A gestão da diversidade é uma estratégia para atrair, acolher e engajar colaboradores com vivências variadas para somarem à empresa. Essa postura ajuda a valorizar e a explorar o melhor dos talentos, beneficiando a organização, profissionais e até mesmo clientes. 

O que você vai ver neste artigo:

Descubra neste artigo o que é a gestão da diversidade e quais são os benefícios e desafios de se investir nesse caminho!

O que é Gestão da Diversidade? 

Existem várias maneiras de se administrar uma empresa e uma equipe, cada uma voltada para um ou outro foco: a gestão de pessoas por competências; horizontal ou vertical; à vista; de carreira… Todas elas valorizam um determinado aspecto, trabalhando-o para gerar um impacto positivo na dinâmica interna e alcançar mais resultados com o departamento. 

Entre tantas opções, a gestão da diversidade é uma que vem ganhando cada vez mais relevância. Esse modelo busca atrair, valorizar e explorar o melhor dos profissionais com vivências diferentes, acolhendo e aproveitando seus talentos na empresa. 

Esse conceito não surgiu recentemente: diversas mudanças sociais nas décadas passadas já inspiravam a necessidade de se abordar a diversidade nas empresas, como o aumento da presença das mulheres e de gerações diferentes no mercado de trabalho, os fluxos migratórios e o fortalecimento da globalização. Situações como estas permitiram que novos grupos passassem a fazer parte do quadro de funcionários. 

No entanto, nos últimos anos o tema da valorização da diversidade explodiu em mais contextos e de forma aprofundada. Grupos que antes não encontravam espaço na mídia, política e até mesmo nas empresas estão abrindo caminhos para serem vistos, ouvidos e respeitados. São clientes, fornecedores, parceiros, colaboradores, freelancers, lideranças e empreendedores que trazem sua perspectiva de mundo para esses contextos. 

Mas, mesmo pessoas com realidades similares têm vivências distintas e um perfil diferente: afinal, nenhum indivíduo é igual ao outro. Valorizar essas características e individualidades, sabendo agregá-las ao grupo e extrair o melhor de cada um é uma excelente forma de aproveitar os talentos na empresa.

Sejam LGTBQIAP+, pessoas com deficiência, negros, indígenas, mulheres, idosos, etnias e religiões diversas, entre tantas outras vivências — contratar e acolher profissionais de realidades diferentes pode fazer toda a diferência na dinâmica e resultados de um negócio, não importa o seu porte ou segmento de mercado. 

A Importância e Desafios da Gestão da Diversidade

Não é à toa que muitas empresas investem na diversidade, mas também outras tantas têm dificuldades de se alinhar a esse propósito. Toda mudança exige esforços e paciência até alcançar os objetivos — assim é com diferentes contextos dentro de uma empresa. 

Importância da Gestão da Diversidade

A diversidade no ambiente de trabalho é algo positivo tanto para as empresas quanto para os profissionais — e até mesmo para os clientes. 

Um dos primeiros motivos para se investir na diversidade é o ganho em inovação: quando se tem um grupo com vivências muito parecidas geralmente os pontos de vista acabam convergindo e seguindo a mesma linha. Já pessoas com realidades distintas podem oxigenar a equipe, criando para além do que já é feito e esperado. Dessa forma, aumenta-se a capacidade de inovar no departamento, abrindo-se a novas ideias para produtos, serviços, processos, estratégias, abordagens e outros elementos. 

como-motivar-e-engajar-as-geracoes-y-e-z-1

Essa inovação e a perspectiva de abraçar pessoas com vivências diversas também contribui para aumentar o mercado da empresa: pode-se alcançar públicos diferentes com produtos, serviços e abordagens próprias para o seu perfil e necessidades. É possível até mesmo criar marcas exclusivas para segmentos variados, posicionando-se para cobrir as dores e desejos de determinada fatia. Assim, amplia-se espaços, vendas e, consequentemente, o lucro do negócio. 

Mas não basta apenas lançar um produto ou serviço para conquistar novos grupos. Quando uma empresa tem uma equipe diversa, ela terá mais facilidade em se comunicar com o público — que também é diverso. Quantas vezes ocorreu a tentativa de se passar determinada mensagem, mas ela foi entendida de uma forma negativa? Ter profissionais que entendam como dialogar com diferentes pessoas ajuda a reduzir o risco de ruídos na comunicação e aumenta o engajamento dos clientes. 

Assim, contar com profissionais diversos ajuda a empresa a ser mais inovadora, ganhar novos públicos e a engajá-los para movimentar as vendas. 

Porém, assim como tudo em um negócio, nada é tão fácil quanto parece. 

Desafios da Gestão da Diversidade

Claro, acolher pessoas com vivências diversificadas não é uma tarefa simples. Se lidar com seres humanos e criar um ambiente harmônico já é difícil por si só, imagine como será ao considerar necessidades, ideais, crenças, culturas, vivências, expectativas de cada funcionário na equação.

Saber engajar e respeitar todos os colaboradores — independentemente de sua individualidade —, mantendo a equidade, união e o clima saudável na equipe, é algo que demanda treinamento, equilíbrio e inteligência emocional das lideranças.   

Nesse sentido, existe esse grande obstáculo: sair do discurso e promover uma inclusão de verdade na organização. Afinal, essa deve ser uma postura ativa da empresa — do momento do recrutamento e seleção às atividades do cotidiano. 

jornada-da-gamificacao

Não basta apenas abrir as portas para a diversidade, é preciso saber incluí-la no dia a dia. Imagine contratar um profissional com deficiência motora, mas o espaço físico da empresa não for adequado em relação à acessibilidade; ou uma pessoa trans, porém sem educar seus colegas e superiores sobre a importância de se usar os pronomes certos — vários conflitos podem surgir dessas situações, contribuindo para desmotivar e reduzir o engajamento desses colaboradores.

Em vez de oferecer um ambiente seguro e saudável, acolhendo esses funcionários, cria-se um clima organizacional tóxico, que irá afetar a produtividade, qualidade e bem estar de todos no departamento. Ou seja, tudo que pode dar errado em uma equipe. 

Além da falta de respeito, em cenários graves assim, questões como estas podem gerar problemas judiciais devido as ações de preconceito e discriminação. Não é difícil imaginar os impactos na dinâmica da equipe e na reputação da organização se algo desse tipo ocorrer.  

Por isso, não basta apenas contratar: é fundamental compreender quais são as necessidades e o que é fundamental para tornar a empresa mais acolhedora, adaptando os espaços físicos, educando os funcionários, incentivando a progressão de carreira, entre outras estratégias para criar um ambiente saudável a todos. 

Claro, ninguém nasce sabendo como lidar com pessoas diferentes, usando os termos corretos e comportamentos adequados em cada situação. Para isso, é fundamental investir na educação voltada a esta questão. Saiba como treinar sua equipe para lidar com a diversidade nas empresas e ofereça um ambiente saudável de trabalho para despertar o melhor em seus talentos!

teste-gratis-por-7-dias
O que é Gestão da Diversidade? 

Esse modelo busca atrair, valorizar e explorar o melhor dos profissionais com vivências diferentes, acolhendo e aproveitando seus talentos na empresa.