Avaliar outra pessoa no trabalho sempre é uma tarefa desafiadora. E quando se deve fazer esse julgamento do seu líder? Aí a situação fica ainda mais complicada. No entanto, existem técnicas e dicas que podem ajudar o funcionário na hora de dar um feedback para o chefe, tornando a experiência mais tranquila e positiva para ambos.

Não tenha mais receio de avaliar o seu líder: descubra nesse artigo as melhores formas de realizar o feedback para o seu chefe e aprimore seu relacionamento na empresa!

A Importância do Feedback

Muitas organizações estão adotando uma postura de valorizar a troca de feedback como ferramenta para melhorar o desempenho e relacionamento de todos. Afinal, os gestores não tem o dom da onisciência ou da onipresença para serem capazes de enxergar todos os problemas e oportunidades dentro da empresa, precisando de outras visões para gerar um diagnóstico interno confiável

Porém, ao contrário do que alguns acreditam, essa avaliação não significa apenas dizer coisas negativas sobre os colegas e até mesmo sobre a empresa, mas sim refletir sobre aquilo que pode ser aprimorado no outro e na instituição, ajudando todos a tornarem-se mais eficientes, engajados e produtivos.

Essa questão de dar feedback dos líderes e colegas aparece em diversos tipos de avaliação de desempenho — ainda mais na 360 graus —, uma ferramenta usada pelo RH para identificar os pontos de melhoria e as fortalezas das equipes, funcionários, lideranças e empresa como todo. Em alguns casos, os colaboradores precisam analisar tudo ao seu redor e emitir sua opinião honesta justamente para que a organização se aprimore constantemente e ofereça um ambiente saudável e produtivo. 

Entretanto, nem sempre é fácil fazer essa avaliação das lideranças, especialmente se a situação for cara a cara. Mesmo por meio de um questionário ou por texto, é complicado desenvolver essa análise e dar o feedback para o chefe sem se sentir um pouco inseguro com o que falar/escrever ou com o que o líder irá achar das respostas. 

Para te ajudar nessa situação, trouxemos algumas técnicas e dicas para fazer um feedback assertivo e que contribua para a melhora da liderança e do relacionamento dentro da empresa. 

Como dar o Feedback para o Chefe

Nunca existe uma fórmula 100% garantida para lidar com uma situação: afinal, cada pessoa tem seu modo de enxergar o mundo, de reagir a ele e às críticas (e até elogios). Porém, há algumas dicas que podem ajudar a tornar o processo de fazer o feedback para o líder algo mais proveitoso e amigável — independentemente se a avaliação será cara a cara, por meio de um questionário predefinido ou por texto livre. 

1- Planejamento e reflexão

Foi pedido para fazer a avaliação da liderança? Antes de emitir o feedback é preciso tirar um tempo para refletir sobre o gestor, a situação da equipe e sobre a empresa em si. Nesta hora é preciso tentar avaliar — de forma justa — o desempenho do seu chefe: ele age em favor da equipe? É um bom exemplo para os liderados? Faz um bom trabalho? 

A partir dessa ideia geral, deve-se identificar os pontos positivos e aqueles que o chefe pode melhorar: ter mais paciência com os colaboradores? Ser mais exigente? Se aproximar mais do seus liderados? Ter metas mais flexíveis ou rigorosas? Saber motivar mais os funcionários

São tantas as questões que podem ser levantadas nessa situação — tudo depende da sua visão sobre o que funcionaria melhor na equipe e individualmente. Tente fazer essa análise de forma justa e empática, também se colocando no lugar de seu chefe e avaliando a sua própria postura como liderado. 

2- Elaborar as ideias e pensar em exemplos

Após esse primeiro levantamento e reflexão, é bom listar todas as ideias no papel — mesmo que o feedback seja verbal. Assim, é mais fácil organizar os pensamentos e considerações, relendo e (re)avaliando suas opiniões.

Nesse momento é uma boa ideia escrever os pontos positivos e os passíveis de melhoria do seu chefe, também incluindo alguns exemplos de ações que tenha tomado que você enxergue as suas qualidades e a necessidade de mudança. É importante sempre contextualizar as situações nesses casos, tentando ser o mais claro e justo o possível.  

Assim, o gestor poderá ver com mais clareza suas forças e onde precisa melhorar, tendo noções mais práticas sobre sua postura e atitudes.

Também é bom aproveitar essa hora para estruturar como será dado o feedback: começar pelos pontos fortes ou por aqueles que precisam mudar? Pense em terminar com uma conclusão, amarrando todos os pontos e finalizando o feedback em um tom otimista e motivador. 

3- Usar técnicas para uma comunicação mais amigável

Na hora de escrever ou dizer seu feedback, é uma boa ideia usar formas de se expressar que sejam mais amigáveis. Uma técnica que pode ser usada nesse caso é a da comunicação não violenta: esse conceito foi criado por um psicólogo e tem como objetivo transformar as relações de um grupo por meio do uso de uma linguagem mais empática, mas sem fugir dos conflitos e das situações que precisam ser corrigidas. 

Basicamente usam-se palavras e explicações que sejam mais eficientes para resolver os problemas, evitando termos mais acusatórios ou uma postura de julgamento. Assim é possível usar uma estratégia mais amigável para desenvolver e dar o feedback para o chefe e ajudá-lo a ser melhor para empresa, colegas e a você.

Conclusão

Dar um feedback a alguém é sempre algo desafiador: pior ainda quando se deve fazer a avaliação do chefe. Porém, ao trazer uma linguagem mais empática e amigável — sem ignorar os pontos que precisam ser melhorados — e também identificar as qualidades do líder, esse relato pode se tornar algo construtivo, ajudando esse gestor a melhorar.

Assim, o clima interno pode ser mais saudável graças a um bom relacionamento do líder com os colaboradores, o que consequentemente irá influenciar positivamente a qualidade do trabalho e produtividade de todos.

E tudo começa pela avaliação de desempenho — seja do líder, colaborador ou da empresa por inteiro. Essa ferramenta ajuda a diagnosticar as lacunas, falhas e oportunidades de melhoria na organização e nos diversos elementos que a compõe.

Descubra qual a melhor maneira de implementar essa ferramenta na sua empresa com o nosso artigo Avaliação de desempenho: métodos antigos VS inovadores e sugira novas ideias no RH da sua organização!