Assumir uma posição de liderança não é uma tarefa fácil: são tantas as responsabilidades que o profissional deve estar preparado para lidar com as pressões e saber extrair o melhor de seus colaboradores. Por isso o treinamento de líderes é uma estratégia importante para despertar as habilidades que farão os gestores serem bons exemplos para os seus liderados.  

Nesse artigo vamos explicar a importância de se investir no treinamento de líderes e quais metodologias adotar para tornar esse processo verdadeiramente eficiente. 

O Papel do Líder na Empresa

Os gestores são peças fundamentais dentro de uma organização: são eles que orientam os colaboradores a realizarem seus serviços; tomam decisões estratégicas para o setor e são o contato mais direto e forte da empresa com seus funcionários.

Com toda essa importância, é preciso escolher com cautela e segurança alguém para ser o líder, não só considerando sua capacidade técnica como também as competências gerenciais específicas desse profissional. Um gestor que não é capaz de despertar a motivação e engajamento dos colaboradores pode ser um elemento negativo dentro da empresa. 

Péssimos líderes podem gerar estresse e desmotivação nas equipes, que irá prejudicar o clima interno e, consequentemente, influenciar negativamente a produtividade dos colaboradores. Mas a situação pode ser ainda pior: de acordo com uma pesquisa da consultoria de recrutamento Michael Page, divulgada pelo G1 em 2019, oito em cada dez profissionais pedem demissão por conta de seus chefes. 

Esse simples dado revela como a insatisfação com a liderança faz a organização perder vários talentos, deixando de contar com ótimos profissionais (e que podem acabar indo para a concorrência), além de aumentar os índices de turnover — que são bastante prejudiciais a empresa. 

Ter bons líderes ou melhorar o desempenho de quem já assumiu a função é um desafio que, cedo ou tarde, toda organização irá passar. Mas existe uma ferramenta que pode ajudar a capacitar os gestores e indicados a liderança: o treinamento corporativo!

A Importância do Treinamento de Líderes

Nenhum profissional está completamente pronto ao entrar em uma empresa: sua caminhada ao longo da carreira ainda vai lhe ensinar muita coisa, seja técnica ou comportamental, e o mesmo acontece quando alguém assume uma posição de liderança. 

Preparar esses profissionais nessa jornada é um dos objetivos dos treinamentos empresariais. Adotar as ações de educação corporativa é sempre uma ótima ideia para melhorar os conhecimentos técnicos dos funcionários e torná-los mais produtivos e engajados, além de aumentar a qualidade de seu serviço.

Se investir nessa estratégia é fundamental para ter melhor desempenho dos seus colaboradores, imagine o que ela é capaz de fazer por seus gestores: o treinamento pode ajudar a manter os profissionais atualizados nas novidades e boas práticas de seu setor — o que irá contribuir para tornar suas decisões estratégicas mais inovadoras e eficientes. 

O treinamento de líderes também contribui no seu trabalho de supervisão das atividades dos colaboradores, oferecendo-lhes conhecimentos importantes para ver se os funcionários estão no caminho certo e o que fazer quando não estão. Assim, os gestores conseguem orientar melhor seus liderados, melhorando o desempenho do departamento.

Além disso, o treinamento pode ajudar a despertar habilidades subjetivas — também conhecidas como soft skills — e que serão importantes para motivar e lidar com a equipe, como senso de responsabilidade, boa comunicação e equilíbrio emocional. Desta forma, eles conseguirão se conectar com seus liderados e saberão extrair o melhor de cada um. 

Um líder preparado para assumir a função, seja no ponto de vista comportamental/emocional ou tecnicamente, será fundamental para levar sua equipe a alcançar os objetivos do departamento e aumentar os resultados da empresa. 

Só o fato do líder passar pelo treinamento já é uma vantagem: o profissional poderá identificar os pontos que precisam ser melhorados em sua gestão, trabalhar essas questões e, consequentemente, se tornar um líder melhor.

Esse constante aprimoramento ainda vai incentivar os colaboradores a também estarem abertos a novos aprendizados e assumirem este estado de constante aprimoramento, o que vai beneficiar o desempenho do setor e da empresa como um todo.

Por todos esses motivos, investir em treinamentos corporativos — especialmente para os líderes — é uma estratégia imprescindível, que não pode ser simplesmente ignorada. Caso contrário, a sua organização pode contar com líderes despreparados que não vão corresponder às expectativas dos colaboradores, prejudicando a produtividade e até afastando os talentos da sua empresa. 

Como fazer o Treinamento de Líderes?

Investir na educação empresarial é sempre uma ótima ideia. No entanto, é preciso saber como fazer esses treinamentos para ter uma ação verdadeiramente engajadora e eficiente.

O primeiro passo sempre é o planejamento: existem 4 etapas para desenvolver um treinamento e que servem para diferentes contextos. Esses passos ajudam a guiar o RH desde a avaliação das necessidades da ação até a análise dos resultados. Assim é possível montar uma estratégia que realmente planejada e bem executada.

E uma das questões importantes nesse processo é a escolha da metodologia que será adotada nos treinamentos. Com tantas responsabilidades e tarefas para cumprir, é difícil capturar a atenção dos líderes ou candidatos a esta posição nas ações educativas — por isso é fundamental adotar um método que seja engajador, desperte a motivação para realizar as atividades e seja uma experiência marcante. 

Outro ponto importante de pensar nesse contexto é que a metodologia deve ajudar tanto na capacitação técnica quanto despertar algumas soft skills do profissional. Assim, aproveita-se a mesma estratégia e pode-se investir mais tarde em algumas dinâmicas pontuais para complementar a formação da liderança.

Uma ferramenta que combina as duas competências é a gamificação. Essa estratégia usa elementos e lógica comuns aos jogos para incentivar as pessoas a realizarem determinadas ações ou mudarem certos comportamentos. 

Ao ser adotada no treinamento corporativo, a gamificação transforma uma atividade que poderia ser monótona e com o peso da obrigatoriedade em uma experiência imersiva e interativa, quebrando assim o gelo e ajudando o participante a colher os benefícios da estratégia.

Quer saber mais sobre como usar essa metodologia no treinamento de líderes? Confira nosso artigo Como a gamificação ajuda na formação de liderança nas organizações e torne esse processo mais eficiente e engajador na sua empresa!