As diferenças entre jogos presenciais e online para treinamentos corporativos

15 jun 2023

Os jogos corporativos podem ajudar a fortalecer os treinamentos de uma empresa, tornando as ações mais engajadoras e eficientes. No entanto, alguns RHs têm dúvidas a respeito de qual método seria mais adequado para sua realidade: seria melhor investir nas atividades presenciais ou nas realizadas de forma online?

Seu RH e empresa também têm dúvidas sobre como usar os jogos no treinamento corporativo? Saiba quais são os pontos positivos e limitações de se promover essa ação presencialmente e online e como as ferramentas lúdicas podem transformar a educação na sua organização!

Treinamentos corporativos: presencial x online

Investir em educação corporativa é fundamental para fortalecer as competências técnicas e comportamentais dos colaboradores, aumentando sua produtividade, qualidade e motivação no trabalho. No entanto, muitos RHs se questionam sobre como oferecer as ações mais adequadas para sua equipe, inclusive se seria melhor adotar os treinamentos presenciais ou de forma online. 

A verdade é que cada método tem suas possibilidades, limitações, recursos, pontos positivos e lacunas. É importante conhecê-los para saber qual aplicar na empresa e em qual contexto — afinal, optar por um deles em um determinado momento não significa negar completamente o outro. Pode-se inclusive adotar o treinamento corporativo presencial em alguns casos e o online em outros momentos, aproveitando suas fortalezas em cada situação. 

Mas, quando se tem um orçamento limitado ou há a demanda de optar por apenas um modelo, pelo menos em um primeiro momento, é importante decidir qual dos dois investir: 

Pontos fortes e limitações do Treinamento Presencial

Algumas dinâmicas são completamente diferentes quando promovidas por meio do olho no olho, pois elas oferecem uma experiência mais próxima entre os participantes e instrutores/facilitadores. As ações presenciais possibilitam maior interação entre os funcionários, estimulando a troca de experiências e conhecimentos. 

Porém, esse modelo exige que se tenha um espaço físico apropriado para realizar as atividades, além de um tempo disponível para isso. Dessa forma, demanda-se organização para manejar a agenda de todos os envolvidos na ação (desde cada colaborador ao instrutor/facilitador) e um local apropriado para a dinâmica, mesmo que seja necessário alugar um ambiente externo (e também prover o deslocamento dos funcionários até ele). 

Pontos fortes e limitações do Treinamento Online

Os treinamentos corporativos online têm uma grande vantagem em relação aos feitos presencialmente: eles possuem um maior alcance de público-alvo. É possível aplicá-los de forma ampla dentro da empresa, para diferentes setores e funcionários e até ao mesmo tempo. Mais colaboradores serão impactados em menor tempo pela estratégia, agilizando e aumentando os resultados da ação. 

Inclusive pode-se usar as mesmas atividades com unidades e filiais diferentes da organização, padronizando os treinamentos para todos os braços da empresa. Isso facilitará a vida do RH e dos profissionais envolvidos na gestão de pessoas, que não precisam se preocupar em criar, modificar e adaptar os materiais para a sua realidade. 

No entanto, certas atividades podem ter maior engajamento e impacto nos colaboradores quando feitas de forma presencial. Algumas pessoas não conseguem se envolver tanto com as ações online, cumprindo somente as tarefas obrigatórias e não realizando tantas trocas com os seus colegas. 

Além disso, alguns profissionais podem ter dificuldades em acessar as atividades, especialmente se eles não têm tanta habilidade com as ferramentas digitais. Isso pode ser uma barreira significativa para os treinamentos dependendo do público da estratégia. 

É importante considerar todos esses pontos antes de se adotar um modelo ou outro nas ações de educação empresarial. Porém, esses são exemplos gerais: existem algumas metodologias que podem ajudar a amenizar alguns pontos negativos e trazer novidades positivas para a dinâmica — como os jogos corporativos. 

Benefícios dos jogos corporativos para colaboradores e para a organização

Adotar métodos diferentes no treinamento corporativo ajuda a melhorar os resultados da ação ao oferecer uma experiência mais engajadora para os funcionários. Os jogos são atividades que naturalmente atraem e retêm a atenção das pessoas e, se usados de forma estratégica, podem contribuir para aumentar a motivação dos colaboradores nas tarefas, estimulando sua capacidade de assimilação das informações e incentivando a conclusão de cada etapa. 

Os jogos corporativos são metodologias que vêm sendo implementadas com sucesso em empresas de todos os portes e segmentos de mercado. Não é à toa que com frequência as organizações investem em dinâmicas diferenciadas para enriquecer as ações de educação empresarial, oferecendo uma experiência mais divertida aos profissionais. 

As atividades lúdicas podem ser adotadas de forma flexível, tanto em ações presenciais como nas promovidas de forma online. Alguns jogos corporativos ajudam a quebrar o gelo e aproximar os participantes durante os treinamentos in loco, além de tornarem o momento mais engajador. 

Em vez dos colaboradores ficarem sentados, escutando o instrutor explicando determinado conteúdo, eles podem participar ativamente de uma dinâmica lúdica que estimule determinados comportamentos e ajude na assimilação de informações importantes. É possível aplicar vários tipos de jogos em contextos como este, desde os mais sofisticados aos mais simples e econômicos. 

Mas, também é possível combinar os elementos lúdicos com os treinamentos online, especialmente por meio de uma metodologia chamada gamificação — que oferece uma série de benefícios para essa estratégia. 

A gamificação para treinamento corporativos

Um passo além dos jogos corporativos, a gamificação é uma metodologia que usa elementos, design e lógica dos games em contextos que não se resumem ao entretenimento — e de uma forma mais estratégica do que a primeira opção, pois oferece uma experiência ainda mais imersiva e interativa ao público-alvo.  

Não é à toa que a gamificação sempre foi vista como tendência na educação corporativa: essa ferramenta é capaz de despertar a motivação dos funcionários nas atividades educativas, fortalecendo seu engajamento e aprendizagem. Assim, eles terão um desempenho melhor nas tarefas e, consequentemente, estarão aptos a aplicar os conhecimentos adquiridos nas situações do dia a dia.  

Mas, existe um bônus ao aliar a tecnologia e o lúdico, como essa estratégia faz: as plataformas gamificadas costumam também oferecer informações estratégicas ao RH, pois coletam, organizam e analisam os dados dos colaboradores nas tarefas. Isso ajuda os profissionais de recursos humanos a identificar lacunas e oportunidades de melhoria nos treinamentos corporativos, permitindo o aprimoramento constante da ação. 

Quer aproveitar o melhor dessa estratégia na educação corporativa? Saiba como utilizar a gamificação para treinamentos e fortaleça os talentos da sua empresa!

Afinal, existe diferença nos dois métodos? Quais são as possibilidades?

A verdade é que cada método tem suas possibilidades, limitações, recursos, pontos positivos e lacunas. É importante conhecê-los para saber qual aplicar na empresa e em qual contexto — afinal, optar por um deles em um determinado momento não significa negar completamente o outro. Pode-se inclusive adotar o treinamento corporativo presencial em alguns casos e o online em outros momentos, aproveitando suas fortalezas em cada situação. 

Como a gamificação funcionária para esses treinamentos juntamente com o RH?

A gamificação sempre foi vista como tendência na educação corporativa: essa ferramenta é capaz de despertar a motivação dos funcionários nas atividades educativas, fortalecendo seu engajamento e aprendizagem. Assim, eles terão um desempenho melhor nas tarefas e, consequentemente, estarão aptos a aplicar os conhecimentos adquiridos nas situações do dia a dia. Mas, existe um bônus ao aliar a tecnologia e o lúdico, como essa estratégia faz: as plataformas gamificadas costumam também oferecer informações estratégicas ao RH, pois coletam, organizam e analisam os dados dos colaboradores nas tarefas.

Engaje. Incentive. Inspire.

  • Engajar times
  • Aumentar performances
  • Agilizar a aprendizagem
Mulher em ambiente gamificado se transformando em sereia

Nossas conquistas

  • Selo top 100 ranking open startups
  • Selo top 10 ranking edtechs
  • Selo Startup destaques liga insights edtechs
  • Selo watchlist company
  • Selo boostlab
  • Selo cubo Itaú
  • Selo GESAwards
  • Selo top 100 ranking open startups
  • Selo top 10 ranking edtechs
  • Selo Startup destaques liga insights edtechs
  • Selo watchlist company
  • Selo boostlab
  • Selo cubo Itaú
  • Selo GESAwards
Pular para o conteúdo