Atualmente a educação digital é algo indispensável. Com a tecnologia cada vez mais presente em nossas vidas e as barreiras entre o mundo on e offline sendo reduzidas todos os dias, saber como lidar com essas inovações será essencial em todas as áreas: inclusive nas empresas e instituições de ensino.

Neste artigo vamos explicar o que é e a importância da educação digital, dando dicas especiais para saber usar este ensino eficientemente na sua realidade.

O que é a Educação Digital?

A revolução tecnológica é um caminho sem volta: celulares; tablets; aplicativos e redes sociais só deixarão de fazer parte do nosso cotidiano quando formas mais inovadoras de comunicação e dispositivos mais avançados tomarem seus lugares. 

Isso significa que a lógica e possibilidades abertas por estes recursos não irão se fechar de um momento a outro. Mudanças gerais de comportamento — como a cultura do compartilhamento — não irão ser simplesmente apagadas. Não, tudo isso ainda estará impactando as nossas vidas, com ainda mais força. 

Desta forma, saber lidar como todas as transformações que os avanços tecnológicos das últimas décadas trouxeram a nossas vidas será uma habilidade essencial nos próximos anos. Isso tanto para o âmbito profissional, empresarial, educacional, quanto pessoal e social. 

Neste contexto, a educação digital surge como uma solução para guiar as pessoas nesse cenário que já está entre nós. Essa ferramenta pode ajudar as empresas a capacitar seus funcionários a usarem corretamente as tecnologias e as instituições de ensino a prepararem seus estudantes para o futuro. 

Mas algo precisa ficar claro: a educação digital não é dominar a linguagem da programação ou lidar com os diferentes dispositivos e metodologias inovadoras. É sim desenvolver uma série de habilidades e conhecimentos para lidar com as mudanças que a tecnologia traz, saber extrair todo o seu potencial e fazer um uso responsável dela.

Quem não investir em educação digital irá ficar para trás, seja na capacitação dos seus colaboradores ou até mesmo no engajamento dos estudantes nos processos de aprendizagem. Por isso, é necessário incorporar essa nova realidade nas instituições desde já, para não acabar perdendo espaço para a concorrência. 

Como adotar a Educação Digital?

Como vimos, o termo educação digital é algo complexo e amplo. Isso significa que são vários caminhos que você pode escolher para implementá-la na sua realidade — seja na sua empresa ou instituição de ensino. 

Vamos citar algumas possibilidades de como trabalhar esse conceito no seu contexto.

Domínio das ferramentas

Saber usar os dispositivos e aproveitar as oportunidades abertas pelos avanços tecnológicos é imprescindível nos dias atuais. Quem desconhece os aplicativos de mobilidade — por exemplo — pode estar em desvantagem em relação a quem domina esta ferramenta, como acabar pagando mais caro para se deslocar de um lado a outro ou ficar preso no meio de um engarrafamento causado por um acidente. 

Nas empresas, essa situação pode ser vista na dificuldade de alguns colaboradores de se adaptar aos softwares e sistemas implementados, algo que prejudica a sua produtividade e gera frustrações.  

Em escolas, alguns estudantes podem ter tido mais oportunidades de conhecer diferentes aparelhos eletrônicos, enquantos outros não tiveram essa chance. Essa disparidade pode influenciar no desempenho e aprendizagem entre eles, o que por sua vez também acarreta na desmotivação com os estudos de quem não domina as ferramentas.  

Por isso, seja qual for o seu público, é importante garantir que todos saibam como usar as soluções tecnológicas adotadas pela organização, para que extraiam o melhor de cada aparelho e inovação. 

Responsabilidade no uso

Saber usar tecnicamente os dispositivos não é o suficiente para preparar o seu público para o futuro. As inovações e possibilidades que os avanços tecnológicos trouxeram a nossas vidas também carregam uma série de questionamentos éticos e morais. Lidar com essas questões é fundamental desde o presente.

Um funcionário que usa as redes sociais para postar temas polêmicos ou um vídeo produzido por estudantes dentro do espaço escolar/acadêmico pode, sem querer, sujar a imagem da empresa ou instituição de ensino que estão ligados. Fazer o download de arquivos corrompidos pode danificar os bens das organizações. Propagar informações caluniosas e equivocadas por aplicativos de mensagem gera uma série de riscos, até contra pessoas físicas que estão envolvidas de alguma forma. 

Todas esses cenários implicam em um uso da tecnologia sem consciência de como tais atos podem afetar negativamente terceiros. Por isso é importante montar ações — como treinamentos e palestras — com boas práticas nos usos de redes sociais, aplicativos de mensagens e uso dos aparelhos e bens da empresa ou instituição de ensino. 

Essas ações podem até repassar conhecimentos que beneficiarão os participantes em sua vida pessoal, como ensinar a identificar fake news, golpes e vírus na internet. Esses conhecimentos são fundamentais nos tempos atuais e irão, de uma forma ou outra, impactar positivamente a organização que estão envolvidos. 

De olho nas Novidades

Algo que também beneficiará a educação digital e a sua empresa ou instituição de ensino é estar aberto às novidades tecnológicas para saber quais usar em seu cotidiano. Nem toda inovação revolucionária realmente irá “pegar” na sociedade — você se lembra dos carros de 3 portas? —, e nem todas serão vantajosas para sua realidade. 

Porém, algumas tendências como a transformação digital, soluções analytics e gamificação já se mostram cada vez mais relevantes, isso para diversas áreas e com variadas possibilidades de uso.

Por isso é importante estar atento às novidades do mercado, conhecendo-as com profundidade e comparando o seus usos ao planejamento e objetivos da instituições. Assim, será possível identificar quais soluções serão mais benéficas a sua instituição de ensino ou empresa. 

Uso da tecnologia na Educação Digital

Mas, imagine aprender sobre aplicativos e sistemas inovadores sentado em uma sala de aula com um quadro negro? Não parece paradoxal? Usar a tecnologia para explicar a própria tecnologia, permitindo com que os participantes aprendam na prática e de forma ativa, é uma excelente ideia para tornar esse processo mais engajador e eficiente. 

Metodologias como o blended learning podem ser empregadas em públicos que ainda estão aprendendo a lidar com as tecnologias, como o EAD, pois aproveitam o melhor do ensino tradicional e do digital para aprimorar o aprendizado. 

Já ferramentas como a gamificação, em sua versão eletrônica, podem despertar o interesse dos participantes nas atividades — seja para a educação digital ou treinamentos e aulas de diversos temas. Esse método inovador usa elementos comuns aos jogos para motivar os usuários a realizar determinadas ações ou mudar comportamentos, como estudar e saber lidar com as redes sociais com responsabilidade. 
Essa metodologia é bastante democrática, pois pode ser adotada em públicos e contextos diferentes. Descubra como a ferramenta pode beneficiar a sua realidade com o nosso artigo O que é Gamificação? Conheça esta tendência de aprendizagem!