Veja como elaborar um programa de treinamento em 5 passos
Educação

Veja como elaborar um programa de treinamento em 5 passos

Preencha seu email e receba conteúdos exclusivos
Obrigado pelo seu cadastro!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Muitas empresas ainda não investem em um programa de treinamento ou então não sabem como implementar corretamente essa estratégia. Além de deixar de colher os benefícios dessa estratégia, não promover ações de educação corporativa pode gerar desperdícios de tempo, esforços e recursos ao apostar em metodologias e iniciativas ineficientes.


Quer saber como começar um programa de treinamento corporativo na sua empresa? Siga estes 5 passos e aprimore a gestão de pessoas da sua organização!


1- Identificar as necessidades e definir os objetivos

2- Conhecer o público-alvo 

3- Escolher a metodologia mais adequada

4- Executar o programa de treinamento

5- Avaliar e Aprimorar o programa de treinamento


Programa de Treinamento: Benefícios e Desafios


Investir na educação empresarial é investir no sucesso da sua organização: ter profissionais mais capacitados tecnicamente e com habilidades sociais bem desenvolvidas torna sua empresa mais competitiva, pois seus colaboradores irão adotar as melhores práticas de suas funções, entregando produtos/serviços de maior qualidade aos seus clientes e até mesmo com uma produtividade maior. 


Porém, não basta implantar qualquer treinamento isolado e achar que é o bastante. Essa estratégia deve ser contínua e resultar de bastante planejamento. Caso contrário, a ação pode se tornar ineficiente ao:


  • Não contemplar as reais necessidades da sua empresa;
  • Não compreender o perfil dos colaboradores e assim não conseguir transmitir conhecimento e despertar a mudança de comportamento;
  • Não usar metodologias eficazes;
  • Não engajar os funcionários nas atividades;
  • Não saber se as ações estão realmente trazendo resultados.


Tudo isso pode transformar uma ação benéfica como o programa de treinamento em algo que gere desperdícios de tempo, esforços e dinheiro. Imagine montar uma estratégia inteira, investindo tantos recursos, e ela acabar não dando os resultados desejados? Isso ficaria bem feio para o RH…


Por isso é fundamental que todo programa de treinamento seja feito com bastante planejamento. Somente assim seus funcionários serão capacitados em diversas habilidades, melhorando o seu desempenho, beneficiando a empresa e garantindo sua vantagem competitiva no mercado.


Para isso acontecer, elaboramos um passo a passo do que você precisa fazer para implementar um programa de treinamento eficiente na sua empresa.


Programa de Treinamento: como fazer


Desenvolver um programa de treinamento não é um bicho de sete cabeças! Confira como aplicar essa estratégia na sua organização em 5 passos:


1- Identificar as necessidades e definir os objetivos


O primeiro passo é entender o que realmente falta na sua empresa: quais habilidades, conhecimentos e atitudes são necessárias aos seus colaboradores para que cumpram melhor sua função cotidiana e tragam melhores resultados? Quais são as lacunas na gestão de pessoas que impedem o aumento do desempenho dos funcionários? É preciso conhecer bem os problemas antes de criar as soluções. 


Para isso existe o Levantamento das Necessidades de Treinamento (LNT), uma ferramenta desenvolvida para ajudar a descobrir as lacunas, dificuldades e oportunidades na gestão dos colaboradores. Usar esse método facilita o trabalho de identificar os pontos que precisam ser aprimorados na equipe.


Com as considerações desse levantamento, e pensando no futuro que a empresa deseja ter, é a hora de definir os objetivos que este treinamento deverá cumprir: capacitar os colaboradores a utilizar determinado software? Despertar o espírito de colaboração na equipe? Desenvolver novas lideranças? Essa questão vai pautar os próximos passos.


2- Conhecer o público-alvo 


Outro ponto que precisa ser estudado antes de montar o treinamento é o perfil das pessoas que irão fazer as capacitações. Compreender as necessidades, expectativas, repertórios e desejos desses profissionais irá ajudar a montar uma ação que seja verdadeiramente engajadora e eficiente. 


Não é possível aplicar um treinamento específico da área comercial, cheio de jargões e conceitos próprios do setor para a sua equipe jurídica. Imagine falar sobre leads, prospects, objeções de venda… Seria realmente necessário este tipo de ação? E imagine desenvolver uma aula somente expositiva e com slides cheios de textos para quem aprende melhor com outros formatos de ensino? Seria uma boa ideia?


Saber com quem se fala é uma das regras básicas de todo processo de comunicação. E ela também é válida para a educação, inclusive corporativa. Por isso faça pesquisas com o público-alvo da capacitação antes de montar o treinamento. 


3- Escolher a metodologia mais adequada


Após todos esses estudos fica mais fácil descobrir qual estratégia mais se aproxima dos objetivos e realidade da empresa. E são tantas opções de metodologias de treinamento para o RH escolher: desde métodos tradicionais a inovações tecnológicas.


Um grupo de colaboradores que ainda não domina totalmente a linguagem web pode aproveitar os benefícios do ensino híbrido para fazer a transição de uma metodologia presencial para um EAD, por exemplo. E se os treinamentos estão com pouco engajamento, a gamificação pode tornar essa atividade obrigatória em uma experiência mais divertida e efetiva ao usar o lado lúdico dos jogos para motivar os funcionários a se aprimorar. 


Por isso é importante conhecer as estratégias disponíveis no mercado, até combinando-as para ter resultados ainda melhores. 


4- Executar o programa de treinamento


Todos essas pesquisas e considerações levam a etapa de botar a mão na massa e fazer o treinamento acontecer na prática. Mas esse passo envolve vários processos:


  • Produzir o conteúdos dos treinamentos de acordo com as necessidades da equipe/organização ou iniciar uma parceria com uma empresa de confiança que elabore os materiais educacionais;


  • Preparar o local - físico ou digital - para os treinamentos, atentando-se aos equipamentos e materiais utilizados, a disponibilidade dos instrutores e colaboradores, a autorização dos líderes e outras demandas;


  • Explicar aos colaboradores como tudo vai funcionar, incluindo demonstrar como o programa de treinamento irá beneficiar não somente a empresa, como o próprio funcionário - tanto no seu lado profissional quanto pessoal. 


Desta forma, tudo fica alinhado para implementar os treinamentos e seguir para a próxima etapa. 


5- Avaliar e Aprimorar o programa de treinamento


O último passo é importante para todo o processo - por mais que seja ignorado em algumas empresas. É fundamental avaliar constantemente o resultado dos treinamentos para saber se estão sendo efetivos e, também, identificar os pontos que precisam ser melhorados e os que estão dando certo. Desta forma, cada vez mais a educação corporativa impacta positivamente o desempenho da organização e se torna uma estratégia valiosa para o seu sucesso.


Essa etapa pode até parecer um desafio para alguns RHs, porém, ao adotar métodos tecnológicos, essa tarefa se torna mais fácil e ágil do que nos tradicionais. Metodologias como a gamificação costumam oferecer relatórios detalhados e em tempo real do desempenho dos colaboradores nas atividades, ajudando os profissionais a terem um monitoramento confiável dos resultados da estratégia.


Implementar metodologias tecnológicas nos programas de treinamento não é algo difícil. Descubra como adotar a gamificação em 5 passos e tenha ainda melhores resultados com sua educação corporativa!


No items found.
O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários.
Veja outros posts relacionados
logo sioux grouplogo siouxlogo ludos prologo pgblogo movieplaylogo go gamers
icon linkedinicon instagramicon facebook