O conteúdo EAD transformou o mercado da educação, trazendo mudanças significativas para os últimos anos e possibilitando que infinitas formas de aprendizado surgissem. Mas como qualquer outro conteúdo, independente de qual modalidade de ensino é utilizada para disponibilizá-lo, ele só se torna eficiente se desenvolvido da maneira certa. 

Para alcançar esse objetivo é fundamental criar um planejamento exclusivo para a etapa de elaboração do conteúdo EAD, isso porque ela é uma das etapas mais desafiadoras e que demanda muita organização e dedicação.

Se você busca criar um conteúdo eficiente para seu treinamento EAD, veja algumas das dicas de extremas importância que vamos compartilhar:

  1. conhecer seu público; 
  2. ser claro com o objetivo do seu conteúdo EAD; 
  3. adequá-lo para o mobile learning
  4. criar fóruns de discussões; 
  5. utilizar diversas ferramentas para diversificar a forma com que ele é compartilhado;
  6. usar um sistema para emitir certificado de maneira automática, e
  7. pedir feedbacks.

Orientações para criar um conteúdo EAD

Elaborar um conteúdo EAD eficiente não é uma tarefa fácil, mas as seguintes dicas podem facilitar essa jornada desafiadora: 

Conheça seu público

Apesar de ser uma tarefa simples e óbvia, conhecer o público é uma estratégia fundamental para criar um conteúdo EAD eficiente, afinal só assim você consegue identificar com quem está falando. Essa questão é importante porque te trará direcionamento sobre outras questões, como sobre qual linguagem e formatos você pode utilizar no curso.

Seja claro com o objetivo do conteúdo

Alinhar a expectativa do estudante quanto ao objetivo do conteúdo é importante para que ele saiba exatamente o que esperar com as informações que serão compartilhadas, pois expectativas não sanadas causam frustrações e atrapalham até no processo de ensino-aprendizagem.

Deixar essa informação clara também te ajuda a se organizar quanto a estrutura do conteúdo, porque normalmente são vários os tópicos e subtópicos que precisam ser inseridos, por isso, organizando essas informações, você permite que o conteúdo fique mais prático e objetivo, tanto para você quanto para o estudante.

Adeque o conteúdo para mobile learning

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, da Tecnologia da Informação e Comunicação, 98,1% dos acessos à internet no Brasil são feitos por dispositivos móveis. 

Esse número é retrato da facilidade que o aparelho dispõe para acessar informações de qualquer tipo e em qualquer lugar e mostra como é tendência desenvolver conteúdo EAD para essa nova realidade, em que é possível dispor do conteúdo na palma da mão.

Infográficos, e-books, aplicativos e quizzes são alguns modelos facilmente possíveis de serem adaptados pelo formato vertical – requerido pelos dispositivos móveis -, mas há vários outros que você pode explorar.

Crie fóruns para discussões

Mesmo em um conteúdo on-line é possível criar um ambiente de interação com todos os participantes, e essa troca de experiência é fundamental para melhor assimilação do conteúdo proposto, sem contar que ajuda a criar uma comunidade de pessoas interessadas no mesmo assunto e dispostas a compartilharem suas experiências únicas que tornarão ainda mais enriquecedora a experiência de participar do curso.

Mas não basta criar o fórum e adicionar os integrantes, com uma certa frequência você precisa estimular a participação deles no grupo instigando-os com curiosidades, compartilhando reflexões, cases, explicação de dúvidas gerais sobre o assunto e demais questões que achar interessante promover no ambiente de discussão. 

Há diversas ferramentas que você pode utilizar para desenvolver um fórum, hoje em dia um grupo no Telegram ou no Facebook são as opções mais utilizadas.

Use as ferramentas ao seu favor

Não somente o conteúdo em si é importante quando se trata sobre elaborar um treinamento EAD eficiente, a maneira como ele é entregue também é, e nos dias atuais são várias as ferramentas que podem ser utilizadas para compartilhar um conteúdo EAD de maneira certeira. Então não se limite a usar apenas uma delas, desenvolva conteúdos para várias delas: vídeos, chats, teleconferências, fóruns, e-books, slides, podcasts, transmissão ao vivo e até mesmo gamificação.

Essa é uma forma de tornar o compartilhamento de conteúdo EAD mais dinâmico e interativo, o que facilita na aprendizagem do aluno, alcançando o propósito principal de criar um conteúdo eficiente e que de fato ensine.

Para você ter ideia, de acordo com o Censo EAD.BR, os formatos de conteúdo EAD mais utilizados atualmente são: as videoaulas (adquiridas por 75% das instituições), a gamificação (18%), as simulações on-line (10%) e os recursos adaptativos (11%).

Certificação automática

Quando estiver produzindo um conteúdo EAD para um curso pense sempre em disponibilizar a certificação dele, pois tal documento pode ser utilizado em diversas finalidades, sendo importante para o estudante. 

Mas como tal processo não precisa ser feito manualmente, hoje é possível contar com diversas ferramentas que geram a certificação automaticamente, logo após a conclusão do curso, evitando, assim, o desperdício de tempo e dinheiro.

Dependendo do sistema que utilizar, é possível criar parâmetros personalizados que precisem ser cumpridos pelo aluno para que ele receba o certificado de forma automática, como a leitura de todo o material ou o acerto de 70% das questões avaliativas.

Peça feedbacks

Pedir feedbacks é uma prática interessante tanto para o aluno – que passa a ser ouvido e, consequentemente, se sente parte do processo na construção do conteúdo EAD – quanto para você que desenvolveu o conteúdo, pois terá feedbacks que ajudarão a aperfeiçoar os conteúdos EAD futuros. Afinal, o aluno é a melhor figura para indicar se aquilo que foi produzido de fato tem correspondido com suas necessidades ou não.

A maioria das dicas aqui compartilhadas são facilmente executáveis se utilizada alguma plataforma EAD, isso porque elas possibilitam a automatização de várias dessas atividades, como por exemplo o gerenciamento da certificação e inclusão das várias ferramentas de aprendizado.

Por isso, aconselhamos que confira o texto: “Plataforma EAD: o que é e porque utilizar na sua empresa?” para entender melhor acerca da temática e potencializar ainda mais as dicas aqui compartilhadas com relação à produção de conteúdo EAD.