Saber suas forças e fraquezas sempre é o primeiro passo para ter melhores resultados — seja na vida pessoal, profissional ou mesmo na empresa. Existem várias ferramentas que podem ajudar nesse processo de diagnóstico, e uma das mais conhecidas é o assessment.

Descubra neste artigo o que significa assessment e como usar este conjunto de ferramentas para melhorar o desempenho da sua equipe e empresa!

Assessment: o que é e quais são seus benefícios?

As pessoas são o maior ativo de um negócio, pois são as responsáveis por quase todos os processos — da produção ou execução dos serviços ao atendimento do cliente. Porém, muitas empresas não dão o devido valor às suas equipes e funcionários, negligenciando uma grande mina de ouro bem debaixo de suas vistas.

Imagine que um profissional tem um grande talento para trabalhar com dados, no entanto sua função não requer este tipo de ação: esse é um potencial do colaborador completamente ignorado na correria do dia a dia e que poderia contribuir para aprimorar algumas áreas de seu setor ou até mesmo da organização como um todo. 

Tantas competências e talentos são desperdiçados por falta de uma observação mais aprofundada sobre o perfil e comportamento dos colaboradores. Mas, existe uma técnica que pode ajudar desvendar essas minas e melhorar o desempenho da organização: o assessment!

Do termo em inglês que significa “avaliação”, ele é um conjunto de ferramentas para analisar o perfil, identificar as competências e pontos de aprimoramento dos colaboradores de uma empresa. Este conceito pode ser usado para potencializar as habilidades de funcionários e líderes, melhorando assim seu desempenho e alcançando maiores resultados para a organização. 

O assessment visa fazer uma avaliação daquilo que seus colaboradores e lideranças tem de melhor e o que podem aprimorar, transformando o desempenho de cada profissional e aumentando os resultados do setor e, consequentemente, os do negócio. 

Além disso, esse conjunto de ferramentas também pode ser usado para analisar quais funções um funcionário poderia se encaixar melhor na empresa, sendo uma boa ferramenta para aplicar nos processos de seleção e no plano de carreira dos colaboradores. 

Nesse sentido, aplicar o assessment é positivo para todos os envolvidos:

  • Funcionário: essa ferramenta se torna um processo de autoconhecimento, ajudando-o a entender melhor seus talentos e habilidades que precisam ser desenvolvidas para construir uma carreira bem-sucedida;
  • Líderes: podem aprimorar suas competências gerenciais, tornando-se melhores exemplos para seus funcionários e mantendo um clima saudável na equipe para aumentar o desempenho de todos;
  • Empresa: aproveita melhor o talento de seus colaboradores, tendo maiores resultados e se tornando mais competitiva no mercado. Além disso, os funcionários tornam-se mais motivados por terem uma carreira mais significativa.

Desta forma, o assessment se torna uma carta na manga para melhorar o desempenho de todos na organização e aumentar sua vantagem competitiva no mercado. 

No entanto, esse conceito traz algumas classificações que podem ajudar a entender melhor como ele funciona..

Assessment: quais são os tipos?

Por ser um conjunto de ferramentas, o assessment acaba trazendo várias possibilidade em si. Uma das formas de classificar essa técnica é por tipo — que costumam ser três:

Assessment Pessoal

Esse tipo é adotado com o objetivo de entender a personalidade dos funcionários e traçar suas características e capacidade intelectual. Com este estudo o RH pode verificar se o cargo em que o colaborador está atuando é compatível com seu perfil ou em qual função ele traria mais resultados. 


Desta forma, esse assessment ajuda a remanejar os funcionários da empresa de acordo com seus talentos, aproveitando mais a capacidade desses profissionais — o que é bom para eles e para a organização. 

Assessment Cultural

Mas não é só o talento técnico que importa na carreira. Esse tipo de assessment foca nos valores, ideias e motivações dos colaboradores, descobrindo se o profissional se alinha a realidade da empresa e se ele têm capacidade de manter o engajamento no trabalho a longo prazo.

Assim, esse modelo pode ser uma grande ajuda para o RH tornar os processos de seleção mais assertivos, escolhendo os profissionais que sejam mais alinhados à cultura organizacional.

Assessment para Desempenho

Este tipo é voltado para analisar a produtividade dos colaboradores e sua atuação na equipe. No entanto, muitos acreditam que este modelo apresenta um problema: ele não considera as individualidades dos funcionários, deixando de incluir na avaliação um fator importante e que influencia no trabalho e produtividade de cada profissional.

Nesse sentido, uma dica é não usar isoladamente um tipo ou outro — sim adotá-los de forma complementar na empresa. Mas existem outras dicas para se implementar o assessment. 

Assessment: como utilizar na rotina?

Adotar o assessment pode pode parecer um pouco complicado em um primeiro momento, mas com algumas instruções fica mais fácil entender como este conjunto de ferramentas funciona na prática.

E falando em ferramentas — algumas são mais comuns nesse processo:

DISC

Essa é uma das ferramentas mais conhecidas por RHs de todo mundo. Basicamente ele representa um diagnóstico das preferências do colaborador, de acordo com quatro tendências: 

  • Dominância
  • Influência
  • Estabilidade 
  • Cautela/Conformidade

Esse assessment pode ser feito por meio de um teste e questionário, ajudando a identificar o perfil comportamental dos funcionários para saber como tornar sua carreira mais satisfatória e trazer mais benefícios para a empresa. 

Inteligência emocional 

Um tema em alta no mundo do empreendedorismo e do RH — e não à toa — é a inteligência emocional. No sentido de assessment, essa ferramenta é usada para compreender o perfil do colaborador por este prisma, descobrindo seus pontos fortes e aqueles que precisam ser trabalhados. 

A forma com que os funcionários lidam com estresse, pressão e conflitos pode impactar em seu desempenho profissional e no clima da equipe. Por isso essa solução vem sendo tão importante para negócios de todos os tipos.

Assessment de Competências 

Essa ferramenta trabalha com as capacidades intelectuais dos colaboradores, fazendo avaliações a respeito de competências como raciocínio abstrato, solução de problemas  e pensamento crítico. 

Além disso, esse modelo de assessment analisa como os traços de personalidade do profissional afetam seu trabalho. Muitos usam essa possibilidade comparando-a às necessidades do cargo oferecido pela empresa, remanejando os talentos para onde eles irão brilhar mais.  

Outra ferramenta famosa e eficiente que pode ser usada no assessment é a avaliação de desempenho. Porém, por mais conhecida que seja, é importante saber como aplicar essa análise para obter os resultados certos. 

Quer saber mais sobre ela? Descubra 5 erros que devem ser evitados nas avaliações de desempenho e melhore a gestão de pessoas da sua empresa!