Um líder tem papel fundamental nos resultados de uma empresa: ele é um dos maiores responsáveis por motivar e extrair o melhor de cada colaborador — e essa é uma tarefa que não pode ser delegada a alguém que não tenha competência para tal posição. Por isso, muitas organizações buscam alguém com determinado perfil de liderança para assumir o cargo e alcançar o desempenho desejado. 

Existem alguns perfis de liderança que são mais desejados por empresas de todos os tipos e segmentos. Descubra quais são neste artigo e melhore os resultados das suas equipes!

A Importância do Líder

Liderança é um tema que interessa e preocupa empresas de todos os portes e segmentos de mercado. Diversos livros, pesquisas e teorias foram desenvolvidas em torno dessa questão e por um bom motivo: o líder é uma peça central na dinâmica de um negócio, sendo a ponte entre os funcionários e a organização.

Um bom gestor consegue motivar seus colaboradores, fortalecer seu senso de pertencimento na empresa, extrair o melhor de suas competências, orientar seu aprimoramento pessoal e profissional e ajudar a manter um clima interno saudável na equipe. Tudo isso incentiva o aumento na produtividade e qualidade do trabalho, impactando positivamente os resultados da organização.

Mas, se essa imagem de um excelente líder é maravilhosa, no dia a dia muitas empresas têm sérios problemas com seus gestores. 

Um levantamento feito pela consultoria Gallup, divulgada pela Você S/A em 2020, apontou que, em seu banco de dados global, apenas 3 em cada 10 pessoas creem em seus líderes. Essa constatação é grave: mostra como o relacionamento entre os liderados e gestores enfrenta barreiras complicadas, que podem prejudicar a empresa como um todo. 

Um dos lados negativos dessa história é explicitado em outra pesquisa, divulgada em 2019 pelo G1: segundo a consultoria de recrutamento Michael Page, 8 em cada 10 profissionais pedem demissão por conta de seus chefes. O motivo principal apontado pelos entrevistados foi a sensação de que o líder não era um bom exemplo ou inspiração no cotidiano e, em terceiro, a falta de feedbacks para seu desenvolvimento profissional. 

Um líder mal preparado ou que não tem o perfil adequado para assumir essa posição pode impactar negativamente a gestão da equipe de diversas formas: 

  • Contribuindo para a desmotivação dos funcionários
  • Sendo excessivo em suas cobranças; 
  • Não resolvendo conflitos internos; 
  • Não ajudando seus colaboradores a crescerem profissional e pessoalmente; 
  • Não sendo exemplo ou inspiração para seus liderados; 
  • Prejudicando a produção;
  • E, como dito na pesquisa, tornando-se responsável pela saída de talentos. 

Um líder precisa ter competências específicas para conseguir lidar com as responsabilidades da função, inspirando os colaboradores e organizando seu setor. 

Por isso uma empresa sempre deve escolher com cautela quem irá assumir essa função. 

Nesse sentido, algumas organizações estão buscando estratégias para identificar os melhores profissionais para essa posição, analisando o perfil de liderança dos candidatos. 

Perfis de Liderança mais Procurados por Empresas

Um líder tem grande importância na dinâmica e resultados de uma equipe. Organizações que sabem disso buscam escolher não somente os profissionais tecnicamente capacitados para serem gestores, como aqueles que também têm competências fundamentais para assumir essa posição e lidar com as equipes sob sua orientação. 

Mais do que isso, algumas empresas procuram perfis comportamentais específicos em seus futuros líderes, para atender à algumas expectativas e necessidades na dinâmica interna. 

Confira alguns perfis de liderança que estão sendo requisitados por empresas de todos os tipos e segmentos de mercado:

Líder inovador

Um dos perfis mais desejados, não só relacionado à liderança, mas também nos funcionários, é o profissional inovador. Este tipo consegue enxergar oportunidades onde ninguém imagina, aprimorando ou revolucionando processos, produtos, serviços, modelos de gestão, entre tantas possibilidades.

Um líder inovador é capaz de desenvolver projetos e ações que levarão o negócio para o futuro, incentivando que seus colaboradores tenham uma postura idêntica. Isso significa arriscar (com responsabilidade), cometer erros e aprender com eles para gerar resultados incríveis. 

A inovação e criatividade são duas qualidades muito valorizadas nas organizações: imagine um Steve Jobs em sua empresa, capaz de revolucionar diversas áreas. Mesmo em uma escala menor, esse tipo de profissional pode transformar a realidade e resultados do negócio, aumentando sua vantagem competitiva e garantindo um espaço no mercado. 

Líder inspirador 

Um dos poderes mais importantes que uma liderança têm é o de inspirar seus liderados, e o mesmo serve para as empresas. Assim como a pesquisa da consultoria Michael Page indicou, os colaboradores esperam e desejam ter um líder que seja um bom exemplo e que os inspire no dia a dia.  

Este tipo de profissional é carismático, sabe motivar e engajar seus funcionários como ninguém, mesmo nos momentos mais difíceis. Ele influencia seus liderados a darem o melhor de si, ainda mais por meio do seu próprio exemplo. Sabe trabalhar em equipe e guiar todos para alcançarem os objetivos do departamento e organização.

Líder treinador

 Um conceito que ganhou empresas e RHs no país nesses últimos anos foi o coaching — um método que ajuda os funcionários a despertarem seu potencial e crescerem na carreira. Esse termo em inglês vem dos “treinadores” de times esportivos: mais do que técnicos, eles têm um relacionamento próximo com seus liderados.

Um líder em uma empresa pode ter uma postura parecida, tornando-se um treinador. Ele influencia seus colaboradores a buscarem o autoconhecimento, descobrindo seus pontos fortes e aqueles que precisam ser trabalhados. 

Este perfil desenvolve um relacionamento de proximidade, confiança e respeito com os funcionários, incentivando-os a sempre buscar o aprimoramento profissional e pessoal, alcançando assim a “vitória”, tanto para os colaboradores, gestores e negócio.

Líder 4.0

Um relacionamento mais próximo, horizontal e aberto também é característico de outros modelos de liderança, como o 4.0. Neste caso, o líder sabe dar espaço e autonomia aos seus funcionários e incentiva a comunicação e feedbacks constantes, contribuindo no aprimoramento dos seus liderados. 

Mais do que isso, um líder 4.0 também incorpora em si as mudanças que os avanços tecnológicos geraram na realidade das empresas, como o aumento do fluxo de informações e da pressão do mercado. Este perfil sabe tomar decisões ágeis e a lidar com as rápidas transformações, sem descuidar do estilo mais humanizado ao se relacionar com os funcionários. 

Todos esses perfis de liderança podem ajudar uma empresa a ter melhores resultados e a manter uma dinâmica interna mais saudável. No entanto, para tê-los em sua equipe ou desenvolver habilidades importantes, é fundamental investir em um treinamento específico para estes profissionais. 

Tenha líderes incríveis na sua empresa: confira 6 dicas para desenvolver um programa de liderança eficiente!