Fique por dentro de como fazer um treinamento corporativo estruturado
Educação

Fique por dentro de como fazer um treinamento corporativo estruturado

Preencha seu email e receba conteúdos exclusivos
Obrigado pelo seu cadastro!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Investir na capacitação dos colaboradores é fundamental para uma empresa se manter competitiva no mercado. Uma das práticas mais efetivas para atingir esse objetivo é o treinamento corporativo. Por meio dele, é possível desenvolver habilidades específicas nos funcionários, garantindo que eles estejam preparados para atender aos objetivos estratégicos da organização.

As aulas podem ser direcionadas a qualquer tipo de colaborador, desde os que ocupam cargos operacionais até os líderes da empresa. Basta que seja feito um estudo cuidadoso sobre o público e o conteúdo que será abordado. Pensando nisso, explicaremos neste post todos os passos para você elaborar um treinamento corporativo estruturado, além das principais vantagens dessa prática. Interessado? Confira a seguir!

Benefícios do treinamento corporativo

Montar uma equipe com profissionais que realmente fazem a diferença é um dos maiores desejos de qualquer organização. Contudo, com um bom programa de treinamentos corporativos, isso pode se tornar realidade. E as vantagens não param por aí. Confira a seguir os principais benefícios dessa prática.

Melhoria no clima organizacional

Quando a empresa investe no desenvolvimento dos seus colaboradores, eles se sentem valorizados e ficam mais motivados, o que melhora o clima interno. Com isso, a taxa de retenção de talentos também aumenta. Afinal, com um ambiente favorável e boas condições de trabalho, os profissionais dificilmente vão pensar em buscar oportunidades em outros lugares, já que as suas necessidades estão sendo atendidas.

Aumento da produtividade

O aumento da produtividade é uma das vantagens mais evidentes de uma política de treinamentos estruturada. Se um funcionário tiver suas competências desenvolvidas, seu desempenho na realização das tarefas diárias certamente será melhor. Esse fator, somado ao aumento de motivação, pode ser decisivo para os resultados do negócio.

Colaboradores mais confiantes

Profissionais devidamente capacitados também se tornam mais confiantes. Ao adquirir novos conhecimentos e melhorar seu desempenho, o colaborador passa a se sentir apto a dar opiniões e sugerir soluções inovadoras para a empresa. Esse tipo de mentalidade é essencial em instituições que desejam crescer e ser relevantes no mercado.

Passo a passo para um treinamento bem estruturado

1. Planejamento

O primeiro passo para montar um bom treinamento corporativo é o planejamento. É preciso fazer um estudo aprofundado sobre os profissionais que receberão o curso, avaliando suas fraquezas, obstáculos diários e o que pode ser feito para desenvolvê-los.

Isso vai ajudar a definir o programa de aulas, seu conteúdo e a melhor abordagem para se comunicar com o público em questão. Tais aspectos são essenciais para tornar o treinamento realmente relevante para os alunos.

Analisar o cenário da empresa é igualmente importante nessa fase. Que resultados a organização precisa atingir? Que tipo de profissionais serão necessários? Líderes em potencial? Especialistas em um novo software? As possibilidades são muitas, por isso, é importante realizar essa etapa com calma para não deixar nenhuma informação de lado.

2. Definição de objetivos

A partir das necessidades identificadas no planejamento, é preciso definir os objetivos do treinamento. Essas metas devem ser específicas e mensuráveis, com prazos bem demarcados para a sua realização.

Por exemplo: se o objetivo do curso for aumentar as vendas em determinado departamento, ele deve ser colocado da seguinte forma: “aumentar as vendas do produto X pela equipe Y em 15%”.

É importante que esses objetivos sejam alcançáveis e, ao mesmo tempo, desafiadores. Se as metas forem impossíveis de cumprir, as equipes podem ficar frustradas e desmotivadas. Por outro lado, uma exigência baixa demais pode estagnar o crescimento dos profissionais e da organização.

3. Elaboração do treinamento

Com os objetivos traçados, é hora de elaborar o conteúdo do treinamento. Os planos de aula devem abordar temas relevantes e ser organizado de maneira que facilite o aprendizado. O formato do curso vai depender muito do poder de investimento da empresa e do tipo de conhecimento que será construído.

Muitas companhias ainda adotam aulas mais tradicionais, que normalmente são presenciais e expositivas. No entanto, vale a pena investir em cursos online, com materiais em vídeo, texto e áudio, que podem ser acessados quando e onde o aluno quiser por meio de uma plataforma virtual.

Há ainda os treinamentos gamificados que utilizam mecânicas típicas de jogos, como níveis de dificuldade e recompensas por desempenho. Tendência no mercado, esse modelo apresenta vantagens como interatividade, imersão no conteúdo e feedbacks em tempo real, o que aumenta o engajamento do aluno com o curso.

4. Aquisição dos recursos necessários

A última etapa antes de colocar o treinamento em prática é adquirir os recursos necessários para a sua realização. Se você optou por uma aula expositiva, por exemplo, precisará de uma sala, projetor, computador, telão, cadeiras e coffee break para os participantes. Caso o treinamento seja online, as demandas estruturais são menores, mas será necessário contratar uma empresa de confiança para criar e administrar a plataforma digital.

Além dos recursos físicos e virtuais, é essencial escolher bons tutores. Fica a seu critério escolher profissionais de fora ou líderes de destaque da própria organização. O importante é que sejam pessoas comunicativas, carismáticas, que tenham boa didática e estejam sempre presentes para oferecer apoio aos alunos.

5. Execução do treinamento

A execução do treinamento começa muito antes da primeira aula. Antes de tudo, é preciso divulgá-lo. Afinal, não adianta elaborar o curso corporativo mais completo do mercado, se os colaboradores não se interessarem por ele. Use as mídias da empresa, como e-mail, intranet e mural de avisos, para explicar aos funcionários a importância e a relevância do treinamento para suas carreiras.

Quando o dia chegar, basta colocar em prática todo o planejamento traçado previamente. Seja qual for o formato escolhido, respeite os prazos e oriente os tutores a atenderem às solicitações de todos os alunos.

6. Mensuração dos resultados e feedbacks

Aplicar uma prova final é uma boa maneira de verificar o aprendizado do colaborador em um primeiro momento. No entanto, os resultados reais serão vistos na prática. Confira de perto o desempenho da equipe após as aulas e avalie se o treinamento surtiu efeito no dia a dia de trabalho.

Em plataformas gamificadas, esse acompanhamento é feito de maneira contínua ao longo de todo o treinamento, e não apenas no final, como nos modelos tradicionais. Essa vantagem torna ainda mais fácil verificar com precisão se as aulas cumpriram seu objetivo ou não.

Obter o feedback dos participantes sobre o treinamento também é fundamental. Assim, além de ser avaliado por seu desempenho, o colaborador também tem a chance de expor suas opiniões sobre as aulas. Com isso, é possível fazer ajustes e oferecer treinamentos ainda melhores no futuro.

Agora que você já sabe como elaborar um treinamento corporativo estruturado, basta colocar em prática as dicas apresentadas neste artigo! Revise o texto quantas vezes forem necessárias, faça um bom planejamento e mãos à obra! Considere também contratar uma empresa especializada no assunto. Com isso, você conseguirá reduzir erros e atingir seus objetivos de forma muito mais rápida.

Se você gostou do artigo, não se esqueça de nos seguir no Facebook e Instagram. Assim, você terá acesso a muito mais conteúdo sobre educação corporativa! Esperamos você lá!

No items found.
Veja outros conteúdos sobre assuntos relacionados:
O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários.
Veja outros posts relacionados
logo sioux grouplogo siouxlogo ludos prologo pgblogo movieplaylogo go gamers
icon facebookicon instagramicon linkedin