Desenvolver competências socioemocionais no trabalho é algo fundamental tanto para a carreira dos profissionais, como para o bom desempenho da empresa. Essas habilidades podem contribuir para a dinâmica organizacional de diversas formas, ajudando a manter um clima interno positivo e a fortalecer os relacionamentos na organização.

O que você vai ver neste artigo:

Descubra neste artigo como desenvolver competências socioemocionais no trabalho — seja para impulsionar sua vida profissional ou melhorar o ambiente e até a produtividade na empresa!

A Importância das Competências Socioemocionais

Quando um candidato é avaliado no processo seletivo muitas empresas costumam analisar somente seu currículo e competências técnicas antes de fazer a contratação. Porém, essa postura é equivocada: não são apenas essas questões que irão influenciar o desempenho e resultados do profissional na organização.

Mais do que um currículo impecável, os colaboradores devem ter qualidades que os tornem valiosos para a empresa, como estarem alinhados à cultura organizacional e apresentarem competências socioemocionais. 

Um funcionário pode ser excelente do ponto de vista técnico, mas se for uma “pessoa difícil”, vários problemas podem ocorrer na dinâmica da equipe, inclusive prejudicando a produtividade dos colegas. Se não souber trabalhar em grupo, ser paciente, resiliente, proativo, entre ter tantas outras qualidades, por exemplo, atritos entre colegas podem tornar o clima interno insuportável — e, no pior dos casos, gerar a saída de talentos. 

As competências socioemocionais são habilidades subjetivas que fazem a diferença na produtividade e qualidade do serviço dos profissionais, afetando inclusive o clima organizacional. Há muita diferença entre um colaborador que sabe escutar de um que deseja sempre impor sua visão; entre um acomodado em suas rotinas e um proativo e que almeja aprimoramento constante; entre aquele que supera dificuldades e aquele que desiste na primeira barreira.

Um clima saudável e habilidades como essas ajudam a equipe como todo a ser mais produtiva e ter atenção a qualidade do serviço. Consequentemente, o desempenho e resultados do negócio têm muito a ganhar com a presença desses colaboradores. 

Até quando pensamos nos profissionais do futuro, falamos sobre as competências socioemocionais: com a tecnologia cada vez mais presente nas empresas, sendo implantada em atividades operacionais e otimizando processos, os trabalhadores terão que desenvolver habilidades específicas que não sejam facilmente substituídas pela automação, garantindo assim seu lugar no mercado de trabalho.

E essas habilidades são justamente as socioemocionais, como empatia, criatividade e trabalho em grupo, que são possíveis nos seres humanos e — até o momento — não nas máquinas. 

Assim, desenvolver essas habilidades é algo fundamental tanto para os profissionais que desejam se manter no mercado, quanto para as empresas contarem com a melhor mão de obra possível. 

Muitos acham que as competências socioemocionais são naturais às pessoas e, enquanto algumas podem ter sim maior facilidade com determinadas aptidões, é possível treinar e despertar esses talentos em qualquer indivíduo que se esforce para alcançar esse objetivo. 

Como Desenvolver as Competências Socioemocionais no Trabalho?

Existem diversas técnicas para despertar e fortalecer as competências socioemocionais nos colaboradores, cada uma atuando de forma diferente e tendo suas possibilidades. A empresa e profissionais devem conhecer cada para avaliar qual melhor se adapta a sua realidade.

Inteligência emocional 

Não é à toa que o conceito de inteligência emocional está em alta no mundo corporativo: essa característica permite com que os profissionais conheçam seus sentimentos de uma forma profunda, aprendendo a lidar com eles e os das pessoas ao seu redor. 

No dia a dia das empresas essa habilidade ajuda os colaboradores a não deixarem a pressão ou estresse prejudicarem sua produtividade, qualidade do serviço e, principalmente, o relacionamento e clima internos. 

Existem técnicas específicas para fortalecer essa competência socioemocional, de treinamentos ao trabalho feito por um coach sério. Buscar profissionais capacitados é uma excelente forma de lidar com essa questão nas equipes ou na carreira. 

Treinamento corporativo

Uma das metodologias mais usadas para aprimorar a capacitação técnica dos colaboradores também pode ser aplicada para fortalecer suas habilidades subjetivas. 

Os treinamentos corporativos são uma estratégia fundamental para o RH, atualizando os conhecimentos dos participantes, educando-os nas melhores práticas de suas áreas e despertando algumas competências socioemocionais, como trabalho em grupo e proatividade. 

Para tornar esse método ainda mais eficiente, muitas empresas investem em metodologias mais inovadoras, como a gamificação (que veremos mais para frente). Assim, em vez de uma ação monótona e que seja vista apenas como obrigação pelos funcionários, aplica-se uma atividade engajadora, que desperte e retenha o interesse dos participantes. 

Pedagogia Empresarial

Algumas metodologias tradicionais podem ser adaptadas para outras áreas. A pedagogia é um campo consolidado na educação, descobrindo e aplicando técnicas para a aprimorar a aprendizagem humana e fortalecer a assimilação das informações.

Enquanto esse conceito é mais associado ao ensino formal, ainda mais ao infantil, ele também é usado no ambiente corporativo e com adultos. A pedagogia empresarial ajuda a aprimorar a aprendizagem dos funcionários, mas vai além disso — trabalha inclusive a mudança de comportamento dos colaboradores, visando melhorar a dinâmica da equipe e produtividade do profissional.

Gamificação

O treinamento corporativo e outras estratégias de educação empresarial usam metodologias específicas para transmitir os conhecimentos e avaliar sua absorção pelos funcionários. Uma das ferramentas mais inovadoras e eficientes nesse sentido é a gamificação.

Esse método usa elementos comuns aos jogos para motivar as pessoas a realizarem determinadas atividades ou até mudarem certos comportamentos. Áreas sérias como saúde, política, educação e negócios estão tendo ótimos resultados ao aplicá-la em seus variados processos. 

A gamificação é uma estratégia que pode fortalecer o treinamento corporativo e demais ações educacionais da empresa, não só para capacitar tecnicamente os colaboradores, como para despertar competências socioemocionais.

Imagine uma dinâmica de jogo que estimule a proatividade e uma competição saudável entre os funcionários; ou então um game em grupo para fortalecer os laços e incentivar o espírito de equipe e liderança no setor — isso é possível com a gamificação. 

Todas essas possibilidades têm muito a contribuir para fortalecer as habilidades sociais dos colaboradores e melhorar a dinâmica dos times. Porém, existe uma estratégia ainda mais completa para lidar com essa situação, pensando nessa questão desde o recrutamento ao treinamento dos profissionais. 

Conheça os benefícios da Gestão comportamental para auxiliar nas estratégias de RH e fortaleça as competências socioemocionais dos seus colaboradores!