As aulas gamificadas estão conquistando cada vez mais espaço no mercado mundial. Essa estratégia vem sendo adotada para tornar o aprendizado uma experiência mais dinâmica, engajadora e eficiente, combinando o lado lúdico dos jogos com a seriedade dos conteúdos educacionais. Descubra nesse artigo como a gamificação é aplicada em diferentes segmentos educacionais no mundo inteiro e o que ela pode fazer por seu processo de ensino.

O que você vai ver neste artigo:

Vamos lá?

O que é Gamificação?

Explicando de forma simples, gamificação é usar elementos comuns aos jogos em contextos que não se resumem a entretenimento. Na prática, isso significa adotar uma dinâmica com ferramentas como storytelling, pontuação e recompensas para motivar as pessoas a cumprirem determinado objetivo – que pode ser com as finalidades mais variadas, como estudar, trabalhar e fazer exercícios físicos, por exemplo.

ebook-5-passos

Desde pequenos nós convivemos com algum tipo de atividade lúdica: brincadeiras infantis; jogos de tabuleiro; games eletrônicos; partidas esportivas – já gastamos um bom tempo com alguma dessas dinâmicas, apenas buscando diversão e socialização. As pessoas já entendem de forma natural os conceitos de regras, competição/colaboração e recompensas, que são fundamentais em todas essas práticas, e sabem seguí-las em outras situações.

A gamificação se aproveita dessa capacidade natural para estimular os usuários a realizar ações com impactos positivos concretos. Enquanto no jogo os benefícios ficam na dinâmica, nesse método o objetivo é que os ganhos com a atividade cheguem ao “mundo real”. O game se torna uma força motivadora para que as pessoas atinjam resultados benéficos em diversos sentidos.

Por isso essa metodologia inovadora vem sendo adotada mundialmente nos mais diferentes segmentos, desde marketing, empresas, saúde, segurança e até mesmo na educação. Se os jogos e a tecnologia eram anteriormente vistos como distração e inimigos do estudos, na gamificação eles são adotados como excelentes parceiros para motivar diversos públicos a aprender e ter melhor rendimento educacional.

A gamificação é uma metodologia democrática, podendo ser aplicada a todas as idades e em diferentes contextos educacionais: desde o ensino básico, técnico, superior, aprendizagem de temas específicos como línguas estrangeiras e até mesmo na educação corporativa. Vamos entender melhor seus benefícios nos processos de aprendizagem?

Como funciona a gamificação na educação

Existem diversas formas de se incorporar elementos de jogos nas atividades educacionais, seja no ensino tradicional ou corporativo. Pode-se usar modelos analógicos ou digitais para realizar as ações, dependendo das condições da instituição de ensino ou empresa.

gamificacao-na-educacao-1

De qualquer forma, a lógica por trás da dinâmica é simples: os elementos lúdicos ajudam a atrair o interesse dos estudantes para a atividade, além de contribuir para reter sua atenção nas tarefas e, dessa forma, incentivar a aprendizagem. 

Um sistema de ranking e pontuação, por exemplo, pode ser aplicado para estimular o senso de competição dos estudantes, que ganham essa recompensa ao acertar perguntas relacionadas ao conteúdo abordado. Já um storytelling bem desenvolvido desperta a curiosidade e engajamento dos alunos, ao fazê-los se interessar pela história e desejar descobrir seus desdobramentos até o fim. E, nessa jornada, os participantes acabam assimilando informações educativas que serão importantes para o seu aprendizado. 

Recursos como esses são usados em contextos educacionais para ensinar desde matemática, história a política e temas específicos de treinamento corporativo, facilitando até mesmo a aprendizagem de conteúdos complexos e densos — e tornando todo processo mais dinâmico e divertido. 

Aulas Gamificadas: jogo e aprendizado de mãos dadas

Aliar o lado lúdico ao contexto educacional é uma ótima ideia para tornar a aprendizagem um momento mais engajador e eficiente. A gamificação na educação já vem sendo aplicada há algum tempo, porém, com a popularização das novas tecnologias, esse modelo está começando a chegar nas mais distantes realidades – deixando de ser algo apenas para gigantes instituições de ensino e tornando-se acessível até mesmo para cidadãos comuns.

jornada-da-gamificacao

Na verdade, alguns elementos e jogos já são aplicados no dia a dia educacional. No entanto, essas ações são esporádicas e ainda vistas com um olhar raso, de serem “perda de tempo”. Nas aulas gamificadas, essa estratégia é adotada de forma mais ampla e frequente, e seus resultados concretos podem derrubar as ideias equivocadas que se tem a respeito dos games e até mesmo ajudar a resolver problemas de aprendizagem.

Que os jogos são atividades bastante engajadoras já ficou claro. Ao usar esses elementos, a aprendizagem – que não é uma atividade geralmente motivadora para uma boa parte das pessoas, independentemente da idade – acaba se tornando uma experiência mais agradável. As aulas gamificadas quebram essa resistência em estudar, especialmente em soluções mais sofisticadas que contam com recursos como storytelling, que ajuda na identificação e imersão dos estudantes na dinâmica.

Além disso, quando se utiliza plataformas eletrônicas de gamificação, outro benefício valioso para o cotidiano deve ser considerado. A tecnologia permite registrar o desempenho dos estudantes de forma automática, além de disponibilizar a visualização dos resultados facilmente. Esse feedback ocorre praticamente em tempo real, ajudando o próprio educando a verificar seu progresso e aos responsáveis pela dinâmica entender se a estratégia está sendo efetiva, se os conteúdos estão sendo assimilados corretamente e avaliar outras variáveis nesse processo.

Assim, seja o RH ou setor pedagógico, os responsáveis conseguem visualizar bem os benefícios das aulas gamificadas e ter dados concretos para embasar suas decisões para aprimorar o processo de aprendizagem.

Mas esses são apenas alguns dos vários motivos para se adotar a gamificação na educação.

Vantagens das aulas gamificadas

Tornar a aprendizagem mais divertida e engajadora não é apenas uma forma de atrair a atenção dos estudantes. Essa questão também impacta na qualidade da assimilação das informações e nos resultados finais. 

Nesse sentido, oferecer aulas gamificadas na instituição de ensino ou empresa pode gerar vários benefícios para o processo educacional: 

Retém o conhecimento com mais facilidade

Ao tornar esse momento mais divertido, essa estratégia também ajuda na memorização dos conteúdos aprendidos. Tudo aquilo que associamos a estímulos positivos é mais fácil de ser lembrado, como histórias com que nos identificamos, nomes de pessoas queridas e até mesmo aprendizados teóricos. Desta forma, adotar as aulas gamificadas é uma maneira de fixar os conhecimentos adquiridos na sala de aula e em outros processos educacionais, garantindo que os estudantes realmente aprendam aquilo que lhe foi ensinado.

Melhora a memória do aluno

Essa melhora na fixação dos conteúdos facilita com que os estudantes apliquem os conhecimentos adquiridos em seu dia a dia e nas atividades avaliativas. Em vez de ser apenas algo usado para “ser aprovado” e, logo, completamente esquecido, essa informação se torna valiosa na prática e gera resultados positivos na vida dos alunos. 

Melhora na performance dos alunos

Tornar as aulas mais engajadoras, fortalecendo a memorização dos conhecimentos, é uma ótima forma de aprimorar o desempenho dos estudantes. Os alunos se concentrarão melhor nas atividades educativas, terão a dinâmica de jogos como fator para atrair e manter sua motivação nas tarefas e terão notas melhores nas avaliações.

E, ao usar uma plataforma gamificada, os responsáveis pela ação poderão acompanhar praticamente em tempo real a progressão dos estudantes, identificando os conteúdos que ainda não estão sendo bem assimilados. Desta forma, conseguirão solucionar as lacunas nos processos de aprendizagem e fortalecer o desenvolvimento dos alunos. 

Mas, mais do que números, aplicar aulas gamificadas ajuda a tornar a relação dos estudantes com o aprendizado menos penosa e mais amigável, algo que terá impactos positivos pelo resto de suas vidas.

Exemplos de aulas gamificadas

Todas essas vantagens não são apenas teoria — existem vários exemplos de como as aulas gamificadas estão impactando a educação. Diversas empresas e instituições de ensino aplicam essa metodologia em suas ações, e algumas organizações desenvolveram soluções específicas apenas usando gamificação na educação. 

Quer saber mais? Confira esses 3 casos de sucesso nessa parceria para desenvolver aulas gamificadas:

Duolingo

Um dos exemplos mais conhecidos e renomados nesse segmento, o Duolingo é um aplicativo gratuito que usa da gamificação para ensinar línguas estrangeiras. A plataforma conta com quase 100 modalidades de ensino – incluindo idiomas indígenas e até ficcionais.

De acordo com o site oficial, são mais de 300 milhões de usuários utilizando a plataforma e mais de 7 bilhões de exercícios sendo completados a cada mês. Isso mostra como uma solução educacional gamificada tem apelo e potencial de acesso a um gigantesco número de pessoas.

DreamBox Learning

Esse software online utiliza métodos de gamificação e aprendizagem adaptativa para ensinar matemática aos níveis iniciais de ensino. De forma criativa e tecnológica, o DreamBox Learning estimula uma postura ativa dos estudantes, desenvolvendo seu pensamento crítico.

A plataforma foi implementada em diversas instituições de ensino nos Estados Unidos e até mesmo no Canadá, conseguindo resultados positivos em avaliações e pesquisas acadêmicas.

Ludos Pro

As aulas gamificadas também estão ganhando espaço no Brasil. A empresa Ludos Pro desenvolveu para a MadCode uma solução para ensinar programação a crianças e adolescentes.

O ambiente criado auxilia os participantes no aprimoramento de suas capacidades de lógica e abstração, ao mesmo tempo oferecendo uma experiência engajadora e lúdica. A solução combinou métodos tradicionais de ensino com as técnicas de gamificação, e possibilitou com que o desempenho dos alunos fosse analisado em tempo real. Além de aumentar o engajamento dos estudantes, a adoção da plataforma ajudou na efetividade da prospecção de novos clientes.

teste-gratis-por-7-dias
O que é Gamificação?

Explicando de forma simples, gamificação é usar elementos comuns aos jogos em contextos que não se resumem a entretenimento. Na prática, isso significa adotar uma dinâmica com ferramentas como storytelling, pontuação e recompensas para motivar as pessoas a cumprirem determinado objetivo.

Como funciona a gamificação na educação?

Existem diversas formas de se incorporar elementos de jogos nas atividades educacionais, seja no ensino tradicional ou corporativo. Pode-se usar modelos analógicos ou digitais para realizar as ações, dependendo das condições da instituição de ensino ou empresa.

Quais as vantagens das aulas gamificadas?

-Retém o conhecimento com mais facilidade
-Melhora a memória do aluno
-Melhora na performance dos alunos