Divulgar e destacar sua empresa da concorrência é uma tarefa difícil, mas que, com as estratégias certas, pode ser alcançada. Alguns negócios estão investindo em ações inovadoras para alcançar e fidelizar o público e o uso da gamificação no marketing vem chamando a atenção nessa história.

Quer saber mais sobre essa tendência? Conheça 3 exemplos de gamificação no marketing e adote essa estratégia a favor da sua empresa!

A Disputa pela Atenção

Todo mundo que trabalha com marketing e comunicação sabe como é disputada a atenção do público. Se antes esse cenário já era competitivo, atualmente a situação é ainda mais acirrada: a popularização da internet abriu um universo de estímulos para as pessoas, consumindo seu tempo e energia.

São e-mails promocionais, posts patrocinados nas redes sociais, propagadas em vídeo, parcerias com influenciadores, isso sem contar com as formas de divulgação tradicionais — com TV, spots de rádio, jornais, revistas, informativos impressos —, todos os dias, martelando na cabeça dos clientes. 

Diante de tantos estímulos, como destacar sua empresa da concorrência e atingir o coração do público?

Tentando resolver esse dilema, negócios dos mais variados portes e segmentos de mercado vem investindo em ações inovadoras, como a gamificação. Mas, o que essa metodologia, em específico, poderia ajudar a fisgar os clientes?

O que é Gamificação e Quais são seus Benefícios?

Essa estratégia usa elementos, lógica e design de jogos em contextos que não tem como finalidade apenas o entretenimento. Recursos como avatares, medalhões e ranking são aplicados em uma dinâmica para incentivar que as pessoas realizem tarefas ou até despertem comportamentos que gerem impactos positivos em suas vidas. 

A gamificação vem sendo vista como uma tendência, trazendo benefícios às mais diferentes áreas — como saúde, política, educação e empresas. E um dos principais fatores para isso é a atração que os jogos têm para as pessoas, algo comprovado até em estudos.

A Pesquisa Game Brasil 2020, desenvolvida pela Go Gamers, iniciativa liderada pela Sioux Group, e pela ESPM e Blend New Research, traz dois dados importantes sobre o setor: 

  • 73,4% dos brasileiros jogam jogos eletrônicos;
  • A principal faixa etária de jogadores no Brasil são adultos entre 25 a 34 anos (33,6%), seguido pela faixa de 16 a 24 anos (34,6%) e em terceiro, 35 a 54 anos (24,7%). 

Ou seja, os jogos são atividades bastante populares no país, principalmente para pessoas em idade para serem consumidores ativos, tendo vida profissional e sendo financeiramente independentes. 

Isso mostra como os jogos têm um grande alcance no mercado consumidor, o que não está sendo ignorado pelas marcas. O Boticário, por exemplo, desenvolveu até uma estratégia para se posicionar dentro de um game tradicional, com uma loja virtual para trocar itens da plataforma e ações diferenciadas com missões.  

No entanto, mais do que fazer uma ativação em um jogo já existente, uma empresa pode investir em uma estratégia de gamificação própria para controlar todo processo de atração e retenção do público — e existem exemplos dos benefícios dessa parceria. 

3 Exemplos de Gamificação no Marketing

Adotar essa metodologia pode ser uma grande sacada para diversas ações de marketing da empresa, do lançamento de um produto à fidelização de clientes. Todas podem ser incluídas na estratégia de comunicação integrada, formando uma campanha completa e assertiva. 

Conheça agora 3 exemplos de gamificação no marketing e saiba como usar essa estratégia na sua empresa:

1- Lançamento de Produtos e Serviços – M&M Pretzel

Montar uma ação criativa e engajadora de lançamento é uma tarefa desafiadora, no entanto, um projeto inovador e imersivo pode fazer toda diferença na recepção das pessoas. 

Em vez de apenas veicular campanhas publicitárias na mídia tradicional e posts pagos nas digitais, quando a companhia de doces M&M foi lançar o sabor pretzel nos Estados Unidos eles aproveitaram a dinâmica de jogos para engajar o público.

Usando uma fórmula simples, onde o usuário deveria encontrar o pretzel no meio dos tradicionais m&ms, a campanha gerou milhares de impressões e reações positivas nas redes sociais, ajudando a aumentar o “buzz” do novo produto.

Esse é apenas um exemplo de gamificação no marketing, engajando as pessoas nas ações de lançamento para que tenham uma experiência ativa. 

2- Eventos – Aplicativo Steph IQ

A gamificação também pode ajudar a aumentar o engajamento em eventos. Existe um caso especial feito na NBA (liga norte-americana de basquete): o jogo Steph IQ. Todas as vezes que o jogador Steph Curry marcava uma cesta de três pontos na partida, o aplicativo funcionava como um quiz sobre o esporte. Quem conseguisse responder todas as perguntas corretamente e no tempo indicado ganhava prêmios.

Essa ação tornava a experiência dos fãs mais engajadora, aproveitando um evento para fortalecer a relação com a marca que desenvolveu a gamificação, com o próprio jogador e com o time que ele defendia. 

3- Fidelização de clientes – Nike

Uma das estratégias que qualquer empresa precisa se preocupar é com a retenção de quem já conhece e compra da marca. Fidelizar os clientes é um trabalho mais econômico do que conquistar novos, além de ajudar nesse processo ao encantar sua base para que se tornem promotores espontâneos da sua organização. 

A famosa marca de tênis mundial Nike já lançou vários aplicativos que usam elementos de jogos em seus contexto. Um dos primeiros projetos era um app que estimulava a prática da corrida pelos usuários, acompanhando seu progresso e comparando-o com o de seus amigos. Assim, promoveu-se uma competição saudável entre contatos e em uma atividade ligada à imagem da marca. 

Uma das soluções lançadas foi o Nike Plus Unlocks, em 2018, uma campanha em que os usuários poderiam acumular pontos ao usar o app de exercícios. Era possível mais tarde trocar a pontuação por recompensas com empresas parceiras, que iam de playlists e acesso à atividades de meditação, créditos em academias ou concorrer a tênis das coleções mais recentes da época.  

Usar a gamificação para clientes é uma excelente ideia para oferecer uma experiência encantadora e fortalecer o relacionamento com o seu público — tudo para que ele não vá para a concorrência. Algumas empresas também apostam em um programa de fidelidade gamificado para fortalecer esse vínculo. 

Esses exemplos são apenas alguns entre tantos sobre o uso dessa estratégia no marketing. Mas, antes de implementar essa metodologia em uma campanha, é importante conhecer mais a respeito dela. 

Descubra os tipos de gamificação existentes e use o melhor modelo no marketing da sua empresa!