Atrair e reter a atenção do público-alvo é um dos maiores desafios das empresas na atualidade. De tantas estratégias inovadoras, adotar a gamificação para clientes é uma excelente forma de engajar e fidelizar seus consumidores, aumentando assim as vendas do seu negócio.

Descubra neste artigo como a gamificação pode ser uma grande aliada na conversão de vendas e retenção de clientes e inove nas estratégias de comunicação e relacionamento com o público-alvo da sua empresa!

A Disputa pela Atenção (e Amor) dos Clientes

Propagandas na TV, jornais e redes sociais, postagens nos canais online, promoções exclusivas… Na disputa pelo cliente as empresas investem nas mais diferentes estratégias para atrair e reter o desejo do público-alvo por seu produto ou serviço.

Essa luta não é novidade para nenhum empreendedor. No entanto, atualmente ela vem se tornando cada vez mais acirrada, devido à grande quantidade de informações que as pessoas estão expostas todos os dias e com o perceptível aumento da exigência dos clientes. 

Não basta ter o melhor produto ou serviço, é preciso saber se comunicar com o público e oferecer experiências diferenciadas para não somente atrair, mas construir um relacionamento duradouro com ele — conseguindo assim garantir vendas futuras. 

Por isso empresas de todos os portes e segmentos de mercado estão investindo pesado em métodos para encantar os clientes, com todas as ferramentas que tem disponíveis. Ao mesmo tempo que contribuiu para a dispersão da atenção e aumento da exigência do público, a tecnologia também pode ser uma grande parceira para trazer e segurar o cliente na sua marca. 

Marketing digital, big data, inteligência artificial… são tantas as soluções tecnológicas adotadas pelas empresas que às vezes é difícil escolher uma. No entanto, uma estratégia inovadora que vem conquistando organizações no mundo todo é a gamificação, trazendo resultados animadores para diversos processos — incluindo a atração e retenção de clientes.

Gamificação: o que é e quais são seus benefícios?

Em resumo, a gamificação adota elementos, design e lógica de jogos em contextos cujo objetivo não é apenas o entretenimento. Áreas como saúde, política e educação vem implantando essa metodologia para motivar as pessoas a realizarem atividades com impactos positivos concretos em suas vidas e a mudar alguns comportamentos.

Imagine usar um sistema de pontuação e competição entre amigos para estimular a prática de exercícios físicos, ou então desenvolver uma narrativa em que o participante cria um personagem que enfrenta desafios na idade média para aprender sobre este período histórico: tudo isso e muito mais é possível com uma plataforma gamificada!

Essa metodologia usa o fato dos jogos serem atividades que naturalmente despertam a motivação das pessoas para incentivá-las a realizar tarefas que podem não ser tão engajadoras e oferecer uma experiência imersiva e interativa para o público-alvo. Desta forma, os participantes são estimulados a realizarem ações e adotarem certos tipo de comportamento.

Além dessa característica motivadora, em sua versão eletrônica a gamificação traz outro detalhe que faz toda a diferença para quem for adotá-la em qualquer estratégia: as plataformas costumam gerar relatórios detalhados do desempenho dos participantes, disponibilizando dados importantes para os responsáveis pela atividade. 

Possibilidades como estas chamaram a atenção de empresas no mundo todo — até de gigantes como a Microsoft e Nike — que começaram a adotar a gamificação em diversas estratégias, da educação corporativa ao relacionamento com o cliente. 

E, neste último caso, existem um universo de possibilidades que essa estratégia pode oferecer para encantar o público.

Gamificação para Clientes: engaje e fidelize os consumidores!

O uso de elementos lúdicos, junto com uma estratégia sofisticada, pode gerar resultados impressionantes no relacionamento com o público.

Um dos motivos para isso é a familiaridade que as pessoas têm com este tipo de atividade. 

A Pesquisa Game Brasil 2020 — feita pela Sioux Group através da unidade de negócios Go Gamers, e pela ESPM e Blend New Research — aponta que 73,4% dos brasileiros jogam jogos eletrônicos. Isso significa que uma grande parte da população não só se atrai por este tipo de atividade, como ativamente investe seu tempo em dinâmicas lúdicas. 

Imagina usar esse interesse natural das pessoas para apresentar sua marca, produto, serviço ou causa apoiada? Fidelizar os clientes e aumentar as vendas? Isso e muito mais é possível com a gamificação!

Confira algumas ideias para adotar a gamificação para clientes:

Lançamentos atraentes para o público

É possível desenvolver uma dinâmica gamificada para apresentar um novo produto ou serviço para o público. Uma boa ideia é montar uma atividade que apresente essa solução de forma indireta, não como uma propaganda tradicional, mas como elemento da narrativa. 

Usar os jogos neste contexto ajuda a atrair a atenção de mais pessoas para seu produto/serviço, além de aumentar seu engajamento e fazer o lançamento de maneira mais amigável — e não como uma publicidade considerada intrusiva e inconveniente. 

Educação do público

Além de fazer o lançamento de produtos e serviços, a gamificação pode ser usada para promover a imagem da marca e de causas apoiadas por ela. É possível desenvolver uma solução que ajude a educar o público e clientes em temas de interesse da empresa, e que serão importantes para sua reputação no mercado e até mesmo desempenho financeiro. 

A gamificação é um formato que pode ser usado por estratégias como inbound marketing para atrair, nutrir e converter o público que entra em contato com a empresa, fornecendo uma experiência encantadora e engajadora para os clientes em potencial. 

Fidelização de clientes

A gamificação também pode ajudar a fortalecer o relacionamento com que já é cliente, eventual ou frequente, do negócio. 

É possível fazer promoções exclusivas com atividades gamificadas, estimulando os clientes a adquirirem um determinado produto ou serviço, ou até mesmo comprarem/usarem mais sua solução. Um exemplo disso é o sistema de milhas, que incentiva as pessoas a fazerem viagens aéreas em troca de recompensas. 

Essa mesma lógica pode ser adotada na hora de implementar a gamificação com seus clientes, fornecendo uma plataforma lúdica e oferecendo recompensas para aqueles que alcançam os objetivos propostos pela atividade — e que, no fim, impactam positivamente a imagem e lucro da empresa. 

Mas este só é o começo dos benefícios e formas de fidelizar e engajar o público com esta ferramenta. Descubra como adotar na prática essa metodologia e veja casos de sucesso do uso da gamificação no Brasil!