A gestão integrada é uma administração empresarial que foca em unificar todos os setores da empresa. Essa integração é viável quando implementado um sistema que engloba todos os dados e processos das áreas. Assim, todas as informações relevantes ficam dispostas em um único lugar.

Gestão tem a ver com estratégia, planejamento e processos de uma empresa, sendo essencial para o desenvolvimento saudável de um negócio. Apesar de estar em todas as organizações, cada uma adota o modelo de gestão que melhor funcione para a cultura da empresa, sendo, assim, várias as possibilidades disponíveis no mercado (democrática; meritocrática; gestão de resultados; autoritária e etc.).

Mesmo que uma empresa não trabalhe com algum tipo de gestão específico, a influência dos líderes automaticamente molda determinado setor a seguir um determinado tipo. Algumas organizações, inclusive, dispõem de modelos diferentes em cada área setor.

O que você vai ver neste artigo:

Como consequência todo trabalho relacionado a gestão não é feito de forma efetiva, influenciando nos resultados que a instituição tem, tanto em termos de produtividade dos colaboradores como no financeiro.

Isso só evidencia a importância de trabalhar em cima de uma gestão específica, para que todos estejam alinhados com a mesma perspectiva. Devido tal necessidade, no decorrer deste artigo, você entenderá melhor a respeito do sistema de gestão integrada, o que é, vantagens e, claro, como consegue implementar na sua empresa. Você se interessou? Então é só prosseguir com a leitura!

O que é gestão integrada?

Como o nome indica, a gestão integrada é um modelo de gestão que une todos os setores de uma empresa. Isso possibilita que todos enxerguem os processos e as áreas como um todo e não de maneira isolada.

Normalmente esse processo de gerenciar seu Sistema de Gestão Integrada (SGI) é feito a partir de uma ferramenta ou software específico porque ele organiza todas as operações de uma organização. A partir dele é possível que o sistema seja usado em todas as áreas da empresa, padronizando os processos, indiferente do tamanho, do setor e da atividade.

Assim, com ele, haverá mudanças na organização. Será possível entender quais ações precisam ser realizadas, quais indicadores devem ser acompanhados, como o trabalho poderá ser desenvolvido, dentre outras questões.

Principais vantagens da gestão integrada

Ao implementar a gestão integrada na empresa, o gestor conseguirá visualizar a empresa de forma mais ampla e terá maior facilidade na tomada de decisões. Isso irá refletir em diversos benefícios:

Acompanhamento das atividades

Por dispor de todas as informações concentradas em um único sistema, torna-se mais fácil para o gestor monitorar todas as atividades desenvolvidas por sua equipe. O que reflete também no processo de avaliação de desempenho dos colaboradores, na identificação de possíveis gaps e na busca da melhoria contínua.

Padronização dos processos

Ao unir dados de diferentes equipes, é necessário padronizar alguns processos. Ao fazer isso, você passa a dispor de uma organização de informações bastante superior, em que consegue compará-las entre os diferentes times existentes.

Otimização do tempo

Tempo é a moeda de maior importância para o ser humano, seu nível de relevância para as empresas pode ser considerado maior ainda. Isso porque em um mercado cada dia mais competitivo, quanto melhor a gestão do tempo para se sobressair dos concorrentes é melhor.

Com a otimização integrada o gestor deixa de acompanhar planilhas e relatórios, dispondo desse tempo para fazer tarefas relacionadas ao nível estratégico da instituição, otimizando sua operação. 

Ganho na produtividade

Todos os benefícios acima influenciam nos processos que ficam mais organizados e, como consequência, geram ganho de produtividade. A comunicação também se torna mais transparente entre os setores, assim, os colaboradores passam a saber exatamente o que precisam realizar e qual o rumo a empresa está levando, o que também reflete na produtividade de todos os integrantes da corporação.

Como aplicar a gestão integrada?

Como já referido por aqui, a implementação da gestão integrada se dá através da utilização de um sistema de Sistema de Gestão Integrada (SGI), sendo necessário encontrar um que mais se adeque a sua organização.

Mas antes de saber os atributos que este sistema deve dispor para de fato ser efetivo na sua empresa, é importante dar outro passo, fazer o levantamento de informações e utilizá-las para criar um planejamento estratégico.

PROFISSIONAIS-DO-FUTURO

Então, primeiramente, os gestores precisam se reunir e avaliar quais as urgências da operação e como a gestão integrada consegue sanar esses problemas. Exemplo: sua empresa precisa unir documentos de diferentes setores. Para isso, é importante que o software seja capaz de gerir tarefas.

Agora se ela precisa dispor de mais controle com relação ao tempo, quanto tempo cada colaborador leva para desempenhar suas tarefas, certamente um sistema de tracking de pessoas (gestão de pessoas) seja o mais ideal para o cenário atual da sua empresa porque ele mapeia a movimentação, localização e o estado de um único profissional.

O importante nesse processo é identificar as principais dores da empresa e qual o ROI que cada ferramenta pode disponibilizar.

Como escolher um sistema de gestão integrada

Confira algumas características que precisa se certificar antes de escolher um sistema de gestão integrada para a sua organização.  

1. Análise a tecnologia usada pelo sistema

Todos os dias surgem novidades tecnológicas para facilitar o gerenciamento de uma empresa. Então se certifique que a tecnologia utilizada pelo sistema que pensa em implementar na sua empresa é avançada.

jornada-da-gamificacao

Com o crescimento exponencial do móbile, é importante considerar um sistema com tecnologia em nuvem, que seja capaz de ser acessado em computadores e dispositivos móveis, em qualquer lugar e a qualquer momento.

2. Funcionalidades importantes

Algumas funcionalidades são importantes para a maioria das empresas: 

  • Vendas e faturamento;
  • Prestação de serviços;
  • Gestão financeira;
  • Compra;
  • Importação de produtos;
  • Controle da Produção;
  • Controle de estoque;
  • Integração com a contabilidade;
  • Gestão de documentos;
  • Gestão de projetos;
  • CRM.

3. Examine o suporte

Não que vá adquirir o sistema acreditando que algo dará errado, mas como já dito por aqui, o sistema ocasionará na mudança de alguns aspectos da empresa, sendo importante ter uma rede de apoio para que tudo ocorra bem. Então veja:

  • Há suporte 24 horas?
  • Quais canais de comunicação eles oferecem (chat, telefone)?
  • Que tipo de controle eles dispõem?

Esses detalhes podem fazer a diferença no futuro.

Agora compartilhe com a gente, o que você achou da gestão integrada? É um sistema que pode ser aderido na sua empresa?

Se você gostou deste conteúdo então assine nossa newsletter para ter acesso a todos os artigos compartilhados aqui no blog.