Liderar pessoas nunca é uma tarefa fácil. Nem mesmo os melhores livros podem preparar alguém para tudo que irá enfrentar ao assumir essa posição, pois existem conhecimentos que somente passando-os na pele – e com o tempo – serão realmente aprendidos, especialmente quando falamos de lidar com outros seres humanos. 

Mas dicas nunca são demais, não é mesmo? Neste artigo vamos te adiantar alguns segredos que você irá aprender nessa longa jornada que é se tornar um bom líder. 

A Importância do Líder

A história da humanidade é cheia de pessoas que arregaçaram as mangas e lutaram por um determinado objetivo: Martin Luther King Jr; Jesus Cristo; Cleópatra; Princesa Isabel; Walt Disney; Steve Jobs… são tantos exemplos, positivos ou negativos, de líderes que influenciaram pessoas, grupos e nações e deixaram sua marca no mundo.

De uma pequena comunidade a uma gigantesca empresa, uma liderança faz a diferença em sua realidade – seja para o bem ou para o mal. E mesmo todas as histórias dos maiores líderes da humanidade não conseguem preparar completamente alguém para os desafios do dia a dia que essa posição exige. Tomar decisões, às vezes arriscadas, lidar com pessoas, às vezes complicadas – tudo isso é aprendido com bastante treinamento, mas também com o tempo, em um caminho cheio de erros e acertos. 

E existem vários segredos a serem descobertos ao longo dessa jornada. Saberes que, na prática, vão te tornar um líder melhor – na família, na comunidade, na empresa.

5 Segredos para Liderar Pessoas que só o Tempo te Ensina

Tem conhecimentos que somente a prática permite o verdadeiro aprendizado. Mas algumas coisas podem ser transmitidas para – ao menos – adiantar o que você encontrará nessa estrada desafiadora que é liderar pessoas. 

Confira agora 5 segredos que você vai aprender ao liderar pessoas:

1- Saber se Autoliderar

Antes de liderar um grupo de pessoas, é preciso saber ser líder de si mesmo. Isso é algo que passa pelo o autoconhecimento, um processo contínuo que pode levar uma vida toda: afinal, ninguém nasce pronto, e sim se “(re)constrói” com todos os aprendizados, vivências, escolhas e transformações que ocorrem na vida. 

Por isso, é com o tempo que faz alguém se conhece realmente – seus pontos positivos, negativos, desejos, expectativas, bloqueios, medos, limites, comportamentos, crenças, valores, talentos e tantos outros elementos que formam uma pessoa. E ter ciência de todos esses fatores é um caminho para se tornar um líder e exemplo melhor para os seus liderados. 

2- Saber Lidar com Diferentes Perfis de Pessoas

Como líder, você terá que se relacionar com pessoas que compartilham dos seus mesmos gostos, valores e personalidade que você… e outras que são um completo oposto. É preciso saber lidar com cada perfil que encontrar na sua vida, sem favoritismo e sem preconceito com a diferença e diversidade

Esse não é um trabalho fácil, mas com o tempo se aprende a entender melhor como cada pessoa “funciona”: algumas são mais abertas, conversando livremente sobre qualquer assunto; outras são mais fechadas, e precisam de um incentivo e de uma relação sólida de confiança e respeito para se abrir; algumas agem melhor com a pressão; outras necessitam de tranquilidade; umas precisam de feedbacks constantes; outras preferem diferentes estímulos para se motivarem… Essa sabedoria é conquistada aos poucos, com muitos erros e acertos. 

3- Saber Ouvir

Essa é uma qualidade que ajuda bastante no item anterior. Não é possível saber lidar com as pessoas, especialmente que não tenham muito em comum com você, se não parar para prestar atenção e verdadeiramente ouví-las (em vez de supor sobre suas opiniões.

Isso pode ser relacionado a escutar suas ideias, opiniões e até mesmo problemas pessoais, para conhecer com quem você está lidando e assim descobrir o que fazer para motivar, engajar e extrair o melhor dos seus liderados. Ouvir não significa fazer tudo que lhe é pedido, ou deixar-se ser manipulado; mas sim se abrir a entender o outro com empatia. 

Essa questão é tão importante que diversas empresas acabam deixando os talentos irem embora – aumentando a rotatividade de pessoal – por não escutá-las, consequentemente não entendendo suas motivações e expectativas no trabalho e as frustrando tanto a chegar a este ponto de “término” na relação.  

4- Saber Colocar Limites

Mesmo os ambientes mais descontraídos precisam de regras, para garantir que tudo estará funcionando da maneira que se deve. Não é à toa que existem leis de trânsito, normas de convivência, entre outras tantas, nos mais diversos grupos e na nossa sociedade em geral: toda a relação necessita de limites, mesmo com as pessoas que são amigas e familiares.

Não dá para fugir das regras, não dá para ser o “bonzinho” o tempo todo. É fundamental ter normas e deixá-las claras para para toda a equipe – para ter uma conduta transparente – como forma de garantir o bem estar e funcionamento do grupo. 

Claro que também não é bom ser um líder autoritário, com um pacote de regras rígidas e que não aceita opiniões diferentes. Flexibilidade é uma das qualidades de uma liderança positiva, e saber estar aberto (e ouvir, como dissemos acima) é fundamental para que a equipe conquiste o seu objetivo da forma mais saudável possível.

5- A Importância de Formar Sucessores

Nenhum líder é, fisicamente, eterno. E muito menos consegue resolver tudo sozinho. Por isso é importante inspirar as pessoas com seus ensinamentos e exemplos para deixar um legado quando o ciclo chegar ao fim ou novas oportunidades surgirem.

Uma liderança de sucesso consegue formar novos líderes para ocupar sua posição ou alcançar novos lugares, continuando o bom trabalho para além de sua presença. Somente assim as conquistas não “morrem” com sua saída, e sim se perpetuam, gerando os resultados desejados e criando um exemplo a ser seguido. 

Conclusão

Saber se autoliderar, lidar com pessoas diferentes, ouvir, por limites e formar sucessores… podem parecer lições fáceis na teoria, mas o cotidiano sempre põe esses conhecimentos à prova. Para superar essas barreiras é fundamental preparar bem alguém antes que assuma uma posição de liderança, investindo em treinamentos que desenvolvam o lado social desse escolhido.

E existe uma metodologia inovadora que pode contribuir bastante a este processo: confira nosso artigo Como a Gamificação Ajuda na Formação de Lideranças nas Organizações e prepare corretamente seus colaboradores a assumirem esta posição!