dos conceitos dos jogos empresariais se destacou como o treinamento voltado para o aprendizado mais eficiente já aplicado até hoje.

A técnica também pode ser utilizada para captação e fidelização de clientes. A própria organização lançou, em 2017, um aplicativo de jogos destinado aos clientes de contas universitárias.Os 20 primeiros jogadores com a maior pontuação do ranking, ganharam bolsas de estudos para a uma escola de negócios situada nos Estados Unidos.

O projeto foi realizado em apenas 5 meses. Mais de 40 mil pessoas disputaram os jogos, em um total de 112 dias. A instituição ficou tão satisfeita com o resultado, que está estudando a viabilidade de uma segunda edição.

O papel da gamificação no ambiente corporativo

Como você pôde perceber acima, a ferramenta, quando inserida no ambiente empresarial, pode ser utilizada com diversos objetivos: 

  • treinar equipes; 
  • Integrar novos funcionários; 
  • reciclar o conhecimento de produtos e/ou serviços oferecidos pela empresa; 
  • engajar os colaboradores no cumprimento de metas; 
  • estimular a criatividade e solução de problemas; 
  •  captar e fidelizar clientes. 

Ao contratar uma empresa especializada, os gestores têm a possibilidade de mensurar os efeitos das ações aplicadas.

Acompanhar esses resultados não envolve apenas números. Verificar o comportamento e engajamento dos usuários, em tempo real, também é viável.

A rápida resposta promove o reforço imediato da aprendizagem e instiga duas importantes características em um trabalhador: a cooperatividade e a competitividade. Portanto, permite a busca constante por melhorias.

Esses upgrades não se restringem às equipes que trabalham com o sistema de alcance de metas. A gestão das equipes e o trabalho do setor de recursos humanos também é facilitado com a geração desses relatórios.

No items found.

Benefícios da gamificação

Diante de tantas funções que podem ser atreladas às ferramentas, os benefícios também são amplos. Veja:

  • otimização dos recursos para treinamentos e reciclagem do conhecimento;
  • estimula o engajamento individual e coletivo;
  • retenção de talentos, ao usar o esquema de recompensas pelas atitudes dentro da corporação;
  • proporciona experiências envolventes;
  • impulsiona vendas;
  • aumenta a produtividade;
  • facilita a comunicação interna e externa;
  • traz visibilidade para a marca;
  • desenvolve a motivação individual;
  • possibilidade de mensurar os resultados em tempo real.

Precisamos, também, destacar a criatividade no uso dessa tecnologia para atrair os profissionais mais bem capacitados disponíveis no mercado.

Atualmente, os perfis qualificados buscam oportunidades que ofereçam mais que bons salários e um pacote de benefícios.

Empresas com atitudes mais humanas e ferramentas que tornam o trabalho menos maçante, acabam por se transformar no empregador dos sonhos para os mais habilitados.

Formas de utilização dentro da empresa

Plataformas gamificadas como Ludos Pro, apresentam os conteúdos de forma lúdica e personalizada, por meio de vídeos, animações, jogos e utilizam recursos como missões, ranking, pontos, prêmios, entre outros, a fim de estimular novos comportamentos por parte do usuário.

Os recursos podem ser aplicados a todos os colaboradores: novos, antigos e, até mesmo, os candidatos a uma vaga.

O conteúdo pode ser personalizado e transmitido por vídeos, animações ou infográficos, estimulando os participantes a realizar alguma tarefa.

Essas tarefas, como você pôde aprender ao longo do texto, podem envolver desde treinamentos sobre um novo produto a ser comercializado pela empresa até ações promocionais aos clientes.

Ao avançar nos desafios, recebem uma recompensa. Levadas ao mundo real, podem ser transformadas em benefícios ou prêmios. Empreendimentos interessados no aumento do desempenho do funcionário e alcance de metas, podem utilizar o ranking desse game para promover o colaborador ao final da competição.

Vale ressaltar que os jogos podem ser disponibilizados em vários formatos. A empresa pode desenvolver games de raciocínio para treinar as habilidades, como focar nas tarefas do dia a dia da empresa, ou seja, o indivíduo não sai da sua função, pois precisa produzir para ganhar.

É justamente essa característica mutável da plataforma que é o ponto chave para tornar a gamificação na educação corporativa uma ferramenta altamente competente no aumento da produtividade e, consequentemente, dos lucros.

Ficou interessado e quer receber mais informações sobre a gamificação na educação empresarial, ou já está convencido e quer implementar a estratégia o quanto antes? Entre em contato conosco!

Veja outros conteúdos sobre assuntos relacionados:
O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários.
Veja outros posts relacionados
logo sioux grouplogo siouxlogo ludos prologo pgblogo movieplaylogo go gamers
icon linkedinicon instagramicon facebook