Downsizing é uma técnica da administração contemporânea que consiste em diminuir equipes e processos, retirando etapas burocráticas da rotina da organização e diminuindo o número de colaboradores – em último caso. A finalidade desse processo é alinhar os objetivos empresariais e melhorar a comunicação entre os colaboradores e membros da equipe.

Para as organizações, essa ferramenta tem se mostrado cada dia mais necessária para desburocratizar a rotina empresarial. Pois, com um mercado cada vez mais competitivo, simplificar a rotina de trabalho, a tornando mais eficiente, é essencial para os donos e gestores que querem se manter no páreo, ou seja, tenha um break even de acordo ao mercado.

O que você vai ver neste artigo:

Dado a isso que, neste artigo, você vai compreender o conceito de downsizing, como ele surgiu, suas aplicações práticas e maneiras de beneficiar sua empresa com essa técnica. Fico interessado? Basta continuar com a leitura deste artigo para entender mais a respeito dessa ferramenta!

O que é Downsizing?

O termo “Downsizing” em português significa “achamento” ou “diminuição de tamanho”. Levando para o âmbito empresarial, a técnica Downsizing, portanto, possui como objetivo central diminuir os processos ou mesmo descartar processos desnecessários ou obsoletos. Afinal, eles podem atrapalhar a empresa, impactando negativamente em diversos fatores, como na tomada de decisão ou mesmo na agilidade das práticas internas.

O Downsizing não contempla somente os processos da empresa, mas também os cargos. Isso significa que são analisados os setores e as atividades realizadas por cada profissional para que se chegue a uma conclusão se é possível também “enxugar” os cargos dispostos na empresa.

Essa técnica surgiu nos Estados Unidos, mais especificamente na década de 1970. A finalidade era criar estratégias de administração e redução de custos inovadores, ou seja, diferentes das já existentes na época e aplicadas nas empresas. Quando foi criado, o Downsizing era aplicado como última opção para empresas que estavam à beira da falência, sendo ele o último recurso para impulsionar a recuperação dos negócios.

Hoje em dia, com um cenário volátil, incerto, ambíguo e complexo, a prática do Downsizing se tornou comum nas rotinas de organizações do mundo inteiro, inclusive do Brasil. Mas a técnica do Downsizing no Brasil só se tornou conhecida e passou a ser aplicada na gestão de empresas uma década depois, em 1980.

Portanto, em outras palavras, o Downsizing é um conjunto de ações administrativas que buscam tornar uma organização a mais enxuta possível, minimizando os gastos e os trâmites burocráticos. Ao mesmo tempo que essas mudanças são implementadas também há reestruturação nas atividades da empresa, eliminando cadeias hierárquicas e – se mesmo necessário – cargos dispensáveis.

Principais benefícios para a sua empresa

  • Redução de custos: Os gestores conseguem reduzir custos que uma vez eram destinados a processos burocráticos e gastos com equipe, centralizando recursos no produto ou serviço que entrega.
  • Aumento da produtividade: Os trâmites burocráticos de uma organização afeta diretamente na produtividade de seus colaboradores, quando eles são diminuídos ou eliminados, os profissionais se sentem mais flexíveis em produzir, aumentando, portanto, a produtividade do local.

  • Foco no cliente: A empresa tende a focar seus esforços para as necessidades do cliente, entregando soluções que vão mais de encontro ao que ele precisa.

Pontos negativos do downsizing

  • Baixo engajamento: O processo de Downsizing exige grandes mudanças, a ação de desligar profissionais especificamente, pode gerar um clima organizacional de insegurança e menor comprometimento dos profissionais, visto que eles irão pensar que a qualquer momento poderão ser demitidos.
  • Perda de memória organizacional: Quando o processo de Downsizing abrange a demissão de colaboradores, a empresa corre risco de perder informações sobre processos importantes para a empresa. Por isso é essencial que antes disso, ela verifique se alguma atividade específica feita pelo colaborador que será demitido está mapeada para que outra pessoa tenha acesso.

  • Prejuízo à imagem institucional: Demissões e cortes de gastos não são bem vistos pela sociedade, influenciando em futuras parcerias ou recrutamentos.

Como implantar o Downsizing?

Para implementar o Downsizing é preciso ter um planejamento estratégico das ações que serão necessárias implementar. Isso significa que a técnica de Downsizing não se resume a cortar funcionários da empresa ou processos aleatórios. Essa mudança exige mais da empresa do que parece.

É preciso ter em mente que as pessoas são o maior capital ativo de uma empresa. Elas garantem o sucesso e crescimento da empresa, por isso – mesmo em cenários de crise – é necessário investir e valorizar os funcionários, retendo-os o máximo possível, caso eles de fato estejam desempenhando suas ações, apresentando, portanto, uma performance de acordo ao objetivado pela empresa ou superado as expectativas.

Primeiro é preciso analisar profundamente quais os gastos podem ser racionalizados, cortados ou reduzidos e então averiguado quais os processos que podem ser otimizados ou eliminados por completo.

A partir disso, a empresa precisará motivar os funcionários para que eles compreendam as decisões que têm sido tomadas e, ainda, estejam alinhados à gestão durante o processo todo.

Ao implementar o plano de ação que descreve o desenho dos novos processos, que estabelece características de uma forte cultura organizacional, que cria interesse nos membros a “vestirem a camisa do negócio”, atualiza o negócio de acordo com o mercado, produtos e serviços, espera-se que a organização entenda o mercado e inove, modernizando tudo o que puder.

Futuramente, depois de todo o plano de ação implementado, se necessário para o negócio, a empresa poderá abrir novos processos de recrutamento e seleção para buscar talentos que estejam de acordo com as mudanças realizadas.

É preciso observar o negócio. Com a crise atual que o Brasil tem vivido, não só em termos financeiros, mas como um todo, o que afeta no mercado, uma reestruturação organizacional pode ser o que muitas empresas precisam atualmente para lidar com a instabilidade atual e o Downsizing aparece como uma opção viável para simplificar e otimizar o processo.

Em 2006, por exemplo, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) utilizou o Downsizing para reestruturar o setor de TI, com o objetivo de diminuir os cursos com manutenção e, assim, obter retorno de investimento e, claro, maior flexibilidade no mercado.

Após esse processo, a empresa poderá utilizar do orçamento base zero para refazer seus planejamentos orçamentários, visto que a mudança é grande e vai influenciar mudanças nesse sentido.

Gostou deste artigo? Então nos siga no Facebook, por lá notificamos todas as novidades que surgem por aqui!

teste-gratis-por-7-dias