Definir objetivos é sempre uma forma de motivar os colaboradores a alcançarem resultados melhores. Mas, estipular esse alvo não é uma tarefa tão simples quanto parece, pois há sempre o risco de acabar desmotivando os funcionários. Existem fórmulas que ajudam as pessoas nessa questão — e uma delas é o método das Metas Smart.

Neste artigo vamos explicar como funcionam as Metas Smart e o que elas podem fazer pelas equipes da sua empresa!

A Importância das Metas


Estabelecer objetivos é fundamental para as rotinas dentro das organizações, ainda mais no ritmo acelerado do dia a dia. Sem elas, os funcionários podem se perder nas tarefas e naquilo que realmente deveria ser prioridade, impactando negativamente a produtividade e desempenho da empresa. 

Pode parecer fácil, mas na verdade definir objetivos é uma tarefa que exige um certo grau de planejamento e reflexão. Não basta lançar uma meta abstrata, sem ter ideia de como alcançá-la, é preciso afunilar esse alvo para que ele seja atingido. 

Não adianta estipular que o departamento precisa melhorar o atendimento ao cliente sem pensar em várias questões-chave: avaliar como fazer isso; quais são as lacunas nesse processo e quais são os recursos disponíveis para atingir esse projeto, por exemplo.

Sem estes pontos a equipe pode ficar confusa e tentar — cada colaborador ao seu modo — solucionar a questão com base em suas experiências pessoais, gerando resultados dos mais diferentes tipos, mas que dificilmente serão alinhados aos desejos/necessidades da empresa.

Se bem elaboradas, as metas funcionam como um direcionamento às equipes para alcançarem aquilo que realmente trará bons resultados à organização. Elas ajudam a aumentar a produtividade dos colaboradores ao estimular seu esforço para atingir algo concreto. 

Nesse sentido, algumas ferramentas podem ajudar os colaboradores, líderes e RH a estipularem e atingirem os objetivos, facilitando esse processo de definição dos alvos. Entre elas, está o método das Metas Smart.

O que são as Metas Smart?

Esse método foi criado para ajudar a definir as metas de forma eficiente, com objetivos que podem ser compreendidos e atendidos. Ela é formada por uma lista de cinco elementos, formando a sigla S-M-A-R-T, em inglês.  

Vamos conhecer esses cinco pilares?

S — Specific / Específico

Toda meta precisa ser específica para ser alcançada. Objetivos abstratos e muito amplos não funcionam na realidade do cotidiano, como uma pessoa que deseja estudar (qual seria o assunto específico?) ou uma empresa que queira vender mais (vender quanto?), por exemplo.

Esse tipo de meta confunde os colaboradores e não traz um plano concreto para atingir o resultado desejado. 

Por isso, antes de definir um objetivo, é preciso se perguntar:

  • O que se quer com a meta? (Aumentar as vendas em x%)
  • Quem será o responsável por ela? (vendedores/setor de vendas)
  • Onde ela será realizada? (em um setor específico? Durante qual período? No canal online, off ou em ambos?)
  • Como ela será conquistada? (Com descontos? Treinamento para a equipe de vendas?)
  • Por que ela deverá ser seguida? (Para alavancar o lucro em x%)

Assim seus colaboradores terão uma clara ideia do que precisa ser alcançado, além de ajudar os responsáveis a traçar as estratégias para atingir essa meta.

M — Measurable / Mensurável

A coleta de dados e quantificação dos resultados são tendências que vieram para ficar, ainda mais em tempos de canais online, que facilitam esse controle. Imagine investir em uma estratégia e não saber se ela teve impacto e de quanto foi: será essa a melhor postura ao lidar com sua empresa?

Antes de definir uma meta é preciso estipular qual método será usado para saber se ela foi alcançada ou não e, caso negativo, se a diferença entre o atingido e o esperado foi muito relevante. 

Voltando ao exemplo das vendas: é preciso analisar o comportamento financeiro esperado para aquela época e criar indicadores para medir se houve aumento nas vendas devido a campanha realizada. Pense em:

  • Qual o resultado esperado?
  • Quanto tempo será necessário para atingir a meta?
  • Quais indicadores posso usar para medir o resultado?

Assim haverá o controle sobre as estratégias adotadas, verificando se estão funcionando e quais pontos precisarão de aprimoramento.

A — Attainable / Alcançável

Não adianta estipular uma meta que não seja realisticamente possível. Definir um objetivo desse tipo só irá gerar problemas, como frustrar e desmotivar a equipe, o que por sua vez afeta o clima interno e pode até mesmo impactar negativamente a relação do colaborador com o líder e empresa. 

Por isso é preciso pensar em:

  • Qual o histórico da área? 
  • Qual a projeção para o período?
  • Qual resultados podemos ponderar que são alcançáveis a partir desses dados?

Desta forma analisa-se o passado para entender como, sem nenhuma ação diferenciada, será o futuro. A partir disso, deve-se considerar as estratégias utilizadas para alavancar os números (como treinamentos específicos para os colaboradores) e definir um valor realista com o segmento de mercado e época do ano. 

R — Relevant / Relevante

Para ser motivadora e trazer resultados à empresa, uma meta deve ser relevante. Isso significa que ela deve ter impactos diretos na organização e seus setores, além de ser uma prioridade. O aumento das vendas e melhora da satisfação dos clientes são dois exemplos de objetivos que se encaixam nessa etapa.

Uma meta que não é tão importante assim dificilmente despertará o interesse dos colaboradores, especialmente quando existirem outras situações — e de maior impacto — que mereçam sua atenção.

T — Time Based / Temporal

O último elemento essencial para definir as metas da empresa é o tempo esperado para que os objetivos sejam alcançados. Não adianta pensar em aumentar as vendas sem estipular o prazo para que isso aconteça. 

O objetivo deve ser cumprido nesse período —  uma semana? Um mês? Seis? Um ano? Esse prazo deve levar em conta se ele é alcançável ou não. Não pense em melhorar o atendimento do cliente em apenas um dia ou vender em uma semana o equivalente a três meses, em um período normal. 

Metas Smart: conclusão

Adotar a metodologia das Metas Smart é uma ótima forma de definir objetivos com maior assertividade, contribuindo com que sua empresa consiga atingi-los e tenha um desempenho melhor. 

Porém, existem outras estratégias que também podem ajudar a sua organização a garantir seu espaço no mercado. Confira mais dicas de gestão e negócios no nosso blog e alavanque os resultados da sua empresa!