RH 4.0: como a influência da quarta revolução industrial impacta o setor de RH
Negócios

RH 4.0: como a influência da quarta revolução industrial impacta o setor de RH

Preencha seu email e receba conteúdos exclusivos
Obrigado pelo seu cadastro!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Inovação, dinamismo e estratégia: essas, são palavras-chaves para entender a forma como as pessoas estão se conectado aos negócios nos dias de hoje. A transformação vem provocando grandes mudanças no padrão tradicional de consumo e relacionamento, impactando em diversas áreas de trabalho, especialmente a de Recursos Humanos.

A área é responsável direta pelo relacionamento com os colaboradores e tem sofrido grandes impactos da tecnologia, saindo de uma posição mais tradicional para o que se convencionou chamar de RH 4.0. Quer entender melhor sobre o que é essa nova tendência e como a tecnologia afeta uma das áreas mais estratégicas da empresa? Então, continue lendo este post para saber mais!

Saiba o que é RH 4.0

Chamada de quarta revolução industrial, o fenômeno estudado por Klaus Schwab, fundador e presidente-executivo do Fórum Econômico Mundial, trata da junção entre novas tecnologias e o mundo como o conhecemos, gerando novas formas de colaboração e liderança, mas, principalmente, em um fenômeno focado na automatização das indústrias.

Com isso, o RH passa a ter uma função mais estratégica e expande suas atribuições, ocupando um espaço de extrema relevância da empresa. Ele, agora, soma as suas responsabilidades, além das ações mais tradicionais como, o pagamento de salários e benefícios, a atração e retenção de talentos e o engajamento de funcionários.

Conheça 4 tendências do RH 4.0

Ao contrário do que possa parecer à primeira vista, as mudanças não vêm apenas na forma de ferramentas e softwares, mas, sim, do comportamento diário dos colaboradores e chefes, que passaram a adotar uma postura de maior disponibilidade a colaboração e uma estratégia de negócio mais horizontal.

Ficou curioso para saber como é possível trabalhar com tantas transformações? Reunimos 4 tendências para ajudá-lo a perceber as principais mudanças de comportamento das empresas e do colaborador para você continuar por dentro das novidades no mercado. Confira!

1. Novo perfil do funcionário

Os funcionários estão mais exigentes quanto a valorização e reconhecimento da empresa. Isto significa que também estão mais dispostos a procurar outros locais de trabalho caso não se sintam satisfeitos ou em um ambiente que possa proporcionar um desenvolvimento real.

O novo funcionário precisa ter certeza de que enfrentará novos desafios enquanto também tem a oportunidade de conquistar novos espaços na instituição. Se adaptar ao RH 4.0, nesse caso, significa diminuir o índice de turnover e aumentar drasticamente o engajamento e a produtividade dos funcionários na empresa.

2. Menor tempo de trabalho

Por conta da criação de diversos softwares e outros mecanismos, um funcionário não precisa mais investir tempo e energia na elaboração e manutenção de diversas planilhas de maneira manual. A mudança poupa algumas horas do colaborador e faz com que seja preciso menos horas de trabalho para completar muitas de suas metas burocráticas.

Nesse caso, sentir que o potencial não está sendo bem aproveitado, é um dos maiores fatores que levam ao desligamento de um funcionário. Por isso, cabe ao RH 4.0 saber orientar a equipe de gestores para que possam direcionar o funcionário para cargos mais estratégicos, que exijam a elaboração de planos de ação complexos, ideias criativas e que não poderiam ser realizadas por uma máquina, desenvolvendo suas potencialidades.

3. Uso de recursos online e inovadores

A adaptação aos novos recursos, exige paciência e colaboração, pois acontece simultaneamente, seja na organização de planilhas, seja nas técnicas de comunicação com o público interno, na forma de armazenamento dos documentos e até nos processos seletivos, uma das áreas mais importantes.

Quando o assunto é a atração e retenção de talentos baseadas nas novas exigências do público, umas das técnicas mais efetivas para decisões mais acertadas é o da gamificação. O termo vem da palavra game (jogo) e se apoia na ideia de aplicar conceitos como missões, diferentes níveis de dificuldade e recompensas para estimular os colaboradores na resolução de problemas reais.

A gamificação pode ser usada também, por exemplo, como uma ferramenta para trazer mais dinamismo e espontaneidade ao recrutamento, ajudando os candidatos a lidarem com o nervosismo e colaborando para um processo seletivo mais acertado.

4. Novas formas de gestão

Também fazem parte das adequações pensar em como tornar a relação dos gestores com seu time mais maleável. Segundo uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Ibope, 7 em cada 10 funcionários querem horários mais flexíveis, sendo que o fator colabora de forma direta para a satisfação dos trabalhadores no ambiente de trabalho.

Abrir possibilidades para o trabalho em home office e um esquema diferenciado de carga horária são exemplos de atitudes que colaboram para a produtividade. É importante lembrar que o sucesso de uma nova gestão flexível dependerá, também, da combinação entre o perfil organizacional e do colaborador nos processos seletivos, e por isso, a etapa se torna de extrema importância para o sucesso do projeto.

Descubra as vantagens do RH 4.0

As novas tecnologias e o processo contínuo de automatização nas empresas não trazem apenas dor de cabeça, elas também colaboram para a otimização do trabalho, ações mais adequadas e a exigência positiva de um processo de renovação.

Com a adaptação da área de Recursos Humanos, o departamento passa a ter um papel mais ativo na resolução dos problemas e abre novas possibilidades de desenvolvimento para a empresa, já que um RH 4.0 tem plena consciência de que os colaboradores do seu empreendimento são os grandes geradores a riqueza da organização.

A demanda por uma sociedade mais diversa também aumenta a capacidade de tolerância entre os colaboradores, a habilidade de gerir conflitos entre novos e antigos valores e estimula o trabalho em equipe. O importante nesses momentos é utilizar os debates a favor da empresa para construir uma cultura organizacional mais participativa e inclusiva, de acordo com os valores da instituição e dos funcionários.

Outra vantagem de se adaptar à quarta revolução industrial é a presença de profissionais cada vez mais qualificados e a diminuição de erros que poderiam ocorrer com tarefas manuais. Assim, as mudanças devem ser encaradas como uma evolução.

O RH 4.0 está longe de ser apenas uma tendência passageira do mercado. Cada vez mais os resultados de uma atuação mais dinâmica mostram que o novo comportamento veio para se tornar um padrão de trabalho e consumo. Portanto, é preciso que os recursos humanos estejam preparados para novos modelos de liderança.

Gostou deste post? Ele te ajudou a entender como as transformações da 4ª revolução industrial impactam o RH 4.0? Você tem outras ideias de como essa mudança de comportamento pode afetar o setor de Recursos Humnos? Compartilhe suas ideias com a gente comentando nesse post!

Veja outros conteúdos sobre assuntos relacionados:
O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários.
Veja outros posts relacionados
icon localização
Av. Nova Independência, 87 - 9º andar - São Paulo/SP • CEP 04570-000
icon telefone
+55 11 5171-6940
logo sioux grouplogo siouxlogo ludos prologo pgblogo movieplaylogo go gamers
icon facebookicon instagramicon linkedin