Os avanços tecnológicos na educação abriram um universo de possibilidades para os estudantes, profissionais, instituições de ensino e empresas. Cada ferramenta nova impactou os processos de aprendizagem de forma diferente, tornando a aprendizagem mais dinâmica, engajadora e efetiva. 

Descubra nesse artigo os principais avanços tecnológicos na educação e o que eles podem fazer por sua instituição de ensino ou empresa:

1 – EAD

2- LMS

3- E-learning Analytics

4 – Realidade Virtual/Aumentada

5 – Gamificação

Avanços Tecnológicos na Educação

Muitas áreas se beneficiaram dos avanços tecnológicos – e com a educação não foi diferente. As novas ferramentas estão ganhando cada vez mais espaço, pois oferecem soluções democráticas, que podem ser adotadas com públicos de diferentes idades e gerações e nos mais variados contextos. Além disso, essas inovações abriram inúmeras possibilidades nos processos de ensino-aprendizagem.

Seja para o ensino formal ou para a educação corporativa, a tecnologia tornou o aprendizado mais dinâmico, personalizável, engajador e eficiente. Mas é necessário conhecer as metodologias para escolher a que mais trará os benefícios desejados.

Nesse artigo vamos mostrar os 5 principais avanços tecnológicos que impactaram a educação e que você pode adotar – em certo grau – na sua IE ou negócio. 

1- EAD

A popularização do ensino a distância mudou a educação, especialmente no Brasil. Esse modelo foi assimilado na nossa realidade com certa facilidade, fazendo-se presente em diversas instituições de ensino e empresas. 

O maior impacto que o EAD gerou foi de tornar a educação mais acessível: nesse modelo não é preciso um espaço físico, nem um horário fixo para aprender. Com essa tecnologia as pessoas podem acessar conteúdos educacionais a qualquer horário e de qualquer local, estudando até mesmo em seus próprios celulares

Isso facilitou a vida de quem tem dificuldades com tempo, deslocamento e até recursos financeiros, pois esse modelo de ensino é mais barato do que o presencial – inclusive para as IEs e empresas que o adotam. Não é à toa que o modelo acabou se tornando tão popular no Brasil.

Além disso, essa flexibilização ajuda os estudantes a respeitarem o seu ritmo de estudos, engajando-os mais nas aulas. O modelo EAD exige a autonomia dos alunos, tornando-os sujeitos ativos no processo de aprendizagem – o que os motivará a realizar as atividades propostas e, assim, fortalecer o seu conhecimento. 

2- LMS

Imagine que você adotou o EAD na sua realidade – seja na sua instituição de ensino ou empresa. Porém, a ferramenta escolhida oferece recursos limitados, pouca personalização ou não contempla todas as necessidades da sua estratégia. E aí?

Nesse sentido, um avanço tecnológico importante na educação foi o desenvolvimento do LMS, Learning Management System (ou Sistema de Gestão de Aprendizagem em português). Este software permite fazer diversas operações relacionadas ao modelo EAD, como criar, personalizar, organizar e fazer a gestão dos cursos e treinamentos online – só que tudo isso usando uma única plataforma. 

Desta forma, o LMS se revelou o passo seguinte nos avanços tecnológicos voltados ao ensino, em comparação ao EAD, se mostrando uma solução mais completa e prática. Nessa plataforma os responsáveis pela estratégia tem maior possibilidade de personalizar o processo de aprendizagem do estudante, alinhando ainda mais a metodologia às necessidades do aluno e da instituição de ensino ou empresa e, assim, alcançando os objetivos propostos. 

3- E-Learning Analytics

O uso de dados é tendência em diversas áreas. Informação é poder e, na era digital, é mais fácil adquiri-la. No contexto educacional, esse avanço tecnológico pode fazer uma baita diferença para aprimorar a aprendizagem. 

O E-Learning Analytics é uma ferramenta que permite mensurar, analisar e disponibilizar informações sobre a performance dos estudantes na plataforma de ensino, ajudando professores, instrutores, equipe pedagógica e RH a ter um controle melhor sobre os resultados das estratégias educacionais. 

Geralmente ela é associada com metodologias como o EAD, LMS e Gamificação (em sua versão eletrônica), pois essas plataformas costumam registrar o desempenho dos estudantes em suas atividades e outras informações importantes – o que torna o processo de análise e visualização dos dados bem mais fácil e ágil, não precisando fazer a estruturação e contagem manualmente. 

4-  Realidade Virtual/Aumentada

Essa inovação está, aos poucos, ganhando espaço nas mais variadas áreas: podendo ser encontrada tanto nos canteiros de obras às salas de aula. 

Com os óculos, programas e aplicativos especiais é possível ter uma experiência imersiva e interativa de aprendizagem como jamais feito antes: imagine fazer uma tour virtual pelos museus mais famosos do mundo, pelos cantos mais remotos do globo e até mesmo fazer um passeio pelo sistema solar ou por uma tumba do Egito Antigo. Tudo isso graças ao RV/RA!

Essa ferramenta costuma exigir um certo grau de investimento, no entanto pode tornar o aprendizado mais engajador e prático, quebrando a monotonia dos textos, explicações orais e fotos tradicionais. Além de prender a atenção dos estudantes, esse método pode ajudar na fixação dos conhecimentos adquiridos ao criar uma experiência marcante – especialmente por ser um avanço tecnológico ainda não tão utilizado, apesar do seu potencial. 

5- Gamificação

Outra inovação que está fazendo sucesso lá fora e, aos poucos, vem gerando resultados no país. A gamificação é uma estratégia que usa elementos comuns aos jogos para alcançar objetivos concretos – como engajar alguém na política, incentivar a prática de atividade física e motivar uma pessoa a estudar. 

Recursos como storytelling, pontuação e recompensas são adotados de forma conjunta para criar uma experiência dinâmica, engajadora e efetiva de aprendizagem, motivando os alunos a estudarem enquanto jogam. Os elementos que prendem a atenção das pessoas às atividades lúdicas ajudam os estudantes a não abandonarem a estratégia – um problema que surge em diversas metodologias educacionais que não conseguem “segurar” o interesse dos usuários.

A gamificação já existia em sua forma analógica, mas os avanços tecnológicos trouxeram várias possibilidades para essa metodologia. Uma delas é o fato das plataformas geralmente oferecerem relatórios com os dados sobre o desempenho dos usuários, facilitando e agilizando o trabalho de quem é responsável pelos processos de aprendizagem da IE ou empresa. 

Mas essa metodologia ainda tem muito a oferecer às organizações. Saiba mais sobre essa metodologia no artigo Gamificação no Brasil: um caminho para todas as áreas!