Trabalhar com gestão
de pessoas é um processo contínuo. Não basta contratar os melhores
colaboradores, treiná-los e depois deixá-los por conta própria: é importante
acompanhar seu desenvolvimento e avaliar como anda sua motivação – para que
eles estejam engajados na organização e sejam mais eficientes e produtivos. 

Entretanto,
muitas empresas sentem dificuldade em fazer este trabalho e, assim, acabam
perdendo seus talentos. Para evitar este problema, neste artigo vamos te
explicar como motivar seus funcionários usando métodos inovadores. 

O que é Motivação? 

Primeiramente, é
importante definir o que é motivação e entender como esse fenômeno acontece. Em
resumo, podemos explicá-la como uma força que impulsiona alguém a realizar
determinada ação
. Ela é fundamental em nossas vidas, nos ajudando a fazer
tarefas que nem sempre são as mais divertidas, porém que sabemos que haverá
algum tipo de recompensa no final. 

Como ficar horas de
pé em uma fila para assistir o show da sua banda favorita, ficar estudando um
assunto em sua profundidade em vez de sair com os amigos ou enfrentar o frio e
chuva para ir trabalhar – para tudo isso existe um motivo que faz as pessoas
realizarem essas ações: isto é a motivação. 

Outro ponto
importante é que possível dividir a motivação em duas categorias: 

a.              
Motivação intrínseca: aquela que vem do próprio indivíduo e geralmente está ligada a
questões internas como caráter, gostos, habilidades e hábitos, onde a pessoa
busca seu desenvolvimento pessoal; 

b.              
Motivação extrínseca: aquela que parte do ambiente e de situações externas, que não
estão sob o controle do indivíduo, porém ainda influenciam suas decisões.
Geralmente este tipo está ligado a questões como ego, recompensas e status. 

É fundamental
conhecer esta classificação para analisar qual tipo de motivação deve ser
despertada nos profissionais. Ambas as categorias são benéficas, desde que
exista um equilíbrio entre os estímulos, evitando que a pessoa pese demais para
o lado altruísta ou egoísta. 

A importância da motivação na empresa 

Como deu para perceber,
a motivação é essencial em nossas vidas e afeta até mesmo o lado profissional.
Um funcionário motivado busca realizar suas atividades da melhor forma
possível, sendo produtivo, proativo e
dedicado, trazendo assim mais resultados para a empresa. Geralmente este
funcionário também é engajado, pois
se sentir parte da instituição pode ser um grande estímulo a sua motivação. 

O caso oposto – um
colaborador desmotivado – acaba realizando seu trabalho de forma mediana, está
acomodado em sua função, não busca aprimoramento
pessoal e profissional
e não veste a camisa da organização. Normalmente,
ele não pensa em sua carreira a longo prazo, podendo até trocar de emprego e
acabar prejudicando sua antiga empresa. Esta questão, em larga escala, traz
consequências ruins para o negócio, pois há os custos financeiros e produtivos
com a alta rotatividade dos funcionários. 

Por isso é
fundamental que o RH esteja atento aos sinais de desmotivação dos colaboradores
como falta de interesse no aprimoramento profissional e pessoal, queda de
produtividade, faltas e doenças frequentes e até mesmo conflitos com os
colegas. É importante ter uma estratégia de acompanhamento do desempenho
dos funcionários
, e métricas adequadas para identificar esses
sintomas logo em seu início, evitando que o problema se torne uma bola de neve. 

Entre as ações que o
RH pode tomar para contornar esta situação estão: treinar as lideranças, que são o contato direto da empresa
com o funcionário, para que conheçam bem cada colaborador e suas motivações
intrínsecas e extrínsecas; investir no desenvolvimento pessoal e profissional
dos empregados e criar uma cultura que valoriza os bons resultados, seja com
recompensas financeiras ou com simples feedbacks que levantem a moral e
autoestima. 

Todas essas atitudes
já causam um impacto positivo na equipe. Porém, algumas empresas estão
investindo em métodos inovadores para motivar ainda mais seus colaboradores e
ter melhores resultados na sua gestão de pessoas. 

Como motivar funcionários com métodos inovadores? 

Além das estratégias
tradicionais, é possível adotar ações inovadoras para quebrar um pouco a rotina
da empresa e reforçar os relacionamentos dos colaboradores entre si e com a
própria instituição. Tudo isso ajuda a manter o funcionário mais motivado,
mesmo ao longo do ano. 

Gamificação 

Um método para tornar
as atividades cotidianas mais engajadoras é a gamificação. Esta estratégia usa a lógica dos jogos para
incentivar determinados comportamentos e a realização de certas ações. 

Por exemplo: é
possível transformar as tarefas do dia a dia em pequenas e saudáveis
competições entre os membros de uma equipe, que disputarão pontos, medalhas e a
primeira posição no ranking de acordo com a realização de suas atividades. Isso
os estimula a serem mais produtivos e eficientes em sua função – fortalecendo assim
sua motivação no trabalho. 

A gamificação também
pode ser usada no treinamento corporativo e na integração de novos funcionários, tornando os conteúdos mais densos em
informações mais acessíveis e fáceis de memorizar. 

Ambiente mais descontraído 

As pessoas passam boa
parte do seu tempo no trabalho. As pressões, metas e correrias do cotidiano
podem fazer o ambiente ficar pesado e, assim, desmotivador. Por que não tentar
criar um espaço mais confortável e alegre para tirar um pouco essa tensão? 

Para isso existem
várias ideias: algumas empresas permitem que os colaboradores levem seus
animais de estimação ao trabalho, tornando o ambiente mais amigável e feliz;
outras até mesmo criam um dia para trazer seus familiares, fortalecendo o
sentimento de pertença dos funcionários em relação à instituição. Também é
possível investir em uma decoração mais animada, pensando em espaços de breve
descanso e convívio para relaxar e acalmar os ânimos da equipe. 

Chief Happiness Office 

Outra ideia nesse
sentido é delegar um funcionário para ser um Chief Happiness Officer – um
gestor responsável por tornar os colaboradores mais felizes e, assim, mais
produtivos e engajados. 

Este colaborador do
RH tem como função pensar em estratégias com o objetivo de aumentar a
felicidade de todos na empresa. Seu trabalho não é feito de forma individual, e
sim analisando o panorama geral da organização, diagnosticando sua situação com
base em pesquisa e métricas e desenvolvendo processos e ações para
atingir sua meta. 

Este cargo é uma
tendência no mercado internacional, especialmente nas grandes corporações. No
entanto, ainda é possível adaptar essa ideia para diferentes realidades e
portes de empresas.   

Atividades especiais 

Uma forma de quebrar
a tensão é planejar eventos e festas de integração, comemorações de datas
especiais, dia da pizza ou pão, entre outras ideias. Estas ações ajudam a
fortalecer os relacionamentos dentro da organização, fator que auxilia a
motivação pessoal dos profissionais. É possível aliar esta ideia com o
incentivo à produtividade: tem algumas empresas que fazem um happy hour nas
semanas e meses que batem a meta, por exemplo. 

Outra estratégia é fazer
atividades surpresas, como sorteios de folgas e premiações, para encantar seus
colaboradores e, assim, motivá-los ainda mais.