5 Filmes que todo profissional de RH deveria assistir
Comportamento

5 Filmes que todo profissional de RH deveria assistir

Preencha seu email e receba conteúdos exclusivos
Obrigado pelo seu cadastro!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Buscar inspiração é algo natural e fundamental nas nossas vidas. Seja de nomes renomados, pessoas próximas ou até na ficção, fazer esse exercício nos ajuda a enxergar certas situações de forma diferente e até a nos motivar a lutar por nossos objetivos. Isso ocorre inclusive na área profissional, aproveitando a referência dos outros para desenvolver nossa carreira e melhorar nosso trabalho.


Os filmes são excelentes formas de aprender coisas novas, ainda mais de forma divertida. Claro que sempre existe a licença poética e o drama necessário para tornar a história interessante, porém a ficção também pode servir de inspiração para melhorar nossos comportamentos e nos colocar em diferentes pontos de vista - algo fundamental para quem trabalha com pessoas.


Confira agora 5 filmes que, de uma forma ou outra, abordam temas importantes para o RH.

5 Filmes que todo o profissional de RH deveria assistir

1) Um Senhor Estagiário (2015)


Esse filme conta a história de Ben Whittaker (Robert De Niro), um senhor de 70 anos que se inscreve em um programa de estágio para idosos de uma empresa de e-commerce comandada pela jovem Jules Ostin (Anne Hathaway). Apesar da diferença entre gerações e visões de mundo, os dois acabam formando uma genuína amizade e aprendendo um com o outro.


Em geral, essa comédia com toques de drama mostra como as diferenças entre os profissionais podem ser superadas e como cada um - trazendo sua bagagem - pode colaborar com a empresa a sua maneira. Não importa a idade, gênero ou qualquer outra segmentação, a dedicação e qualidade podem vir de qualquer profissional.


Além disso, o filme toca em um ponto interessante: o recrutamento é parte fundamental para o sucesso das organizações. O RH deve não só considerar as experiências técnicas dos candidatos, como também suas habilidades pessoais, pois elas impactam o trabalho do funcionário e da equipe. Isso é retratado na história, especialmente com o personagem Ben que é bastante hábil ao lidar com pessoas.


Outro ensinamento do longa: estar aberto à diversidade pode ser uma mina de ouro para a empresa. É possível encontrar profissionais incrivelmente qualificados e cheios de vontade de trabalhar, mas que não encontram espaço no mercado de trabalho. Livrar-se de ideias preconcebidas é uma ótima forma de dar espaço para novos talentos brilharem.


O filme ainda trata sobre a importância do equilíbrio entre a vida profissional e pessoal, algo que o RH deve estar atento, pois quando o funcionário tem dificuldade de fazer isso, cedo ou tarde, sua produtividade e motivação serão afetados.  


2) Amor sem Escalas (2009)


Ryan Bingham (George Clooney) tem um trabalho diferente: ele é contratado por grandes empresas que vão realizar demissões em massa, sendo o responsável por informar os colaboradores de seu desligamento. Ele viaja constantemente pelo país, realizando seu serviço, até que um dia seu cargo é ameaçado por Natalie (Anna Kendrick), uma recém-formada que deseja substituir sua atuação pessoal por chamadas de videoconferência.


Esse filme aborda um tema delicado: as demissões em massa e como abordar o profissional que será demitido. Na história, Ryan é tão acostumado a realizar essa função que desenvolveu uma metodologia bem definida de trabalho, porém mesmo assim os resultados podem ser trágicos.


Desta forma, a história abre espaço para uma discussão sobre ética e valorização dos profissionais. O RH deve ter em mente sua função, mas sempre lembrando que atua com pessoas - com desejos, medos, sonhos, expectativas e frustrações.


3) O Diabo Veste Prada (2006)


Considerado clássico para várias pessoas, o filme acompanha a história de Andrea Sachs (Anne Hathaway) uma jovem que conseguiu o emprego de assistente da famosa (e temida) diretora da revista de moda Runaway, Miranda Priestly (Meryl Streep).


Esse filme traz muitas reflexões para o RH: como uma liderança pode ser inspiradora, mas ao mesmo tempo tóxica - não é a toa que a chefe é descrita como “diabo” no título -; a competição como forma de motivação, mas ao mesmo tempo prejudicial ao ambiente de trabalho; o desequilíbrio entre vida profissional e pessoal que pode causar diversas angústias tanto para os colaboradores quanto à diretoria e como clima organizacional ruim pode afetar negativamente a empresa.


Também pode-se aprender que existem profissionais incríveis, que podem ser influenciados negativamente pelo ambiente, ou então que não sentirão propósito em sua função. O RH deve estar atento aos sinais que indicam a desmotivação dos colaboradores e clima organizacional pesado para evitar o temido turnover.


4) O Homem que Mudou o Jogo (2011)


Esse drama bibliográfico traz a história de Billy Beane (Brad Pitt), o gerente geral do time de baseball Oakland Athletics. Atualmente a equipe enfrenta uma crise: seus recursos estão limitados e precisa competir com times maiores. Para superar as dificuldades, ele resolve inovar nos métodos de contratação de jogadores ao usar dados e estatísticas, indo de encontro aos modelos tradicionais de olheiros.


Além das lições para os gestores e diretores de empresas em como diferenciar seu negócio em um mercado altamente competitivo, o RH também pode aprender bastante com esse filme.


Primeiro, como a inovação pode fazer parte e se tornar um diferencial no recrutamento e outros processos de gestão de pessoas. No filme, os dados são peças fundamentais na contratação dos jogadores. No RH, além de considerar as habilidades pessoais, é possível aplicar testes nos candidatos - trazendo resultados analíticos para a escolha do profissional mais adequado.


Atualmente os dados estão sendo grande diferenciais em diversos processos empresariais, e no RH é possível adotá-los em atividades como treinamentos corporativos e avaliação de desempenho. Essa é uma das lições do filme para esta área: estar aberto à práticas inovadoras é uma forma de obter vantagem competitiva.


5) Os Estagiários (2013)


Essa comédia se passa no processo seletivo de, nada mais, nada menos, do que o Google! Nick (Owen Wilson) e Billy (Vince Vaughn) são dois vendedores que perdem o emprego e agora precisam se reinventar na carreira. A oportunidade chega ao se inscreverem em um programa de estágio da gigante mundial.


A história tem como mensagem central que os bons profissionais podem aparecer de onde menos se espera e que todos podem contribuir - do seu jeito - com a empresa. Além disso, o filme nos permite dar uma espiada no processo seletivo feito pelo Google - que usa critérios que podem inspirar seu RH. Ou ao menos merecem ser conhecidos e avaliados.


Assim, a inovação e o “pensar fora da caixa” também são explorados, mostrando como isso pode ser uma vantagem competitiva.


E aí, gostou das nossa seleção de filmes? Tem alguma história relacionada a gestão de pessoas que te inspira? Mande sua sugestão nos comentários e compartilhe essa postagem com seus colegas de RH!


No items found.
Veja outros conteúdos sobre assuntos relacionados:
O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários.
Veja outros posts relacionados
logo sioux grouplogo siouxlogo ludos prologo pgblogo movieplaylogo go gamers
icon linkedinicon instagramicon facebook