Administrar uma empresa nunca é uma tarefa fácil. São tantas responsabilidades e desafios a serem enfrentados que muitos empreendedores podem acabar se perdendo uma hora ou outra: nesses momentos, aplicar boas práticas de gestão no cotidiano da organização pode ser uma grande vantagem para evitar problemas e tornar seu negócio mais competitivo. 

Nesse artigo vamos mostrar as boas práticas de gestão que todas as empresas, seja de qualquer setor ou porte, podem adotar para melhorar seu funcionamento interno, a relação com os clientes e até com os colaboradores.

Boas Práticas de Gestão para Empresas

Gerir um negócio já é, mesmo no melhor cenário, uma tarefa desafiadora. Se não forem adotadas boas práticas de gestão a situação ficará ainda mais complicada: a empresa pode enfrentar problemas com os fornecedores, clientes, colaboradores, Receita Federal, outros órgãos do governo e por aí vai. 

Implementar certas rotinas e ter determinados cuidados com áreas estratégicas é uma ótima ideia para ter uma administração de sucesso, tornando sua empresa mais competitiva e lucrativa. Para isso, é preciso adotar algumas boas práticas de gestão tradicionais — não importa o tamanho ou setor de negócio.

Fazer tudo com planejamento

Um dos maiores erros dos empreendedores, especialmente brasileiros, é ignorar a importância do planejamento em seus negócios: desde a abertura da empresa até o seu funcionamento cotidiano, essa lacuna traz uma série de prejuízos, além de contribuir para a perda de oportunidades. 

O planejamento deve ser implementado em diversas áreas e processos da organização: desde a sua abertura; ao lidar com o público-alvo; no departamento financeiro, de estoque, marketing, recursos humanos… Essa postura ajuda a entender a situação atual dos setores, imaginar ações futuras para aprimorar seu desempenho e tornar a empresa mais bem sucedida. 

Por isso o planejamento é fundamental para qualquer tipo e tamanho de negócio, contribuindo para um bom funcionamento e desempenho da organização.

Ter organização financeira

Uma das áreas mais importantes da empresa é a financeira. Ter o controle sobre o dinheiro que entra e sai do caixa, além de ter projeções dos recebimentos e despesas futuras é algo essencial para o bem estar do negócio.

Toda empresa precisa ter organização financeira para sobreviver: caso contrário, poderá gastar mais do que ganha; acumular prejuízos; atrasar pagamentos de impostos e fornecedores; contrair dívidas contábeis e gerar uma bola de neve que, infelizmente, pode resultar no fechamento do negócio.

Ferramentas como orçamento anual, fluxo de caixa, projeção de vendas, balanço patrimonial, entre outras tantas devem ser adotadas constantemente para melhorar o controle financeiro e garantir que a empresa fique no azul.

Organizar o estoque

As empresas que trabalham com estoque, como comércios e indústrias, precisam ter atenção especial a este setor. Pode não parecer, mas esse departamento é estratégico para esses tipos de negócio.

Um estoque bem gerido não gera prejuízos com encalhamento de produtos, não desperdiça tempo e esforços dos funcionários ao estar mal organizado, nem frustra os profissionais e clientes com a indisponibilidade de mercadorias — sem nenhum aviso da falta do item.

Manter o estoque organizado e ter atenção a este setor é uma forma de otimizar os processos da organização, reduzindo desperdícios e aproveitando melhor os recursos disponíveis.  

Usar a tecnologia a seu favor

Os recursos tecnológicos têm muito a oferecer a administração de um negócio. Existem uma série de ferramentas que as empresas podem implementar nesse sentido, como softwares de gestão, automação, big data e gamificação (gamification), usados para otimizar processos, reduzir despesas, aumentar a produtividade e aproveitar novas oportunidades. 

Para resultados ainda melhores é possível usar todas as soluções de uma forma mais estratégica, não como meros coadjuvantes no negócio, como considera a tendência da Transformação Digital — que estará cada vez mais presente nas empresas e logo será indispensável às organizações.

Investir em marketing e comunicação

Toda empresa precisa divulgar seus produtos e serviços com uma certa frequência para manter boas vendas. Sem esse constante investimento em marketing — ainda mais no digital — dificilmente novos clientes vão se conhecer e se interessar por sua marca.

Para aumentar as vendas e melhorar a imagem da empresa é sempre necessário ter ações contínuas de marketing e comunicação, seja com propagandas, assessoria de imprensa, redes sociais e blog, ampliando o leque de compradores e construindo uma boa reputação para a organização.

As estratégias de comunicação ainda podem ajudar a fortalecer o relacionamento com quem já é cliente, fidelizando esse grupo e garantindo as vendas para a empresa.

Oferecer um excelente atendimento ao cliente

A fidelização dos compradores é algo essencial para qualquer negócio: é mais barato manter um cliente do que convencer alguém novo a adquirir seu produto ou serviço. Além disso, uma pessoa mal atendida pode reclamar e dizer coisas negativas sobre sua empresa para centenas de outras, prejudicando a sua imagem.

Um bom atendimento é fundamental para fazer o cliente sempre retornar a sua oferta. Por isso é importante ter canais eficientes de comunicação e promover treinamentos e ações de desenvolvimento de pessoas para capacitar seus colaboradores a realizarem o melhor serviço. 

Fortalecer a cultura organizacional

Definir a missão, visão e valores de uma empresa parece uma tarefa desnecessária para alguns empreendedores — mas este pensamento é um equívoco. Esses elementos, mais outros importantes, ajudam a formar a cultura organizacional, que é uma riqueza imaterial da instituição.

Uma cultura interna forte e bem definida contribui para aumentar a motivação e engajamento dos colaboradores, melhorando sua conexão com a empresa e seu desempenho. Além disso, esse conceito pode ser usado para projetar uma determinada imagem da organização ao público-alvo, ampliando a sua divulgação. 

Valorização dos colaboradores

O maior ativo de uma empresa são as pessoas. Por isso é fundamental investir nos funcionários da sua organização: são eles que põem a mão na massa durante a produção; pensam em estratégias para divulgar os produtos/serviços; atendem os clientes e atuam em tantos outros processos necessários para o funcionamento do negócio.

Além de trabalhar a motivação e engajamento dos colaboradores, é preciso investir na sua capacitação e desenvolvimento pessoal. O treinamento corporativo e outras ações de educação empresarial são excelentes ferramentas para melhorar a produtividade e qualidade do serviço dos funcionários — o que impacta diretamente nos resultados da empresa.

Quer saber como implementar essa estratégia e melhorar o desempenho da sua equipe? Confira nosso artigo Treinamento para funcionários: por onde devo começar? e capacite sua equipe!