Investir em treinamento para franquias é uma ótima ideia para manter uma boa imagem com o público e a qualidade de seus serviços. No entanto, muitas empresas ainda não adotam essa estratégia, talvez por acreditarem equivocadamente ser trabalhoso demais.

Preze pela qualidade e reputação da sua empresa: descubra as vantagens e como fazer um treinamento para franquias com estas 4 dicas!

1- Treinamento para as lideranças

2- Treinamento das ferramentas e sistemas

3- Consulta e resolução de dúvidas

4- Uso de métodos inovadores nos treinamentos

Os Benefícios do Treinamento para Franquias

Investir na educação corporativa é uma das melhores escolhas que uma empresa pode fazer. Um treinamento bem planejado e executado pode transformar uma equipe, tornando os funcionários mais eficientes e engajados. E isso ocorre por diversos motivos:

  • Aumento da qualidade: os treinamentos ajudam a capacitar tecnicamente os colaboradores, especialmente solucionando lacunas de conhecimento que prejudicam seu trabalho; 
  • Aumento da produtividade: resolvendo estas situações, é natural que a capacidade de produção dos funcionários melhore;
  • Aumento da inovação: ações como estas contribuem para atualizar os funcionários nas melhores práticas e novidades de suas áreas, incentivando uma cultura inovadora na equipe;
  • Melhora no engajamento: ao se sentirem valorizados com o investimento da empresa em suas carreiras, muitos colaboradores irão ter um relacionamento mais forte com a organização, dedicando-se mais aos seus trabalhos; 
  • Melhora no clima interno: os impactos no serviço e engajamento dos colaboradores podem colaborar, mesmo que indiretamente, para tornar o ambiente mais saudável no trabalho;
  • Redução no turnover: tornar seus funcionários mais eficientes e melhorar o clima interno são questões que ajudam a evitar o aumento na rotatividade de pessoal, seja por decisão própria ou desligamento por parte da empresa. 

No caso das franquias ainda há outra vantagem: investir no treinamento dos líderes ajuda a franqueada a seguir as orientações que prezam a imagem da marca, desde o bom uso das comunicações ao atendimento ao cliente. 

Entretanto, uma franqueada que não passa por treinamentos, seja das lideranças como dos funcionários, pode gerar uma série de dores de cabeças para a franqueadora. Imagine essa situação: um colaborador de uma unidade acaba agindo de forma preconceituosa com um cliente e toda cena é filmada; então em outra é registrado uma infração ambiental ou sanitária; ou que uma das lideranças é pega em um caso de corrupção — acha que crises como estas não irão respingar na imagem da empresa? 

Por estes e tantos outros motivos, é fundamental que uma franqueadora invista em treinamentos para a franqueada, englobando questões técnicas, mas também de compliance e gestão de marca. Além disso, uma ação como esta pode dar um bom empurrão para melhorar os resultados da franquia. 

Apesar de todos esses benefícios, muitas franqueadoras têm dificuldades em implantar um programa de treinamentos nas unidades franqueadas. Entretanto, existem algumas dicas que podem ajudar nesse processo.

4 Práticas do Treinamento Para Franquias

Montar ações educativas para capacitar as franqueadoras traz vários benefícios para o negócio. No entanto, é preciso fazer um treinamento corporativo bem estruturado para se conseguir obter esses efeitos positivos. 

Existem 4 práticas que podem ajudar nas ações educativas com os franqueados, fortalecendo os valores e identidade da marca e garantindo que as unidades sigam as condutas de qualidade e atendimento da franqueadora — evitando crises mais tarde. 

1- Treinamento para as lideranças

O empreendedor interessado em ser um franqueador deve passar por um treinamento especial para entender como o negócio funciona, se a cultura organizacional se alinha à sua, além de questões como missão, visão e valores — justamente para saber como adotá-los em sua unidade e manter a boa imagem da marca.

Todos os franqueados precisam receber esse treinamento prévio, também para conhecer melhor o produto ou serviço oferecido pela franqueadora, resolvendo cada dúvida para atender melhor os futuros clientes. 

É importante que as lideranças também sejam treinadas para aprender competências gerenciais fundamentais para assumir o cargo, tornando-se líderes inspiradores, motivadores e eficientes. Isso fará a diferença no desempenho da equipe e na manutenção da imagem da franqueadora. 

Os colaboradores também precisam participar de treinamentos sobre a cultura, procedimentos e valores da organização, incorporando-os no seu dia a dia para manter o padrão de qualidade. 

2- Treinamento das ferramentas e sistemas

Outra capacitação importante refere-se às ferramentas e sistemas adotados pela franqueadora. Os colaboradores e gestores devem saber como manusear cada solução que a empresa costuma usar em seu dia a dia, como software de gestão, pesquisa de satisfação, entre outros.

Isso ajuda a padronizar os processos e facilita o contato entre franqueadora e franqueado. As ferramentas podem contribuir para otimizar as operações das unidades e agilizar as tarefas que possam ser automatizadas. 

3- Consulta e resolução de dúvidas

Mesmo com todos os treinamentos, no dia a dia é normal diversas dúvidas surgirem. Por isso uma boa ideia é oferecer materiais de consulta para as franqueadas, como apostilas, sites, treinamentos online, gamificação, entre outras soluções.

Também é importante manter um canal de comunicação com a matriz, para atender dúvidas e demandas das unidades e assim evitar problemas que prejudiquem a imagem da marca e o atendimento aos clientes.

É importante oferecer treinamentos constantes, não somente para fixar os pontos importantes, mas para incorporar inovações — seja de processos, indicadores, atendimentos, estratégias, entre outros — que pode ajudar a elevar os resultados das franquias. 

4- Uso de métodos inovadores nos treinamentos

Outra dica especial é investir em metodologias diferentes nos treinamentos para franqueados. Muitas ações tradicionais acabam não tendo os resultados desejados por não conseguirem despertar o engajamento dos colaboradores. Quantos % de conhecimento são assimilados em uma palestra/instrução expositiva tradicional? Quantos participantes não acabam se distraindo por conta desse formato mais monótono.

Métodos inovadores de treinamento conseguem atrair e reter a atenção das pessoas, oferecendo uma experiência ativa de aprendizagem. Em vez de se distrair durante as aulas, os colaboradores e lideranças irão participar de uma dinâmica que incentive sua proatividade e traga formas mais práticas de ensino.

Além disso, no caso das ferramentas eletrônicas, é possível adotar plataformas que irão coletar as informações do desempenho dos participantes nas atividades. Esses dados ajudarão o RH e franqueadora a identificar lacunas e necessidades de aprendizado, além de pontos de melhoria nos treinamentos oferecidos às franqueadas. 

Uma dessas metodologias que vem gerando resultado em muitas empresas é a gamificação — uma estratégia que une elementos de jogos em contextos que não se resumem ao entretenimento, como fazer os treinamentos corporativos.

Quer saber mais sobre os benefícios desta ferramenta? Confira gratuitamente o estudo de caso Sicredi e Ludos Pro e descubra como a gamificação pode transformar o treinamento das unidades relacionadas ao seu negócio!