A indústria 4.0 já faz parte do mundo atual e é conhecida como a nova revolução industrial. Por isso, é importante que empresas fiquem por dentro desse universo que está mudando ainda mais o rumo do mundo, assim como aconteceu nas revoluções anteriores.

O ponto central de uma revolução é a cultural de inovação. A primeira revolução industrial aconteceu no ano de 1784 e foi significativa para sociedade. O surgimento da indústria transformou atividades que dependiam totalmente da mão de obra humana, pois produção mecânica com máquinas a vapor foram implementadas no processo.

A segunda revolução industrial datada nos anos de 1870 inovou ao substituir a energia a vapor por energia elétrica nas fábricas e, ainda, trazer o conceito de linha de produção em massa para a nossa realidade.

Já a terceira revolução industrial – que aconteceu em 1969 – é marcada pela automatização de tarefas repetitivas e mecânicas da indústria, tudo por conta da inovação robótica. É o processo tecnológico que reflete na inovação da indústria. Isso significa que para entender o que significa indústria 4.0, nós precisamos nos voltar para a inovação tecnológica.

Mesmo que pareça improvável que algo supere a eletrônica e os sistemas automatizados, a quarta revolução, também conhecida como indústria 4.0,  que já se faz presente no nosso mundo, tem tomado espaço e se mostrado superior ao que temos hoje. Isso porque, a tecnologia está em constante evolução.

Atualmente, o que mais se tem falado quando o assunto é tecnologia? Provavelmente você tenha pensado em inteligência artificial, e é exatamente isso. A indústria 4.0 está relacionada a essa inovação e se você quer saber tudo o que já acontece na indústria 4.0, nós vamos compartilhar com você neste artigo.

A indústria 4.0 já é realidade

A indústria 4.0 emergiu no ano de 2010. O projeto central que marcou essa data como o ano de uma nova revolução foi desenvolvido pelo governo alemão. A tendência por produtos personalizados em conjunto com a evolução de tecnologia habilitadoras foram circunstâncias que abriram portas para a informatização da fabricação e manufatura de produtos.

Diferente das demais revoluções, a indústria 4.0 contém um conjunto de tecnologias que possibilita a convergência do físico para o digital. Em outras palavras, a indústria passa a ser mais conectada, mais onipresente e, ainda, promove uma otimização e automação diferente do que estamos acostumados de ver.

As máquinas passam a ser capazes de realizar tarefas complexas e a operação baseia-se em sistemas inteligentes que tomam decisões com base em dados previamente coletados, verificados e cruzados.

O ponto central da indústria 4.0, portanto, torna-se o sistema ciber físico que monitora processos físicos e criam uma cópia desses processos e, com base nisso, tomam decisões descentralizadas. Nessa inovação, a fábrica passa a ser chamada de fábrica inteligente.

Para que tudo isso aconteça, a indústria 4.0 fundamenta-se em diversos pilares. Veja quais são eles.

Pilares da indústria 4.0

Manufatura Aditiva

A Manufatura Aditiva comumente conhecida como Impressão 3D é um recurso utilizado na fabricação de protótipos e peças customizadas. Apesar de ser uma atividade já realizada, com essa inovação não há necessidade de utilizar moldes físicos.  

Internet das Coisas – IOT

A Internet das Coisas nada mais é do que objetos físicos conectados à internet de modo que executem suas tarefas de forma coordenada. Na indústria, essa tecnologia é utilizada para obter dados. É uma maneira de gestores possuírem novas fontes de dados para tomar como base em suas decisões. 

Mas essa inovação também é bastante popular em residências de países desenvolvidos, ela proporciona uma nova experiência no controle de aparelhos domésticos e maior otimização delas, transformando-as em casas inteligentes.

Cloud Computing

Em uma tradução livre Cloud Computing significa Computação em Nuvem. Esse recurso permite que dados virtuais sejam armazenados em nuvem, de modo que possam ser acessados em qualquer local, por meio da internet.

Big Data e Data Analytics

O Big Data é um termo utilizado para descrever o grande volume de tráfego de dados digitais. O tempo todo, milhares de informações são geradas e é o Big Data em conjunto ao Data Analytics que tem capacidade de coletar, armazenar, analisar e estruturar esse volume de dados.

O Big Data tem potencial para cruzar dados, identificar padrões e tendências, bem como auxiliar na tomada de decisões, e está sendo cada vez mais utilizado por diferentes áreas, principalmente quando se trata de experiência do consumidor.

Inteligência Artificial

A inteligência artificial é outro pilar da indústria 4.0. Através dela é possível aperfeiçoar ainda mais o uso do Iot e da Big Data porque a máquina passa a realizar tarefas e, ainda, a tomar decisões autônoma e rápidas na linha de produção.

Cibersegurança

Cibersegurança é um recurso utilizado para proteger toda a rede de comunicação online: servidores, dispositivos móveis, computadores, redes, sistemas eletrônicos e dados. Existem pessoas sem boas intenções que tentam o tempo todo resgatar informações dispostas na internet e que lhes tragam benefícios. Por isso, a cibersegurança torna-se fundamental na revolução Industrial 4.0.

Esses pilares da indústria 4.0 são recursos que possibilitam a descentralização das tomadas de decisões, em tempo real e apenas com análise de dados, não havendo dependência externa.

Nesse novo ambiente, há modularidade porque a indústria passa a fabricar de acordo com a demanda e virtualização, pois os processos automatizados podem ser analisados de forma online, através de aparelhos celulares, tablet e computadores.

Outro recurso emergido principalmente na indústria 4.0 é a interoperabilidade, ou seja, a comunicação transparente de maquinário com outro maquinário, bem como de colaboradores com maquinário.

Com todas essas informações, é possível perceber que a indústria 4.0 veio, de fato, para transformar nossa relação com a indústria. Mas a inovação não está somente no ambiente da indústria, no aperfeiçoamento dos colaboradores também é possível contar com a tendência da gamificação. Confira o texto: O que é Gamificação? Conheça esta tendência de aprendizagem e veja também como inovar nos treinamentos da sua empresa.