O ciclo motivacional é uma ferramenta de gestão corporativa que foca no engajamento constante dos funcionários por acreditar que profissionais motivados e comprometidos dispõem de mais sucesso em suas atividades de trabalho. 

Sabendo da dificuldade de manter constâncias dessas duas características no ambiente de trabalho, o método surge como alternativa para auxiliar no processo de engajamento e motivação dos colaboradores, utilizando-se da identificação das necessidades desses profissionais e sanando-as para que eles se sintam mais seguros ao se depararem com uma situação singular no ambiente de trabalho.

Se você quer entender como a ferramenta do ciclo motivacional é caracterizada, como funciona, de que maneira pode ser colocada em prática do ambiente de trabalho, neste artigo você irá conferir estas e outras informações a respeito desse movimento.

Entendendo o ciclo motivacional

O ciclo motivacional trata de uma ferramenta com diversas etapas que demonstram como a busca da satisfação às necessidades pode influenciar o comportamento humano, e é um método de trabalho voltado para os interesses dos colaboradores.

Para entender melhor sobre o que é o ciclo motivacional e a maneira como ele funciona, você precisa compreender as etapas que ele dispõe, sendo elas:

  • Equilíbrio interno;
  • Necessidade e estímulo;
  • Tensão;
  • Ação e comportamento;
  • Satisfação ou frustração; e
  • Volta para o início (equilíbrio interno).

O ciclo motivacional na prática

Equilíbrio interno pode ser representado pelo momento em que o profissional desempenha sua função diária sem que haja imprevistos. Mas alguma circunstância não premeditada acontece, inquirindo que o colaborador coloque outra necessidade a frente, ou seja, mude o foco de sua atenção.

O equilíbrio que ele outrora tinha e que o permitia executar suas tarefas sem dificuldades é perdido e o profissional começa a ficar em tensão, que provoca insatisfação, desconforto e desequilíbrio. Neste momento, características como ansiedade, tensão emocional e estresse passam a ser recorrente no trabalho.

Depois do estado tensão, o colaborador parte para a ação para tentar suprir a necessidade gerada, causar a satisfação e recuperar o equilíbrio (até que uma nova necessidade surja e ele passe pelo ciclo novamente). Se porventura ele não conseguir satisfazer suas necessidades, então surgirá um obstáculo que gerará frustração, nesta circunstância, o profissional poderá se conformar com a situação, tentar compensar a necessidade ou substituir tal desejo ou situação objetivada.

A Pirâmide de Maslow

A teoria do ciclo motivacional está relacionada a conhecida Pirâmide de Maslow, pois ela enfatiza exatamente o que foi explicado antes, que o ser humano vive em um ciclo de ações e, que quando conclui uma tarefa – ou mesmo satisfaz uma necessidade, outra surge no lugar da anterior gerando uma situação cíclica. Ao término desta condição, vai do profissional em lidar com a frustração ou com a satisfação e buscar seu ponto de equilíbrio novamente para dar espaço a outra situação.

Maslow foi um psicólogo comportamental que compartilhou sua teoria sobre hierarquia de necessidades, esta que funciona como uma pirâmide com cinco grupos de necessidades, sendo elas: fisiológicas; segurança; sociais; autoestima e autorrealização. A base é representada pelas necessidades fundamentais, pois estão relacionadas à sobrevivência, seguindo-se as demais.

Ciclo motivacional no ambiente corporativo

Entender sobre o ciclo motivacional trata-se de uma característica indispensável para os líderes que levam como responsabilidade criar um time de alta performance. 

Sabendo que eventuais acontecimentos podem tornar todo o trabalho desmotivador e frustrante, o gestor precisa saber lidar com essas situações de modo a preparar os colaboradores para reduzir essas frustrações ou acelerar o retorno deles ao estado de equilíbrio interior, mantendo a equipe motivada e produzindo de maneira eficiente.

O ideal é que o ciclo motivacional seja usado de maneira preventiva na corporação, isso significa que ao observar e entender as características que estão presentes no ciclo, você pode promover ações estratégicas que visem diminuir a tensão para que quando surgir uma situação imprevista, a equipe saiba agir, mantendo-se motivada ao longo do percurso.

Como manter os colaboradores motivados?

A motivação no trabalho não depende única e exclusivamente de bons benefícios, salários atraentes, ambientes bem planejados. Esses fatores auxiliam, mas não são os únicos a ser considerados quando se trata sobre como motivar funcionários e engajar equipes. Para isso:

  • Tenha objetivos claros

Sem objetivos e metas não é possível dizer onde você quer que seu time chegue, sem contar que não dispor de objetivos é uma maneira de tornar o ambiente desordenado, e o sentimento de confusão também causa frustração, sendo um gatilho para tornar o local de trabalho desmotivador. Por isso procure desenvolver e trabalhar com objetivos desafiantes e metas específicas, que seja mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais (SMART).

  • Dê feedbacks constantes

A missão de um líder sempre será a de orientar sua equipe, portanto dar feedbacks constantes deve fazer parte da rotina de gestor. O feedback funciona como uma ferramenta para proporcionar o aprimoramento e crescimento dos colaboradores porque trabalha com pontos positivos e possibilidades de melhoria.

  • Alinhe expectativas

O alinhamento consiste em expor as metas e objetivos estratégicos da instituição e explicar como cada equipe se encaixa nisso, ou seja, quais as responsabilidades e desafios de cada um para alcançar a expectativa que a corporação busca, é outra maneira de tornar tudo mais claro de modo a evitar o desalinhamento no ambiente corporativo. 

  • Ofereça treinamentos

Treinamento é fundamental para diversos objetivos corporativos, principalmente quando o assunto é motivação nas organizações. É importante fazer com que os colaboradores entendam que essa é uma ferramenta para promovê-los é proporcionar crescimento em suas carreiras.

O ciclo motivacional é uma ferramenta de trabalho, portanto sua eficácia irá depender exclusivamente da forma como sua empresa irá aplicá-la. É preciso estudá-lo a fundo, de modo a entender cada fase, relacionando sempre ao seu ambiente de trabalho para então determinar as estratégias que sejam coerentes com sua realidade, só assim elas trarão resultado.

Se aprofunde no assunto e confira algumas práticas que você pode desenvolver para motivar seus colaboradores no trabalho em equipe, leia o texto: Como alcançar e preservar a motivação no trabalho em equipe? para obter outras dicas.