Ludos Pro

Plataforma de aprendizagem corporativa

Português PT
jornada-da-gamificacao

Ter uma boa comunicação interpessoal é fundamental, especialmente no trabalho. Nem todos os profissionais dominam essa qualidade, porém, assim como qualquer outra habilidade, é possível aprimorá-la e melhorar a dinâmica interna na empresa. 

O que você vai ver neste artigo:

Precisa melhorar sua comunicação interpessoal? Confira essas 5 dicas e fortaleça essa competência no seu trabalho!

A Importância da Comunicação Interpessoal no Trabalho

Ninguém é uma ilha. Desde o nascimento até o fim, as pessoas vivem em sociedade. Para que qualquer relacionamento tenha o mínimo de respeito e funcionamento, ter uma boa comunicação é fundamental: seja na vida pessoal; familiar; social ou até mesmo no trabalho.

Saber expressar suas ideias, opiniões, sentimentos, discordâncias ou questionamentos de forma clara e respeitosa é praticamente uma arte, ainda mais em tempos em que uma escuta atenta parece ser cada vez mais rara. 

No trabalho, uma colocação mal pontuada pode gerar diversos problemas, como impressões equivocadas, conflitos, brigas e desentendimentos, que podem desestabilizar o ambiente, inclusive prejudicando os relacionamentos e produtividade de todos ao redor. Uma informação importante passada de forma equivocada pode desabar toda uma estratégia. 

Também não adianta se calar: imagine como seria se não houvesse a comunicação dos resultados; metas; objetivos; feedbacks, entre tantas outras? Assim como uma palavra mal dita, da mesma forma o silêncio pode prejudicar o ambiente, produtividade e relações internas. 

Uma comunicação assertiva faz toda a diferença em uma empresa. Quem tem essa competência consegue resolver conflitos e mal entendidos, dar dicas e sugestões de melhorias, corrigir sem pisar no calo de alguém, orientar, explicar, trocar ideias, inovar, definir estratégias, fortalecer os relacionamentos, motivar, engajar… Por isso essa habilidade é fundamental para todos, dos funcionários aos gestores. 

Existem pessoas que essa qualidade parece ser natural. No entanto, assim como qualquer competência, é possível treiná-la, aprimorá-la e aprender a dominá-la, tornando-se assim um ótimo comunicador.

Dessa forma, em vez de conflitos, pode-se haver harmonia entre os profissionais. Em vez de silêncio, troca de ideias e melhorias. Em vez de desmotivação e isolamento, tem-se engajamento e união da equipe para criarem um clima organizacional saudável e atingirem os objetivos do departamento. 

Por isso é fundamental que todos os envolvidos da empresa desenvolvam uma boa comunicação interpessoal, seja para lidar com seus colegas, superiores, com os fornecedores, representantes da mídia, clientes, entre outros públicos. 

E, como dito, é possível trabalhar essa habilidade para aprender a dominá-la e facilitar a vida no trabalho (além de impactar positivamente na qualidade do serviço e produtividade). 

5 Dicas para Melhorar a Comunicação Interpessoal no Trabalho

Não é fácil desenvolver uma nova competência, porém, com esforço e dedicação é possível alcançar qualquer objetivo. Alguns investem em mentorias e treinamentos comportamentais para fortalecer suas habilidades. Para além dessa ação, existem algumas maneiras mais simples de se melhorar a comunicação interpessoal no emprego. 

Algumas ideias podem ser aplicadas pelos próprios profissionais, enquanto outras podem ser adaptadas para as equipes da empresa. Seja qual for o objetivo: confira 5 dicas para melhorar a comunicação interpessoal no trabalho e transforme o ambiente de trabalho.

1- Identificar os problemas da comunicação

O primeiro passo de qualquer estratégia e projeto de melhoria é descobrir o que está errado. Fazer um diagnóstico dos problemas e dificuldade na comunicação interpessoal é o início de tudo para aprimorar e fortalecer essa competência.

Também é interessante analisar os outros: o que eles fazem que dá certo? O que costuma gerar ruídos e conflitos? Que palavras e tom adotam? Qual sua postura diante das adversidades?

Essa autoanálise é fundamental para entender quais são seus pontos positivos e negativos, além de aprender com os bons (e maus) exemplos. 

2- Pense na personalização da comunicação

Cada pessoa é diferente e responde aos estímulos de formas distintas. Ter noção disso e praticar essa ideia no dia a dia é fundamental para manter uma boa comunicação interpessoal com os outros. 

Saber que cada pessoa com quem se entra em contato tem seu jeito, e entender até o próprio estilo, é importante para respeitar essa individualidade e desenvolver uma relação mais personalizada — o que demonstra empatia e fortalece o relacionamento. Não é à toa que essa ideia é tão praticada por estratégias de abordagem de vendas e marketing.

Nesse sentido, também é importante pensar em passar a mensagem da forma mais clara o possível, evitando dubiedades, confusões, equívocos e outras falhas na comunicação.

3- Exercer a empatia

Existem técnicas que demonstram como se colocar no lugar dos outros, entendendo suas motivações, dores, desejos e mentalidade, contribuindo para saber como se comunicar com eles. A empatia é uma habilidade poderosa nas relações humanas, podendo aproximar mesmo as pessoas mais diferentes, resolver conflitos e construir pontes em vez de muros. 

Essa qualidade é base de ferramentas como a comunicação não violenta: essa técnica ensina a desenvolver um contato e relacionamento mais saudável entre as pessoas, evitando palavras em tom de acusação e as substituindo por termos e explicações mais eficientes para resolver os problemas na relação e situação.  

Seja com as lideranças, colaboradores, colegas, fornecedores, clientes, e tantos outros públicos, adotar essa postura pode ajudar a transformar as dinâmicas e cultivar relacionamentos saudáveis e sólidos. 

4- Atenção ao que não é dito

A comunicação não é feita apenas de palavras: os gestos; expressões e mesmo o silêncio e aquilo que não é dito expressam grandes mensagens — basta estar atento. É importante treinar o olhar e percepção para captar esses sutis sinais e diferenças, que podem demonstrar se a pessoa está irritada, calma, alegre, triste, motivada, cansada, entre outros sentimentos.

As emoções impactam a forma com que alguém recebe uma mensagem: por isso é fundamental entender os sentimentos dos outros para adaptar a abordagem a seu estado e estabelecer uma comunicação interpessoal mais efetiva. 

5- Treinar e ter paciência

Assim como em qualquer trabalho de desenvolver uma habilidade, leva-se tempo e prática para ter uma comunicação interpessoal melhor. Não se domina a direção de um carro, tricotar uma blusa ou uma língua estrangeira da noite para o dia: o mesmo vale para essa competência.

É preciso ter paciência e atenção ao próprio processo de evolução, aprendendo com os equívocos e acertos, para cada vez mais ter controle sobre as situações e, assim, alcançar melhores resultados nos relacionamentos do trabalho. 

Dessa forma, cada passo ajuda a fortalecer as competências dos profissionais. No então, não é apenas os contatos interpessoais que impactam — de forma positiva ou negativa — a dinâmica na empresa. Toda organização precisa ter uma estratégia eficiente para abordar essa questão em seus diferentes âmbitos.

Descubra a importância da comunicação empresarial e como melhorá-la em benefício do seu negócio!

teste-gratis-por-7-dias
Quais as Dicas para Melhorar a Comunicação Interpessoal no Trabalho?

1- Identificar os problemas da comunicação
2- Pense na personalização da comunicação
3- Exercer a empatia
4- Atenção ao que não é dito
5- Treinar e ter paciência

Fale com um consultor

Preencha os campos abaixo e receba o contato de um especialista.

X
Imagem semi-disco Imagem triângulo

Obrigado!

Entraremos em contato o mais breve possível