Existem uma série de competências que são importantes para se ter uma liderança eficiente. O líder tem um papel fundamental para o bom desempenho de uma equipe, por isso é preciso desenvolver habilidades especiais no profissional que irá assumir ou já atua nessa posição dentro da empresa. 

Descubra nesse artigo quais são as competências indispensáveis para a liderança, com uma dica especial sobre como treinar essas habilidades em seus gestores. 

A Importância da Boa Liderança

O líder é uma peça fundamental em qualquer grupo e, nas empresas, tem a responsabilidade de inspirar, motivar e extrair o melhor de seus colaboradores. Uma liderança positiva pode melhorar o desempenho dos funcionários, engajá-los na organização e tornar o clima interno mais saudável a todos.

Porém, caso o profissional não esteja preparado para os desafios desta missão, uma série de consequências negativas pode ocorrer, como o aumento da desmotivação, baixa produtividade e até pior! 

Segundo a consultoria Michael Page, em uma pesquisa divulgada em 2019 pelo G1, 8 em cada 10 funcionários pede demissão por conta de seu (ex) chefe. Esse número alto mostra como, na prática, um líder mal capacitado influencia a dinâmica da equipe, ao ponto de contribuir com o aumento da rotatividade — um índice prejudicial a qualquer empresa.  

Para evitar esse e outros problemas é preciso investir na boa escolha e capacitação contínua dos profissionais que irão assumir ou já são líderes na organização, desenvolvendo habilidades que são essenciais para essa posição.

Competências Fundamentais para uma Boa Liderança

Algumas posturas e habilidades são praticamente obrigatórias para um bom líder. Sem elas, o profissional pode ter sérias dificuldades de relacionamento com a equipe ou não conseguir prepará-la para o futuro do trabalho.

Confira agora quais são as competências importantes para uma liderança bem sucedida:

Responsabilidade

Quem assume uma posição de liderança precisa estar preparado para as exigências que esse papel traz. O profissional terá que responder não somente pelo seu próprio desempenho, como também de toda equipe que está sob sua orientação: se as metas foram alcançadas; se o seu comportamento é adequado ao ambiente; se os materiais e equipamentos estão sendo conservados… o líder terá que estar de olho em esses e outros detalhes. 

Por isso a pessoa que está ou estará nessa posição deve ter um grande senso de responsabilidade, sabendo assumir seus erros e esforçando-se para melhorar o desempenho de todos. 

Organização

Nesse sentido, o líder também deverá desenvolver um bom senso de organização, justamente para saber gerenciar todas as tarefas do seu setor, orientar seus colaboradores e responder às demandas dos seus superiores hierárquicos. 

Sem essa competência, o líder não irá passar confiança para a sua equipe e ambos poderão perder o controle sobre as atividades, tendo dificuldade de avaliar como está o progresso de seus trabalhos e os pontos que podem ser melhorados. 

Criatividade e Inovação 

Ainda mais nos tempos atuais, competitivos e automatizados, essas duas competências serão fundamentais para qualquer trabalhador — inclusive os líderes. Eles devem ser exemplo para sua equipe, por isso devem fomentar esse espírito de criatividade e inovação nos seus colaboradores.

Essas duas habilidades permitem com que os profissionais desenvolvam novas soluções para os problemas da empresa e do setor, além de inspirá-los a aprimorar seu serviço e processos internos. Tudo isso irá agregar um diferencial competitivo ao negócio, não deixando a organização ficar para trás. 

Empatia

Uma das competências mais importantes para a liderança é saber lidar com seus colaboradores, conseguindo até mesmo se colocar em seu lugar e extrair o melhor de cada um. E uma das formas de fazer isso é por meio da empatia: um relacionamento mais próximo será fundamental no futuro do trabalho, pois poderá criar um laço de confiança e respeito entre o líder e seu liderado.

Essa questão é ainda mais importante com a valorização das diversidade nas empresas, tornando essa competência ainda mais urgente e necessária. 

A empatia do líder irá ajudar a fortalecer o engajamento desse funcionário com a empresa e evitar sua saída — que iria gerar prejuízos produtivos, intelectuais e financeiros.

Flexibilidade

Nenhuma pessoa é como outra: o que funciona para uma pode não ter o mesmo efeito em uma terceira. Saber lidar com cada funcionário, enxergando suas particularidades, é essencial ao trabalhar com equipes — algo que exige uma postura de flexibilidade do líder. 

Além dessa questão, o líder deve ter flexibilidade ao lidar com imprevistos, estando sempre preparado para lidar com situações fora do comum, seja com a equipe ou em seu setor/empresa em geral.

Boa Comunicação

O líder é aquele que orienta os colaboradores a realizarem bem suas atividades. Por isso precisa ser alguém que saiba ser claro em passar as informações necessárias, mas, ao mesmo tempo, desperte a simpatia de seus liderados.

Ser um excelente comunicador é uma qualidade importante para quem assume ou está na posição de liderança, não deixando mal entendidos acontecerem no seu departamento, nem ignorando os conflitos — sabendo lidar com eles usando ferramentas como a comunicação não violenta, por exemplo — e também sendo próximo aos funcionários. 

Motivação

Essa característica é essencial para todo trabalhador — especialmente para o líder — pois é a força que impulsiona o seu serviço. É por meio da motivação que os colaboradores fazem um bom trabalho e a liderança não desanima diante dos desafios. 

Felizmente, essa competência pode ser trabalhada e despertada nos colaboradores e líderes ao adotar treinamentos motivacionais, melhorando assim até mesmo o desempenho de todos na organização.

Senso de Aprimoramento

A liderança não é o lugar de quem acredita que não há nada a ser melhorado. Seja pessoal, profissionalmente, no setor ou na empresa em geral, o líder deve ter sede de aprimoramento — buscando sempre elevar e transformar seus comportamentos, conhecimentos técnicos, processos do departamento ou organização como todo, sua própria gestão, entre outros. 

Essa mesma postura deve inspirar os colaboradores a buscarem um constante aprimoramento, o que é ainda reforçado com a adoção de treinamentos corporativos e ações de desenvolvimento de pessoas. 

E existem alguns treinamentos específicos e metodologias inovadoras para tornar essa ação ainda mais efetiva: descubra Como a gamificação ajuda na formação de liderança nas organizações e tenha líderes eficientes e inspiradores na sua empresa!