5 dicas para melhorar a experiência do colaborador

02 out 2023

Pensar na experiência do colaborador é fundamental para reter os talentos e aumentar a produtividade e qualidade na empresa. Porém, muitos RHs e lideranças têm dificuldades em promover esse conceito devido alguns desafios internos e, assim, acabam oferecendo um ambiente de trabalho ruim e pouco motivador para suas equipes. 

Um negócio não pode apenas valorizar somente seus clientes para ter sucesso — confira 5 dicas para melhorar a experiência do colaborador e invista no maior ativo da sua empresa!

O que é Employee Experience?

Basicamente, é uma estratégia que visa melhorar o relacionamento dos funcionários com a organização, pensando em todos os seus pontos de contato nessa relação. Do recrutamento e seleção, passando pelo dia a dia e até mesmo na aposentadoria ou desligamento do profissional, em cada situação o colaborador precisa se sentir valorizado e ter um ambiente saudável para trabalhar. 

Investir na boa experiência dos funcionários não é apenas oferecer benefícios, um espaço lúdico ou atividades motivacionais de tempos em tempos — mas, sim uma estratégia completa e que envolve várias áreas de uma empresa, como RH, lideranças, comunicação, marketing e outros setores, contemplando todas as etapas do relacionamento do profissional com a organização. 

Apesar dessa complexidade, não é à toa que muitas empresas estão investindo nesta estratégia: ela pode gerar muitos impactos positivos para a dinâmica interna e até nos resultados do negócio.

Qual a importância de proporcionar uma boa experiência ao colaborador?

Existem várias vantagens em se investir no relacionamento dos profissionais com a empresa. Algumas delas são: 

Aumento da produtividade

Funcionários que não têm uma boa experiência no trabalho costumam perder sua motivação e engajamento. E, inevitavelmente, essa situação acaba prejudicando a produtividade de toda equipe. 

É natural que conviver em um ambiente insalubre vá diminuindo a dedicação e o empenho dos profissionais. Por isso, o contrário também é verdadeiro: um clima saudável e uma empresa que valoriza seus talentos permite com que eles floresçam, aumentando assim a sua produtividade. 

Aproveitamento dos talentos

Os impactos positivos dessa estratégia não se resumem a produtividade. A empresa também tem muito a ganhar em qualidade, competitividade e inovação ao investir no bem-estar de seus colaboradores. 

Um ambiente saudável de trabalho oferece maior liberdade e segurança para que os profissionais troquem ideias, inovem e usem suas habilidades de diversas maneiras. Dessa forma, é possível aproveitar melhor os talentos internos e incentivá-los para que gerem mais resultados ao negócio. 

Redução da rotatividade

Outra consequência importante de se aprimorar a experiência dos colaboradores é a retenção dos talentos. Todo RH tem receio de perder seus melhores profissionais, mas além disso, de ter um alto índice de turnover — um grande problema para a gestão de pessoas e que gera prejuízos para qualquer organização. 

Porém, se os funcionários estão satisfeitos com o ambiente e o trabalho que realizam, dificilmente eles têm o desejo ou escolhem sair da empresa por conta própria. Por isso, investir na experiência dos colaboradores significa reter os talentos e reduzir a danosa rotatividade de pessoal. 

Assim, melhorar o relacionamento dos funcionários com a organização é algo bastante positivo de diferentes maneiras. Porém, alguns RH e gestores podem ter dificuldade em tirar esse conceito do papel e trazê-lo para o dia a dia dos departamentos. 

Como melhorar a experiência do funcionário?

É possível promover um relacionamento mais saudável com os funcionários ao aplicar algumas dicas especiais: 

Dica 1 — Pensar em todas as etapas

Oferecer uma boa experiência aos colaboradores significa ter um bom relacionamento com eles em todos os seus contatos com a organização. Nesse sentido, RH e lideranças devem trabalhar juntos para mapear esses pontos e pensar em estratégias para promover momentos amigáveis e engajadores a cada etapa.

Tudo começa no recrutamento e seleção: esse processo deve ser transparente, direto e respeitoso, evitando ser exageradamente longo ou com perguntas e testes constrangedores. Uma imagem negativa durante esse processo pode desestimular os talentos de aceitar a proposta ou então começar a relação com o novo funcionário com o pé esquerdo. 

Mas, esse é só o primeiro contato. A empresa deve promover um ambiente saudável e relacionamento engajador com os colaboradores até o fim do seu contrato, seja com o desligamento ou aposentadoria desse profissional. 

Dica 2 — Capacitar as lideranças

O maior ponto de contato da empresa com o seu colaborador acontece por meio dos gestores. Um péssimo líder cria um ambiente de trabalho insalubre e uma dinâmica interna prejudicial ao departamento — não é à toa que muitas vezes o principal motivo para a saída dos talentos é a chefia. 

Nesse sentido, é fundamental que a organização invista em um programa de treinamento de lideranças eficiente e contínuo para capacitar os gestores e ajudá-los a motivar e engajar os liderados sob sua responsabilidade. Assim, a empresa não somente irá melhorar a relação com os colaboradores como também despertar uma performance melhor de seus líderes. 

Dica 3 — Investir no bem-estar dos profissionais

Uma estratégia que também funciona nesse contexto é investir em ações que irão promover o bem-estar dos colaboradores. Alguns exemplos nesse sentido são: oferecer benefícios corporativos; cultivar um ambiente saudável; realizar treinamentos motivacionais e dinâmicas de engajamento; possibilitar um modelo de trabalho e jornada mais flexível, entre várias opções. 

Outra ideia ligada a esta questão é valorizar a diversidade dentro da equipe. Acolher e respeitar os profissionais de vivências diversas ajuda a aproveitar melhor os talentos e a estimular um ambiente respeitoso e produtivo.  

Dica 4 — Investir no crescimento profissional

Oferecer programas que estimulem a capacitação e aprimoramento dos colaboradores ajuda a passar a mensagem de que eles são valorizados pela empresa, especialmente se aliados a uma estratégia de crescimento na carreira dentro da organização. 

Dessa forma, investir em treinamentos corporativos, ações de desenvolvimento de pessoas, promoções e plano de carreira são algumas ideias para impulsionar a evolução profissional dos funcionários e aumentar seu engajamento com a companhia. 

Dica 5 — Oferecer metodologias de treinamento diversificadas

Porém, não adianta promover ações de capacitação que somente sigam a mesma estrutura de atividade exclusivamente expositiva, com os colaboradores apenas escutando e copiando o que um palestrante fala. 

Investir em metodologias diferentes contribui para enriquecer a aprendizagem e a experiência dos funcionários na educação corporativa, aumentando o seu engajamento e aproveitamento na estratégia. 

Alguns métodos bastante utilizados nesse sentido são workshops, estudos de caso, projetos, EAD e gamificação — essa última opção é capaz de oferecer uma experiência imersiva e interativa de aprendizagem, inovando e melhorando os resultados dessa ação. 

Descubra porque a gamificação é tendência nos treinamentos corporativos atuais e fortaleça a capacitação e relacionamento com os seus colaboradores!

O que é Employee Experience?

Basicamente, é uma estratégia que visa melhorar o relacionamento dos funcionários com a organização, pensando em todos os seus pontos de contato nessa relação.

Qual a importância de proporcionar uma boa experiência ao colaborador?

Existem várias vantagens em se investir no relacionamento dos profissionais com a empresa. Algumas delas são: aumento da produtividade, aproveitamento dos talentos e redução da rotatividade, são algumas delas.

Engaje. Incentive. Inspire.

  • Engajar times
  • Aumentar performances
  • Agilizar a aprendizagem
Mulher em ambiente gamificado se transformando em sereia

Nossas conquistas

  • Selo top 100 ranking open startups
  • Selo top 10 ranking edtechs
  • Selo Startup destaques liga insights edtechs
  • Selo watchlist company
  • Selo boostlab
  • Selo cubo Itaú
  • Selo GESAwards
  • Selo top 100 ranking open startups
  • Selo top 10 ranking edtechs
  • Selo Startup destaques liga insights edtechs
  • Selo watchlist company
  • Selo boostlab
  • Selo cubo Itaú
  • Selo GESAwards
Pular para o conteúdo