Ludos Pro

Plataforma de aprendizagem corporativa

Português PT
jornada-da-gamificacao

Toda empresa acaba, cedo ou tarde, fazendo um recrutamento externo. Além de natural, esse processo gera várias vantagens para a organização, fortalecendo o quadro de funcionários. 

O que você vai ver neste artigo:

Descubra neste artigo o que é o recrutamento externo, suas vantagens e dicas para otimizar essa operação e encontrar os melhores talentos para sua empresa!

O Poder de um Bom Recrutamento

Os colaboradores são o principal ativo de uma empresa: são eles os responsáveis por diversas atividades que geram impactos em seus resultados, da produção ao atendimento ao cliente; da ideia de estratégias inovadoras à sua execução. 

Contar com um time de talentos é um grande passo para destacar seu negócio da concorrência, garantir um espaço no mercado e encantar o público-alvo. Sem ter profissionais produtivos e que façam um trabalho excelente, dificilmente a empresa irá atingir os resultados desejados — e até mesmo sobreviver, ainda mais em um cenário altamente competitivo como na atualidade. 

O funcionário certo é produtivo, dedicado, motivado e tem um relacionamento saudável com seus colegas. Já um colaborador contratado de forma equivocada pode ter problemas na produtividade, não realizar o trabalho com uma qualidade aceitável, gerar conflitos na equipe e sair logo da empresa — desperdiçando os esforços, recursos e tempo empregados em sua contratação e treinamento. 

Por isso que a grande maioria das empresas investem em processos de recrutamento, usando diversas técnicas e ferramentas para analisar as competências técnicas e habilidades comportamentais de cada candidato. Tudo isso para encontrar o melhor profissional para a vaga e organização, mesmo no meio de milhares de currículos e opções. 

Esse trabalho é ainda mais importante quando se faz um recrutamento externo, um modelo que 99% das empresas acabam empregando em seu dia a dia. 

O que é o Recrutamento Externo?

Basicamente, esse modelo acontece quando a empresa busca um profissional fora de seu quadro de funcionários para ocupar a vaga. Quantas vezes o RH divulgou uma oportunidade para o público externo, seja em jornal, redes sociais ou por meio de uma agência? Teve de selecionar candidatos no meio de diversos currículos de pessoas desconhecidas?

Esse modelo é bastante usado em qualquer negócio. No entanto, muitos confundem esse conceito com o de recrutamento interno. 

Recrutamento Externo x Recrutamento Interno: qual a diferença? 

Em uma visão macro, pode-se dividir os tipos de recrutamento em dois modelos: o externo e interno. 

Como dito antes, o recrutamento externo é aquele em que a empresa busca um profissional fora de seu quadro de colaboradores, descobrindo novos talentos para além de seus muros e contratando aqueles mais alinhados às exigências do cargo, dinâmica do departamento e cultura organizacional

Já o recrutamento interno é aquele que aproveita os talentos que já estão na empresa e os aloca em outras posições, promovendo-os de cargo ou deslocando-os para áreas em que tenham competência e interesse em atuar. Assim, o RH identifica os profissionais dentro do quadro de funcionários que se encaixem nas necessidades da vaga e permite com que brilhem em uma função diferente daquela que foram contratados. 

Nesse caso os colaboradores podem passar por um treinamento para assumir o novo cargo, adquirindo as competências exigidas para a função. Esse modelo é bastante usado por empresas, valorizando os talentos internos.

Porém, assim como os atuais funcionários também passaram por um processo de recrutamento externo — mesmo aqueles que já tinham algum contato prévio com a empresa e seus diretores —  esse modelo de seleção é tradicional em qualquer negócio. 

Mais do que rotineiro, esse tipo de seleção tem algumas possibilidades positivas para a empresa que o adota.  

Vantagens do Recrutamento Externo

Existem vários motivos para se adotar um recrutamento externo:

  • Maior número de opções

Em vez de ter que decidir por um ou outro profissional, abrir o processo seletivo aumenta o número de possibilidades de contratação, inclusive tendo mais chance de encontrar a pessoa certa para o cargo e perfil buscados.

  • Maior competitividade empresarial

Estar aberto a novos candidatos é uma forma de fortalecer a organização, descobrindo profissionais com competências diversas para reforçar o time. Isso também ajuda a aumentar a competitividade da empresa, ao ter uma equipe mais robusta para disputar espaço com os concorrentes. 

  • Renovação de ideias

Contratar novos profissionais pode ajudar a “oxigenar” uma equipe, trazendo talentos que tenham visões diferentes e inovadoras, impactando positivamente desde a produção ao contato com o público. 

No entanto, existem também desafios ao se aplicar um recrutamento externo: com o número de candidatos pode ser alto, é mais complexo selecionar qual deles mais se alinha às necessidades do cargo e a cultura organizacional.

Além disso, essa operação costuma ser mais longa em relação ao recrutamento interno, já que os candidatos são desconhecidos, enquanto o RH e lideranças são familiarizados com os atuais funcionários e vice-versa. 

Por isso, é importante investir em estratégias de recrutamento que sejam eficientes para não desperdiçar tempo, recursos e esforços em escolhas equivocadas. 

Dicas para um Recrutamento Externo Eficiente

Existem algumas medidas que ajudam a melhorar os resultados de um processo de seleção e recrutamento, facilitando a vida do RH e fortalecendo as equipes da empresa.

Definir as necessidades: antes de mais nada, é fundamental saber claramente qual o perfil do profissional que se deseja contratar. Essa definição deve abarcar tanto critérios técnicos, quanto comportamentais, para encontrar o candidato que mais se encaixe no que a empresa e departamento precisam. 

Buscar os canais certos: o RH deve compreender o perfil de candidato que procura antes de definir as estratégias para encontrá-lo. Se deseja profissionais jovens, é uma ótima ideia fazer parceria com universidades, entre outras possibilidades, por exemplo. 

Aproveitar as ferramentas tecnológicas: uma forma de otimizar o processo, abarcando um grande número de candidatos e agilizando a triagem de currículos, é usar softwares e outras soluções eletrônicas. As plataformas podem ajudar a selecionar os profissionais mais alinhados às exigências do cargo, inclusive analisando o perfil comportamental de cada um.  

Entre tantas soluções, a gamificação é uma ferramenta que pode ajudar a tornar o processo seletivo mais agradável aos candidatos — permitindo que revelem suas reais características — e otimizar as tarefas do RH. 

Descubra como utilizar a gamificação em processos seletivos e encontre os melhores profissionais para a sua empresa!

teste-gratis-por-7-dias
O que é o Recrutamento Externo?

Basicamente, esse modelo acontece quando a empresa busca um profissional fora de seu quadro de funcionários para ocupar a vaga.

Recrutamento Externo x Recrutamento Interno: qual a diferença? 

O recrutamento externo é aquele em que a empresa busca um profissional fora de seu quadro de colaboradores. Já o recrutamento interno é aquele que aproveita os talentos que já estão na empresa e os aloca em outras posições.

Quais as Vantagens do Recrutamento Externo?

– Maior número de opções
– Maior competitividade empresarial
– Renovação de ideias

Fale com um consultor

Preencha os campos abaixo e receba o contato de um especialista.

X
Imagem semi-disco Imagem triângulo

Obrigado!

Entraremos em contato o mais breve possível