O treinamento motivacional é uma ferramenta importante para a gestão de pessoas. Uma empresa que não investe em seus colaboradores tende a ter problemas de desempenho, mais cedo ou mais tarde, além de perder diversas oportunidades de negócio ao não explorar o seu maior ativo: seus funcionários.

Nesse artigo vamos explicar o que é e qual a importância de montar um treinamento motivacional verdadeiramente eficiente para melhorar o desempenho da sua empresa.

O que é o Treinamento Motivacional?

A educação corporativa é um conceito que reúne uma série de ações, e entre elas está o treinamento empresarial. Apesar do modelo técnico ser o mais conhecido, existem outros tipos dessa estratégia: o de lideranças, integração de novos funcionários e o motivacional.

O treinamento motivacional é um treinamento especial voltado a aumentar a moral dos colaboradores e da equipe/empresa em geral, despertando o seu engajamento e melhorando seu desempenho na organização.

Os seres humanos não são como robôs: seus colaboradores terão dias produtivos, outros nem tanto; um dia estarão mais engajados, em outros será um peso realizar qualquer tarefa. Por isso a motivação é tão importante não só no trabalho, como também na vida de qualquer pessoa. 

Motivação é tudo aquilo que impulsiona alguém a realizar determinada ação. O que faz alguém ficar horas em uma fila: um artista famoso, uma oportunidade de emprego ou a espera por atendimento de saúde? E ficar até mais tarde no trabalho: a vontade de cumprir os prazos ou de receber um adicional de hora extra? 

Para qualquer ação há uma motivação por trás. Seja para fazer a pessoa se sentir melhor (como acordar cedo para ir a uma viagem de férias) ou para acabar com a tensão de um estímulo ruim (como tomar uma injeção para sarar de uma doença) – a motivação é o que faz as pessoas tomarem atitudes, às vezes não agradáveis, para alcançarem um determinado objetivo. 

Por isso a motivação é tão importante na vida humana, inclusive na vida profissional. Colaboradores desanimados não produzem com a mesma qualidade ou no mesmo ritmo, tendo assim um desempenho inferior. E um funcionário desmotivado dificilmente busca ajuda e, pior, acaba influenciando negativamente toda equipe e o clima organizacional. Mas não é só isso.

A Importância do Treinamento Motivacional

Como dissemos, ninguém realiza uma ação sem ter uma motivação. Na vida profissional esse elemento influencia bastante no desempenho dos funcionários.

Colaboradores motivados trabalham melhor, pois sentem que seu serviço tem alguma finalidade importante – seja para fins financeiros ou sentido pessoal. Isso significa que sua produção terá maior qualidade e que serão mais produtivos, gerando impactos positivos na atividade da empresa. 

Essa postura, por si só, influencia o clima organizacional. Funcionários desmotivados, mesmo que intencionalmente, acabam diminuindo o ânimo das pessoas ao redor, prejudicando a produtividade de toda equipe e, consequentemente, da empresa.  

A desmotivação também pode acarretar em faltas, afastamentos e problemas de saúde em seus colaboradores, o que também impacta negativamente na produtividade da empresa e dinâmica da equipe. Afinal, se um funcionário deixa de realizar determinada atividade, alguém deverá assumi-la (sobrecarregando-o de responsabilidades) ou então essa tarefa ficará para trás, gerando alguma consequência negativa no futuro.

Todas essas questões podem até acarretar a saída do profissional, seja por desligamento ao não conseguir alcançar o desempenho esperado ou por pedido de demissão, ao sentir que aquele trabalho não faz mais sentido a sua vida. Essa situação acaba prejudicando a empresa, pois deverá fazer um novo processo seletivo para substituir este colaborador – o que demanda recursos, esforços e tempo -, temporariamente reduzir a produção cotidiana e perder o investimento feito neste ex-funcionário. 

Se um caso isolado já prejudica a organização, imagina quando a rotatividade de pessoal é frequente na empresa. Essa condição gera desgaste no pessoal e grandes perdas produtivas, financeiras e de capital intelectual. Por isso o turnover é tão temido pelos RHs.

Enquanto a motivação pode ser algo que às vezes parte do próprio indivíduo, a empresa tem sua parcela de responsabilidade nessa questão, podendo oferecer um ambiente saudável de trabalho e estímulos para o crescimento dos funcionários. Além disso, ela pode e deve buscar maneiras de aumentar a moral de sua equipe para assim melhorar seu desempenho e, consequentemente, os resultados da organização. 

Isso pode tudo pode ser resolvido ao investir em um treinamento motivacional.

Como Montar um Treinamento Motivacional

Entender como funciona a motivação é uma questão importante para saber como despertar esse estímulo nos seus colaboradores. Existe dois tipos de motivação:

  • Motivação Intrínseca: é aquela que parte do próprio indivíduo e está ligada a questões como caráter, gostos, hábitos e habilidades. Também conhecida como motivação interna, este estímulo parte da busca por desenvolvimento pessoal, como aprender algo novo, cuidar da saúde ou realizar um sonho.
  • Motivação Extrínseca: é aquela que parte do ambiente e das situações que cercam o indivíduo. Por mais que essa motivação externa não esteja sob seu controle, ainda sim ela influencia as decisões das pessoas. Geralmente este estímulo está ligado a questões como ego, premiações, recompensas e status. 

Esses dois tipos são benefícios quando bem equilibrados, e acontecem em todas as pessoas. Algumas se motivam mais com questões internas, como o desenvolvimento pessoal, outras preferem estímulos externos, como recompensas e elogios. Saber qual incentivo funciona melhor com seus colaboradores é um dos primeiros passos para despertar esse ânimo na equipe.

Assim como todo treinamento, é preciso conhecer o seu público-alvo. Entender o que lhe motiva, quais são suas referências, expectativas com a empresa e objetivos profissionais e pessoais são questões essenciais para montar ações que realmente engajem os colaboradores e despertem sua motivação.

Também é preciso investir em metodologias de treinamento que reforcem o engajamento e motivação da equipe. Não adianta montar uma ação com temas interessantes, se toda a dinâmica for entediante e pouco envolvente aos funcionários. Métodos como a gamificação tem trazido resultados positivos nesse sentido, tornando essa experiência mais imersiva e interativa aos colaboradores. 

Além do treinamento, uma peça fundamental na motivação dos colaboradores é a liderança. Bons líderes ajudam a fortalecer o ânimo da equipe, enquanto chefes difíceis desmotivam seus liderados, podendo até causar sua demissão. 

Descubra como formar profissionais qualificados para gerir e motivar a sua equipe com o nosso artigo 6 Dicas para Desenvolver um Programa de Liderança Eficiente.