A aprendizagem colaborativa é uma metodologia de ensino que dispõe de três importantes fundamentos: interação, colaboração e participação ativa dos estudantes. A partir desses elementos é possível entender que o processo de ensino-aprendizagem dessa abordagem é proativo e investigativo.

Diferente da abordagem de ensino tradicional – em que o docente é visto como o detentor de todo o conhecimento e, portanto, os estudantes não possuem muita abertura para interagir no ambiente de ensino -, na aprendizagem colaborativa o ambiente é todo configurado para que os discentes tenham voz, aprendam e, ainda, contribuam com o aprendizado do colega.

O que você vai ver neste artigo:

O método de ensino da aprendizagem colaborativa introduz uma abordagem interativa que, conforme o tempo e o surgimento da tecnologia, muito se tem discutido, por ser mais contextualizada com o cenário atual e com o perfil dos estudantes de hoje.

Neste artigo, você vai compreender qual é o papel do estudante e do professor nesse sistema e os benefícios que ele apresenta. Tem interesse sobre o assunto? Acompanhe a leitura para conhecer mais!

A abordagem da aprendizagem colaborativa e suas características

Como já comentado anteriormente, o foco da aprendizagem colaborativa está na interação, colaboração e participação do discente, permitindo ser implementada de diferentes formas e podendo estar nos diferentes estágios do processo de aprendizagem dos alunos. Essa metodologia, portanto, apresenta como objetivo compartilhar recursos que possibilitem maior entendimento sobre o assunto e, consequentemente, seu aperfeiçoamento.

Na prática, a educação colaborativa é instigada através de discussões e debates que levam o estudante a refletir sobre o assunto abordado e chegar à sua própria conclusão. Mas as rodas de conversa não são a única alternativa para implementar a aprendizagem colaborativa no âmbito educacional, as dinâmicas também são conhecidas por trabalharem esse tipo de aprendizagem, alcançando os mesmos resultados só que de maneira ainda mais fluída e divertida.

blog_06

Essa forma de ensino gera no discente a sensação de pertencimento e identidade e ainda o transforma em agente que pode influenciar positivamente na construção dos saberes de outros alunos. Isso significa que, nessa abordagem não é somente o professor o detentor e transmissor do conhecimento, mas os discentes também, que fazem com que a metodologia alcance a proposta de colaboração. Em resumo, tanto o docente quanto os discentes definem juntos os melhores caminhos para o ensino, permitindo que ele seja cada vez mais igualitário e democrático.

Características dessa aprendizagem

Estes são os principais aspectos da aprendizagem colaborativa:

  • Estudantes ativos: Os alunos são instigados a buscar o conhecimento de forma mais independente e, o melhor, a transmiti-lo com os demais para que se forme um ambiente colaborativo, interativo e participativo.
  • Professor se torna mediador: O professor deixa de ser a figura principal da sala de aula e passa a ser um instrumento que irá auxiliar o aluno nesse processo de busca por informações.
  • Aprendizagem investigativa e proativa: O estudante é instigado a aguçar a sua curiosidade para que seja o construtor do seu próprio conhecimento, crescimento e desenvolvimento, tanto em nível pessoal como profissional.
  • Aplicabilidade no centro: A tendência de guardar o aprendizado adquirido é grande, mas na aprendizagem colaborativa o indivíduo é incentivado a obter novos conhecimentos, refletir sobre eles e os colocar em prática conforme o contexto que está inserido, de forma que use o conhecimento para seu próprio crescimento e para o crescimento da sociedade de maneira geral.
  • Aprendizagem em grupo: Estimular a aprendizagem em grupo é um dos grandes objetivos da metodologia de aprendizagem colaborativa porque ela entende que há maior efetividade na aprendizagem quando feita em grupo, se comparado aos processos com foco na aprendizagem individual.

  • Mudança de realidade: Como a metodologia estimula a proatividade, maiores são as chances do indivíduo que entra em contato com ela, transformar a própria realidade, assim como a de demais pessoas que estejam em sua convivência.

Vantagens da metodologia colaborativa

Até então foi possível observar que a metodologia colaborativa tem como vantagem a troca de experiência e a expansão de conhecimento, mas esses não são os únicos benefícios que ela pode proporcionar, há outros que podem ser mencionados por aqui. E nós vamos compartilhá-los agora:

  • Desenvolvimento de novas competências tanto técnicas como comportamentais;
  • Aperfeiçoamento de conhecimentos já existentes;
  • Desenvolvimento do trabalho em equipe;
  • Aprimoramento da comunicação;
  • Amadurecimento do senso de empatia;
  • Espírito de colaboratividade;
  • Aperfeiçoamento do senso crítico, lógico e analítico;
  • Melhoria nos relacionamentos interpessoais;
  • Garantia de aprendizado e não de memorização do conteúdo;
  • Evolução nos âmbitos pessoal e profissional;
  • Desenvolvimento de competências de compreensão;
  • Maior respeito com as diferentes visões de mundo e cultura;
  • Melhora a resiliência;
  • Ajuda na criatividade e na resolução de problemas;
  • Investiga o estudo; e
  • Facilita o processo de ensino-aprendizagem.

Como você pôde ler, os benefícios que estão por trás da aprendizagem colaborativa são diversos e bastante significativos para o contexto atual que requer um maior dinamismo para o processo de aprendizagem. Porém as vantagens apresentadas por essa metodologia não anulam, ou seja, invalidam a eficácia de outros modelos de aprendizagem.

É preciso observar qual será o contexto para então chegar a um consenso de qual abordagem é mais válida, se a aprendizagem colaborativa ou qualquer outra. Essa escolha é crucial em termos de colher resultados positivos no processo, por isso deve ser observado o perfil dos indivíduos que irão ter contato com a abordagem.

É importante também lembrar que a aprendizagem colaborativa não se limita ao ambiente escolar, ela pode ser inserida em qualquer cenário cujo objetivo é construir ou aperfeiçoar conhecimento, sendo, portanto, uma abordagem interessante para o cenário profissional.

Com relação a importância de conhecer o perfil do aluno antes de definir qual metodologia de ensino será utilizada, ela se faz presente porque cada pessoa possui um melhor jeito de aprender, essas informações são elencadas no que caracterizam como Pirâmide de aprendizagem, uma teoria do psiquiatra americano William Glasser. No artigo “Conheça os estilos de aprendizagem e veja como aprimorá-los”, você consegue entender melhor.

Teste-por-7-dias-gratis-1024x286