Veja quando e como utilizar o Rapid Learning na sua empresa
Educação

Veja quando e como utilizar o Rapid Learning na sua empresa

Preencha seu email e receba conteúdos exclusivos
Obrigado pelo seu cadastro!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

A vida moderna tem exigido bastante agilidade em diversos aspectos. E isso também acontece nas empresas: vários prazos a serem cupridos; projetos para ontem; processos para serem implementados imediatamente - até o RH entra nessa roda e precisa treinar o quanto antes os funcionários para prepará-los aos novos desafios de suas funções. Nesse sentido, o modelo do Rapid Learning pode ser uma grande aliada do setor para tornar o treinamento mais ágil.


Descubra nesse artigo o que é, como e quando usar o Rapid Learning para tornar o treinamento dos funcionários mais dinâmico e ter resultados mais rapidamente.


O que é o Rapid Learning?


Assim como o nome e sua função indicam, o Rapid Learning é um método que busca a agilidade na aprendizagem. Essa ferramenta usa o modelo do e-learning e permite desenvolver cursos rapidamente ou diminuir o tempo que leva para as pessoas obterem o conhecimento desejado.


Isso significa tornar mais ágeis o processo de produção e implementação dos treinamentos corporativos e a assimilação dos conhecimentos. Assim, o RH tem em mãos uma boa opção para agir com maior velocidade para capacitar os colaboradores nos mais diferentes conteúdos e habilidades e, desta forma, melhorar seu desempenho.


Para se ter uma noção da velocidade no qual nos referimos: o eLearning Industry traz o conceito de cursos de menos de 1 hora de duração, enquanto o Rapid Learning Institute apresenta um tempo ainda mais surpreendente - cursos de 5 a 7 minutos!


Mas a rapidez desse método não significa abordar os assuntos de forma superficial. Os materiais adotados no Rapid Learning são preparados para trazer as informações de forma mais direta, simples e didática, facilitando o entendimento do conteúdo pelos colaboradores e sem ter a necessidade de empregar recursos de pós-produção que levam tempo para serem desenvolvidos, como animações, por exemplo.  


Vantagens do Rapid Learning


Todo treinamento corporativo pode trazer impactos positivos a empresa. Atualizar os conhecimentos e trazer as boas práticas da área de atuação dos colaboradores, desenvolver habilidades subjetivas (como liderança, trabalho em equipe e criatividade) e despertar a motivação são apenas alguns dos benefícios de se implementar essa estratégia. Mas, quais seriam as vantagens de adotar especificamente o estilo do Rapid Learning nesse processo?


Rapidez na produção e implementação


O material utilizado no estilo do Rapid Learning costuma ser mais rápido de ser desenvolvido e aplicado nos colaboradores do que os tradicionais. Enquanto um treinamento convencional pode levar semanas e meses para ser feito, esse modelo RL pode ser produzido em horas. Isso facilita bastante em casos em que uma informação precisa ser ensinada em um prazo menor.


Facilidade em manter e atualizar os materiais


Por serem conteúdo menores e mais ágeis de serem produzidos, é bem mais prático fazer a manutenção e atualização das informações do que nos métodos tradicionais. Se ocorrer alguma mudança durante o período em que o treinamento ainda está sendo desenvolvido e for preciso mexer no que foi feito anteriormente? Olha o trabalho e perda de tempo!


Custos menores


O conceito do Rapid Learning não envolve o uso de recursos mais sofisticados e que requerem maior tempo de produção, como animações, e contam com um número menor de profissionais responsáveis pelo material. Isso significa um custo menor para desenvolver o curso, reduzindo ou redirecionando os gastos dessa área.


Rápida absorção do conhecimento (e de qualidade!)


A meta do Rapid Learning é fazer as pessoas aprenderem o mais rápido possível ao se concentrar em conteúdos diretos, simples e fáceis de entender. Isso significa que o colaborador não vai perder tempo e nem se entediar, pois o ensino ocorre de forma dinâmica. Além disso, ao ser objetivo, há menos risco do funcionário se confundir em vários conceitos e conhecimentos, e sim focar naquilo que realmente importa.


Quando adotar o rapid learning?


Por mais que esse modelo tenha tantas vantagens, é melhor empregá-lo em situações específicas para melhor aproveitamento - e deixar diversos outros métodos de treinamento corporativo contribuírem nos outros casos.


O Rapid Learning pode ser adotado quando há a necessidade de um treinamento rápido e de urgência nesse aprendizado. Um exemplo é a mudança na legislação, que pressiona alguns setores a alterarem seus processos, posturas e outros aspectos para não causar prejuízos a empresa. Também é bom usar essa estratégia em materiais que possivelmente serão atualizados no futuro, como leis que estão em vigor, mas que ainda sofrem polêmica e estão sendo debatidas.


É possível escolher o Rapid Learning quando o orçamento para treinamentos corporativos está apertado, e mesmo assim é necessário trazer resultados contundentes. Em vez de preparar aulas com recursos mais caros, opta-se por produções mais simples e diretas, de acordo com os objetivos da ação.


Porém, é preciso se atentar: existem assuntos que precisam ser abordados em profundidade, por isso não é indicado usar o Rapid Learning nesses casos e em temas muito complexos.

Como utilizar o Rapid Learning


Para adotar essa estratégia com sucesso é preciso seguir algumas indicações:


Primeiro, invista em uma plataforma de qualidade para hospedar e administrar os materiais. Não adianta criar bons conteúdos se a interface é difícil de se mexer e os colaboradores não conseguem acessar as aulas e extras. É preciso considerar toda experiência que o usuário terá no Ambiente de Virtual de Aprendizagem (AVA) antes de usar seu serviço.


Segundo, defina os objetivos do curso - especialmente pensando nas vantagens e limitações do formato do Rapid Learning. Essa questão é fundamental para que o treinamento seja verdadeiramente efetivo e não um gasto de tempo e dinheiro.


Terceiro, desenvolva os conteúdos para que eles tenham uma abordagem direta, didática e eficiente. É possível reaproveitar materiais já produzidos para agregar no curso, editando clipes antigos para adicioná-los aos novos.  

Pronto! Já é possível montar cursos estilo Rapid Learning na sua empresa e treinar seus colaboradores com maior agilidade. Entretanto, se é necessário abordar temas mais complexos e densos, uma boa dica é usar uma metodologia mais lúdica como a gamificação para ter resultados.


Essa estratégia alia elementos de jogos - como storytelling, pontuação e recompensas - para motivar os colaboradores a realizar os treinamentos corporativos e outras tarefas obrigatórias, transformando essas atividades em experiências interativas e imersivas. Assim, os funcionários se engajam na dinâmica, tornando-a mais eficiente.


Ficou curioso? Descubra como funciona a gamificação e os benefícios que ela pode trazer a sua gestão de pessoas!


No items found.
O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários.
Veja outros posts relacionados
logo sioux grouplogo siouxlogo ludos prologo pgblogo movieplaylogo go gamers
icon facebookicon instagramicon linkedin