A tecnologia na sala de aula se tornou um recurso fundamental para atrair a atenção e engajar os estudantes. A cada inovação, novas possibilidades de ensino e aprendizagem surgem, tornando esse processo mais ativo e motivador.

Mais do que isso: com a necessidade de adotar o modelo do ensino a distância em 2020, os recursos tecnológicos se tornaram fundamentais para não interromper o aprendizado mesmo quando os estudantes estão em suas casas. 

Nesse artigo vamos mostrar 5 tendências para 2020 no uso da tecnologia na sala de aula, mesmo em sua versão online e a distância, para que sua instituição adote os melhores e mais inovadores métodos em sua realidade. 

Conheça neste artigo:

1- Mobile Learning

2- Formatos eletrônicos

3- Learning Experience Platform (LXP)

4- Realidade Aumentada / Virtual

5- Gamificação

Tecnologia na Sala de Aula

Se antigamente a tecnologia era vista como vilã da educação, a realidade atual não poderia ser mais diferente: as ferramentas estão cada vez mais presentes na sala de aula para ajudar a tornar os processos de aprendizagem mais engajadores e eficientes, despertando a motivação dos estudantes e facilitando a vida dos responsáveis pela estratégia.

Os recursos tecnológicos estão sendo adotados por instituições de ensino e empresas para melhorarem o desempenho educacional dos seus públicos. Existem vários motivos para se adotar a tecnologia em sala de aula:

Atração da atenção

A tecnologia sempre desperta a curiosidade das pessoas. Adotar recursos inovadores na sala de aula é uma forma de despertar a atenção dos estudantes — não importa sua idade e contexto — e mantê-los engajados nas atividades propostas.

Valoriza os diferentes estilos de aprendizagem

Algumas teorias educacionais consideram que as pessoas não aprendem da mesma forma. Uma delas até avalia que o formato adotado pode influenciar a absorção do conhecimento: alguém pode assimilar melhor as informações quando elas são disponibilizadas em vídeo, por exemplo, enquanto outra entende melhor lendo e escrevendo.

Por oferecer recursos variados e multimídia, as soluções tecnológicas para a educação podem favorecer as pessoas com diferentes estilos de aprendizagem, melhorando a assimilação do conhecimento de todos, sem distinção. 

Uso de dados

Uma das possibilidades que a tecnologia oferece é recolher informações do desempenho dos estudantes nas atividades e gerar relatórios detalhados da sua performance. Esses dados podem ajudar a equipe pedagógica e RH a entenderem quais pontos precisam ser melhorados nos processos de aprendizagem, quais conhecimentos estão sendo bem assimilados e se as metodologias usadas são efetivas — tudo com praticidade e agilidade.

Adoção a distância

Várias soluções tecnológicas podem ser acessadas remotamente, em dispositivos como celulares, tablets e computadores. Isso significa que os estudantes conseguem estudar mesmo de suas casas, enquanto os profissionais — professores, instrutores, equipe pedagógica, RH — também tem a possibilidade de realizar seu trabalho a distância, formando assim uma sala de aula virtual. 

5 Tendências em Tecnologia na Sala de Aula (até virtual)

Todas essas vantagens tornam a tecnologia uma grande aliada da educação, ainda mais com a necessidade de interrupção das aulas presenciais e adoção maciça do ensino a distância em 2020.  

Porém, com tantos avanços, qual solução escolher para a sua realidade? Trouxemos 5 tendências que você pode adotar na sala de aula, mesmo online e a distância, e ter resultados impressionantes!

1- Mobile Learning

De bebês a idosos, o uso dos celulares no dia a dia é inevitável. Então, por que não aproveitá-los no momento de estudo? O mobile learning é uma modalidade de ensino que utiliza as oportunidades e formatos oferecidos pelos dispositivos móveis nos processos de aprendizagem.

Mesmo de casa os estudantes podem acessar os materiais educacionais em seus celulares e tablets, contando com conteúdos desenvolvidos especialmente para este formato. 

As instituições de ensino e empresas podem adotar essa metodologia para aproximar o ensino da realidade dos estudantes, além de reduzir custos ao não precisar de aparelhos mais sofisticados.

2- Formatos eletrônicos

Adotar os aparelhos tecnológicos não é apenas uma mudança nas plataformas, mas também nos recursos usados. Os formatos eletrônicos — como e-books, podcasts, vídeos, etc — podem ajudar a tornar o processo educativo mais engajador e efetivo, ainda mais quando pensamos nos diferentes estilos de aprendizagem. 

3- Learning Experience Platform (LXP)

O EAD foi um marco na educação, tornando-a mais acessível e flexível. Porém, ele foi apenas o começo: logo surgiram plataformas mais completas que ajudaram a fortalecer o ensino online.

Primeiro veio o Learning Management System (LMS), em que é possível criar, personalizar, organizar e fazer a gestão dos conteúdos online, facilitando a vida dos responsáveis pela estratégia. 

Mas, logo depois veio a sua evolução — o Learning Experience Platform (LXP)! Essa plataforma traz as vantagens do LMS, porém privilegiando a experiência dos usuários no ambiente. É possível oferecer elementos como conteúdo personalizado, estrutura intuitiva e maior interação nos momentos de estudo, engajando assim os estudantes, tudo acessado de casa.

4- Realidade Aumentada / Virtual

Uma tecnologia que vem despertando a curiosidade e tornando a aprendizagem mais interativa, é a realidade aumentada/virtual. Com as ferramentas ideais, é possível fazer tours online por diferentes localidades e épocas — como o espaço ou o Egito Antigo —, oferecendo uma experiência imersiva e engajadora de ensino.  

É possível adotar ferramentas de RA/RV mesmo a distância, usando aplicativos como o Google Expedições, em que o estudante pode acessar esse conteúdo pelo celular ou tablet. 

5- Gamificação

Outra metodologia que oferece uma experiência imersiva e interativa de aprendizagem, a gamificação usa elementos comuns aos jogos para motivar as pessoas a realizarem determinadas atividades, como estudar. 

Recursos como storytelling, pontuação e missões são adotados de forma conjunta nas atividades para incentivar o estudo e assimilação dos conhecimentos, tornando a sala de aula um espaço mais amigável para os estudantes — das mais variadas idades. 

É possível acessar a plataforma gamificada em outros dispositivos, permitindo com que os estudantes aproveitem essa tecnologia de suas casas e contrinuem a realizar suas atividades educativas. 

Além de ser um método motivador, adotar a gamificação pode ajudar os responsáveis pelas atividades a terem maior controle do desempenho dos usuários, pois a versão eletrônica costuma oferecer relatórios detalhados de sua performance nas tarefas e provas. 

Saiba mais sobre essa estratégia e o que ela pode fazer por sua sala de aula no artigo O que é Gamificação? Conheça esta tendência de aprendizagem!