Nenhuma empresa gosta de ficar para trás. Porém, com as revoluções tecnológicas impactando todas as áreas — incluindo o mundo do trabalho — é necessário estar atento às mudanças, até mesmo na capacitação e desenvolvimento dos colaboradores. E uma das tendências neste sentido é saber quais serão as habilidades do profissional do futuro.

Descubra neste artigo como preparar sua empresa para formar este novo profissional, capacitado para lidar com os desafios que o futuro dos negócios trará!

O Futuro do Trabalho

O amanhã já está entre nós. Tantas tecnologias que somente imaginávamos serem apenas ficção científica agora fazem parte do nosso dia a dia: big data; inteligência artificial; automatização… Todos esses avanços estão mudando a forma com que nos locomovemos, divertimos e até trabalhamos. 

As grandes organizações estão adotando essas inovações para otimizar processos, reduzir custos e melhorar seus resultados. Logo, mais empresas irão implementar essas tendências, algumas até bastante acessíveis para negócios de micro e pequeno porte. Mas, como isso impacta a vida dos colaboradores?

Em uma entrevista ao Correio Braziliense, o professor Pedro Henrique Melo Albuquerque, do Departamento de Administração da Universidade de Brasília (UnB) comenta sobre o resultado de uma pesquisa publicada em fevereiro de 2019. Ela traz a seguinte questão: a expectativa é que até 2026, 54% das 2.062 profissões formais no Brasil sejam substituídas por programas de computador ou robôs —- o que significaria 30 milhões de vagas com carteira assinada.

Isso representa um grande impacto no mercado e nas relações trabalhistas. Se as máquinas vão assumir diversas funções manuais, as pessoas terão que assumir postos mais estratégicos e com pouco risco de automação em seus empregos. E para terem espaço nesse futuro, deverão desenvolver novas habilidades e conhecimentos, preparando-se para esta nova dinâmica. 

Nesse sentido, as empresas terão que investir em ações de treinamento e desenvolvimento que contemplem essas competências que serão exigidas a partir de agora. Afinal, as soluções tecnológicas já estão presentes no dia a dia corporativo.

Quais serão as Habilidades do Profissional do Futuro?

Muito se discute sobre quais seriam os conhecimentos e habilidades essenciais para esse novo mundo do trabalho. O que iria diferenciar os colaboradores das máquinas? O que não seria possível automatizar? Como melhor aproveitar os talentos humanos nesse cenário?

O Fórum Econômico Mundial fez diversas pesquisas para compreender o impacto da tecnologia no trabalho. Uma das respostas que chegaram foi de que 10 habilidades serão essenciais para a Quarta Revolução Industrial: 

1- Entendimento de Problemas Complexos;

2- Pensamento Crítico;

3- Criatividade;

4- Liderança e Gestão de Pessoas;

5- Empatia e Trabalho em Grupo;

6- Inteligência Emocional;

7- Julgamento e Capacidade de Decisão;

8- Orientação para Servir;

9- Negociação;

10- Flexibilidade Cognitiva.

Todas estas competências, de uma forma ou outra, irão distinguir o papel dos seres humanos no trabalho e as atividades das soluções tecnológicas. As máquinas ainda não são capazes de negociar uma venda, entender problemas de relacionamento entre as pessoas ou ter ideias criativas: e é neste caminho que os colaboradores e empresas deverão investir. 

Quer saber como essas características influenciam o cotidiano das empresas? Confira o nosso e-book gratuito Profissionais do Futuro!

Como Desenvolver nos Colaboradores as Habilidades do Profissional do Futuro?

Para preparar seus colaboradores a este novo cenário e não deixar sua empresa ficar para trás, é preciso investir em estratégias que capacitem os funcionários a esta mudança em suas rotinas.

Para te ajudar nessa transformação, trouxemos algumas dicas de ações para desenvolver em seus colaboradores as habilidades dos profissionais do futuro.

Adotar as tecnologias

O primeiro passo para não ficar para trás é implementar as soluções tecnológicas na empresa. É preciso conhecer as opções disponíveis e suas diversas funções — como o analytics; EAD; gamificação — para saber quais seriam vantajosas a sua realidade, planejando bem as estratégias antes de adotá-las.

Conceitos como a transformação digital são ótimos exemplos de como usar a tecnologia em favor da empresa, aproveitando todo potencial que ela tem a oferecer. 

Nesse sentido, é fundamental capacitar os colaboradores para saberem lidar com essas inovações e extraírem o melhor de cada solução: sua empresa não conseguirá se destacar se seu público interno não dominarem as tecnologias implementadas internamente. 

Treinamentos e Desenvolvimentos Contínuos

A melhor estratégia para capacitar seus colaboradores para as habilidades do futuro é investir em ações contínuas de treinamento e desenvolvimento. A empresa pode e deve contribuir para o aprimoramento de seus funcionários, aumentando a qualidade da sua equipe para que tragam mais resultados.

E atividades pontuais não são o suficiente para manter seus colaboradores atualizados nas melhores práticas de suas funções, nem estarem de olho nas inovações do mercado. Por isso é fundamental que as ações sejam rotineiras na vida de seus funcionários. 

Nessa questão também é importante considerar as metodologias adotadas nas ações: não adianta usar os conteúdos mais ricos, porém apresentá-los de forma monótona e pouco engajante. E por que não aproveitar as soluções tecnológicas nesse processo? Metodologias como a gamificação são excelentes para despertar a motivação e transformar o treinamento e desenvolvimento em experiências imersivas e interativas.

Desta forma, as ações serão mais efetivas, capacitando os seus colaboradores e despertando as competências necessárias a esta nova realidade.

Estratégias de Retenção dos Talentos

Porém não adianta treinar seus funcionários e, no fim das contas, eles acabarem saindo da empresa. É preciso adotar estratégias para manter os talentos na organização, evitando os efeitos negativos da rotatividade e que eles usem suas habilidades na concorrência. 

As ações de treinamento e desenvolvimento já ajudam nesta questão, pois mostram ao colaborador que a empresa se importa com seu crescimento profissional. Porém é preciso investir em outras possibilidades para motivar o funcionário a não só continuar na organização, como também vestir sua camisa. 

Por isso é importante investir em ações que despertem o engajamento dos colaboradores na empresa, evitando que desejem sair — por qual motivo for. 

Interessante como os avanços tecnológicos influenciaram tantas mudanças na gestão de pessoas, não? Por isso é preciso estar atento às inovações na área para preparar seus colaboradores a esta nova realidade.

Aprimore as ações do RH: conheça 4 Tendências para Programas de Treinamento e Desenvolvimento e melhore os resultados dos colaboradores.