Existem metodologias que combinam muito bem juntas, gerando ainda mais resultados do que o esperado quando aliadas na mesma estratégia. Assim é com a gamificação e o design thinking: duas técnicas que podem fazer uma grande diferença nas ações de uma empresa. 

O que você vai ver neste artigo:

Quer saber mais sobre essa união poderosa? Descubra neste artigo 3 vantagens de se aplicar a gamificação com design thinking.

Design Thinking e Gamificação: a criatividade em favor das empresas

A inovação e criatividade são duas características valorizadas no ambiente corporativo, seja para os profissionais como para as empresas. Uma boa sacada pode transformar os resultados de uma organização ao desenvolver soluções atraentes ao cliente, otimizar processos ou fortalecer a relação com o público interno e externo. 

Não é à toa que muitos negócios estão investindo nessas habilidades para aumentar sua competitividade, se diferenciar e abocanhar uma significativa fatia do mercado. E, entre tantas possibilidades de metodologias para se trabalhar essa questão, duas tendências são o design thinking e a gamificação.

Essas ferramentas trazem diversas vantagens para as empresas que as adotam — melhor ainda quando são usadas de forma conjunta. Mas, antes de explorar esses benefícios, é importante entender o que é design thinking e gamificação e como cada uma dessas técnicas funciona para descobrir como esse combo pode transformar sua empresa. 

O que é Design Thinking?

Esse conceito vem se tornando tendência em diversos negócios, especialmente ao se comentar sobre startup e marketing. E isso não é à toa: design thinking é uma forma de abordagem que explora a criatividade e inovação, incentivando o pensamento crítico nas empresas.

Ele não é um processo rígido ou uma fórmula, mas sim um apoio ao desenvolvimento de soluções criativas para os problemas da organização. Geralmente esse projeto é realizado coletivamente, em equipes multidisciplinares, aproveitando assim diversos talentos e perspectivas nas empresas. 

Em geral, esse conceito é realizado na prática em quatro etapas: 

  • Imersão
  • Ideação
  • Prototipação
  • Desenvolvimento

O design thinking pode ser aplicado em diversos processos, da criação de produtos e serviços aos projetos de vendas e marketing e até mesmo nos recursos humanos. Assim, em vez de resolver problemas da mesma forma, abre-se espaço para a inovação e criatividade transformarem os resultados do negócio. 

Mas, existem outras vantagens de se aplicar o design thinking, como a possibilidade de reduzir custos (ao dar espaço a novas ideias que economizem recursos) e fortalecer o engajamento dos colaboradores (ao estimular seus talentos e o trabalho coletivo).

Além disso, todos esses benefícios contribuem para aumentar o diferencial competitivo da empresa, contando com o talento multidisciplinar para desenvolver inovações — em tantas áreas da organização — e gerar mais resultados para o negócio. 

Porém, o design thinking só pode ser adotado corretamente em uma empresa se houver um ambiente confortável e saudável, que deixe a equipe explorar sua criatividade, talentos e autonomia para desenvolver as soluções. Somente assim será possível extrair o melhor de cada envolvido na equipe e alcançar os resultados desejados. 

O que é Gamificação?

Outra tendência em diversas áreas, a gamificação é uma estratégia que aplica elementos, lógica e design de jogos em contextos que não se resumem ao entretenimento. Imagine usar recursos como avatares, missões e pontos em dinâmicas que tem como finalidade alcançar impactos positivos na vida real: isso é possível com essa metodologia!

jornada-da-gamificacao

Áreas como saúde, política, educação, marketing e negócios vem adotando a gamificação para oferecer uma experiência imersiva e interativa a diferentes públicos, aumentando o seu engajamento nas atividades e resultados nas estratégias. 

Nas empresas essa metodologia pode ser adotada em vários processos: recrutamento e seleção; onboarding de novos funcionários; treinamento corporativo; comunicação interna; lançamento de produtos e serviços; estratégicas de marketing e engajamento de clientes e até nas atividades cotidianas dos colaboradores. 

Assim, a gamificação se mostra uma ferramenta completa para as empresas, aumentando os resultados das ações ao transformar tarefas que costumam ser monótonas em experiências dinâmicas e engajadoras. Essa ferramenta usa recursos de jogos que despertam naturalmente a motivação das pessoas, atraindo sua atenção e mantendo o interesse delas em atividades com impactos positivos em sua rotina e inclusive auxiliando na mudança de comportamentos. 

A gamificação é uma excelente ferramenta para se adotar no negócios, mas, aliada ao design thinking, ainda mais resultados podem ser alcançados nas estratégias do negócio. 


3 Vantagens de Aplicar a Gamificação com Design Thinking

Se separadas essas duas abordagens conseguem gerar impactos positivos nas empresas, imagine o que podem fazer juntas. Para ajudar nessa reflexão e em aproveitar essas ferramentas, descubra 3 vantagens em se adotar o combo gamificação e design thinking nas estratégias da organização: 

1- Projetos mais engajadores

A gamificação pode fazer tanto parte do processo de realização do design thinking como na solução desenvolvida pela equipe. Imagine usar elementos de jogos para estimular os profissionais envolvidos nos projetos, aumentando sua motivação, entrosamento, espírito colaborativo e produtividade — fortalecendo o grupo e os resultados de cada etapa. 

A solução final também pode se relacionar com os games: e se for necessário desenvolver um projeto de lançamento de um produto ou serviço e se decide usar a gamificação no marketing para criar uma experiência mais engajadora com o público-alvo?

Assim, tanto internamente quanto na solução externa, a gamificação pode se aliar ao design thinking para alcançar resultados ainda melhores. 

2- Estímulo a criatividade e independência

Há um certo incentivo a autonomia tanto no design thinking quanto na gamificação, por estimular a criatividade e proatividade das pessoas envolvidas nas atividades. Dessa forma, aproveitar as duas abordagens reforça esses comportamentos nos colaboradores. 

Além disso, a gamificação e design thinking são duas técnicas que aproveitam da inovação para existir: outra característica fundamental para que as empresas se destaquem no mercado e garantam seu espaço. 

3- Conhecimento mais aprofundado do público-alvo

As duas ferramentas partem do ponto de conhecer profundamente o público-alvo das ações para desenvolver soluções que despertem o seu engajamento e, dessa forma, sejam eficientes. Essa característica é fundamental para as empresas na atualidade, tanto ao lidar com clientes quanto em relação aos colaboradores. 

O design thinking pode ajudar a entender melhor como a gamificação deve ser desenvolvida para encantar o público a que a estratégia se destina, gerando os impactos positivos desejados. 

Mas, antes de se implementar qualquer metodologia, é fundamental compreender todas as suas possibilidades. Quer adotar o design thinking com o UP dos jogos? Conheça primeiro os tipos de gamificação mais populares e aproveite o melhor das duas abordagens na sua empresa!

teste-gratis-por-7-dias
O que é Gamificação?

A gamificação é uma estratégia que aplica elementos, lógica e design de jogos em contextos que não se resumem ao entretenimento. Imagine usar recursos como avatares, missões e pontos em dinâmicas que tem como finalidade alcançar impactos positivos na vida real: isso é possível com essa metodologia!