A cultura de feedback é importante para o desenvolvimento de diversas questões do contexto empresarial, mas, principalmente para alinhar a perspectiva da empresa acerca dos resultados que o colaborador deve melhorar.

Esse nivelamento entre expectativa e prática pode ocorrer através do feedback, pois nele o contratado identifica quais são seus pontos positivos e quais devem se aperfeiçoar. Essa identificação ocorre pela troca da conversa entre colaborador e o responsável pela área que o funcionário atua.

Implementar a cultura de feedback pode tornar mais produtiva  e motivadora a rotina do profissional, além de, ainda, firmar a cultura empresarial. Mas por que a cultura de feedback pode proporcionar tantas vantagens? 

Para responder a essa pergunta, reunimos neste artigo as principais vantagens de adotar a cultura de feedback nas instituições.

Cultura de feedback: o que é?

O conceito de feedback aqui está relacionado à uma resposta sobre uma determinada tarefa já realizada.

Já a ideia de cultura, segundo o dicionário, significa norma de comportamento; hábito; tradição. Levando ao contexto empresarial, o termo se refere a uma ação que se torna parte da instituição, assim como política de horário, visão da empresa e mais. 

Portanto, ao unir os conceitos das palavras cultura + feedback pode-se entender que seus conceitos em conjunto tem significado de: utilizar o diálogo como fonte chave para indicar o desempenho dos colaboradores, ou seja, permitir abertura de diálogo entre contratado e contratante para trazer críticas construtivas e elogios acerca do trabalho desempenhado pelo colaborador.

Importância de incorporar a cultura de feedback

São diversos os resultados positivos das empresas que decidem incorporar a cultura de feedback. 

Ao identificar quais pontos devem melhorar, o profissional se sente motivado a aprender e se aperfeiçoar, ao mesmo tempo que o empreendimento passa a saber quais treinamentos e reciclagens se aplicam melhor às necessidades de seus funcionários.

Sobre treinamento e reciclagens, veja como a gamificação pode ser uma aliada nesse processo, leia: O que é gamificação? Conheça esta tendência de aprendizagem.

Adotar o feedback também influencia no fortalecimento da cultura e do clima organizacional, pois os colaboradores estão alinhados com as perspectivas do ambiente e os gestores conscientes das carências da equipe. 

Assim como torna mais produtiva a vida do profissional, que agora consegue enxergar com mais clareza quais caminhos devem percorrer para alcançar um melhor resultado dentro da empresa.

Agora que você já sabe quais são os motivos que tornam a implementação da cultura de feedback tão valorizada no ambiente profissional. 

É hora de entender como que essa cultura é implementada dentro de uma empresa. Quais são os passos que devem ser tomados para que haja tal mudança.

Como incorporar a cultura de feedback?

No primeiro momento, é preciso fazer uma análise do desempenho de cada colaborador. Essa ação deve ser realizada antes de implementar a cultura de feedback, pois só assim é possível ter material para mensurar o desempenho do colaborador.

Em seguida, existe uma série tópicos que é preciso se atentar para que a implementação da cultura de feedback seja feita da melhor maneira possível.

Desenvolver o ambiente

A diferença entre uma instituição corporativa que não tem a política de feedback com uma que utiliza essa prática é visivelmente grande, isso quer dizer que o processo de transação não é fácil. Logo, é preciso preparar o ambiente, para que os colaboradores vejam que essa mudança é positiva.

Empatia sempre

Outro ponto que deve ser levantado quando o assunto é cultura de feedback, é a maneira que essa troca é feita. Se colocar no lugar do funcionário é um passo fundamental para não tornar a situação algo desagradável. 

Não se limite a fazer críticas e apontar culpados, se assim fizer, o resultado será o contrário ao esperado. Funcionários desmotivados, falta de produtividade e ambiente pesado.

Torne o momento uma conversa, uma oportunidade de interagir e conhecer melhor o colaborador. Além dos pontos de melhoria, fale sobre as qualidades e como o serviço dele é fundamental para o desenvolvimento da empresa.

Uma via de mão dupla

Por que não tornar o momento uma oportunidade para ouvir o que o funcionário tem a dizer sobre a corporação ou a gestão? É exatamente para isso que a cultura de feedback existe, para garantir que todos sejam ouvidos e que todos tenham a capacidade de exporem suas perspectivas.

Um passo por vez

Na hora de realizar o feedback, não basta expor ao colaborador uma série de mudanças que ele precisa obter e achar que ele se tornará um profissional perfeito dentro de um mês, por exemplo. 

Nesse princípio, é preciso focar em uma ou duas circunstâncias que o contratado pode melhorar naquele período de tempo determinado. 

Conforme a melhora dos tópicos já apontados, aí sim pode-se fazer novas observações de melhoria. Isso se houver mais de um ponto a ser aperfeiçoado, é claro.

Constância

Cultura significa que uma ação foi regada ao longo do tempo; prevaleceu por tanto tempo que já parte de algo ou de alguém. No ambiente corporativo, a cultura de feedback, portanto, deve ser regada através da constância.

Determine regularidade nessa ação. Uma vez por mês, a cada três meses; o tempo deve ser estipulado pela instituição que deve estabelecer de acordo com o que for melhor para ela. Mas é preciso dar atenção para que haja constância nessa prática.

Feedback individual, se possível

É interessante expor o desenvolvimento geral do setor, mas quando se trata de cada colaborador, a prática de feedback em grupo não é muito bem recomendada. Lembra do tópico empatia? 

Se alguém precisa compartilhar questões que precisam ser melhoradas em você, preferiria que elas fossem ditas em grupo ou individualmente?

Para evitar constrangimento, opte sempre por feedback individual. O colaborador se sentirá menos inseguro com isso, ele verá esse momento como uma oportunidade para se desenvolver ainda mais.

Este conteúdo é apenas um dos vários que compartilhamos todos os dias para você melhor gerenciar sua empresa. Quer receber de primeira mão mais conteúdos como esse? Basta assinar nossa newsletter, que você sempre receberá as novidades.