Ludos Pro

Plataforma de aprendizagem corporativa

Português PT
jornada-da-gamificacao

Ter competitividade empresarial é fundamental para um negócio ser bem sucedido. Essa postura incentiva o aprimoramento da organização, tudo para garantir o espaço no mercado e o coração dos clientes. 

O que você vai ver neste artigo:

Não deixe seu negócio ficar para trás! Invista na competitividade empresarial e fortaleça a presença da sua marca no mercado. 

Acirramento da Competitividade das Empresas na Atualidade

O mundo dos negócios não é mais o mesmo. Antigamente as pessoas tinham acesso a poucas marcas, baseando seu consumo apenas no preço e qualidade dos produtos e serviços. De certa forma, a competição era limitada em alguns players. 

Agora, a situação é completamente diferente: os clientes podem encontrar centenas de ofertas com uma rápida pesquisa na internet, recebendo a solução da forma mais prática o possível, mesmo de um negócio localizado no outro lado do mundo. Além disso, a decisão de compra se tornou mais complexa, inserindo elementos como inovação, design, praticidade e até responsabilidade social e imagem da organização na escolha entre a empresa A, B, C…Z. 

Mais do que nunca é preciso que o negócio seja competitivo para sobreviver, ainda mais em um cenário de incertezas. Mais do que isso, ser competitivo é imperativo para se ter sucesso: é aí que entra a competitividade empresarial. 

O que é a Competitividade Empresarial?

Basicamente, ela é a capacidade que uma empresa tem de se manter relevante no mercado, disputando em igualdade com os concorrentes. Isso não significa apenas oferecer produtos e serviços atraentes ao público, sim ter uma postura — em diversas frentes — que torne o negócio valioso para os clientes e proeminente em seu segmento. 

A competitividade empresarial permite com que uma organização se destaque da concorrência, alcançando novos públicos, otimizando processos e sobrevivendo no mercado. 

Essa competitividade pode ser desenvolvida a partir de diversos fatores:

  • Preços;
  • Qualidade;
  • Inovação;
  • Processos eficientes;
  • Funcionários motivados e competentes;
  • Marketing; 
  • Atendimento de excelência. 

Isso mostra como se destacar no mercado não é algo simples ou fácil: é preciso pensar, planejar e agir em diversas frentes, tudo para conquistar o cliente e garantir sua fatia entre tantos negócios. 

Vantagens da Competitividade Empresarial

Existem vários benefícios em se investir na competitividade empresarial, seja por qual frente for. 

Um deles, considerando o lado interno das organizações, é a otimização de processos. É possível buscar essa vantagem da concorrência ao desenvolver atividades e operações mais eficientes, porém sem desperdícios ou gastos maiores. Isso pode aumentar a margem de lucro ou permitir aproveitar o excedente em pontos estratégicos para se obter mais resultados. 

Quando se investe no capital humano como forma de aumentar a competitividade a empresa conta com profissionais mais tecnicamente capacitados e com habilidades subjetivas importantes. Isso pode impactar tanto na melhora do atendimento ao público como no aumento da inovação dentro da organização, 

Além disso, o cuidado com os colaboradores pode ajudar a reduzir índices negativos como a rotatividade e absenteísmo, que geram prejuízos econômicos, intelectuais e produtivos. Motivados e engajados, os funcionários produzem mais e com maior qualidade. E, bem atendidos, os talentos ficam na organização e não vão parar na concorrência.  

A vantagem competitiva também pode aumentar o apelo que a empresa tem com o público, pois ela poderá investir em elementos que impactam diretamente seus clientes. Oferecer produtos e serviços inovadores, atendimento excelente, experiência encantadora, comunicação engajadora, entre tantas outras estratégias, fortalecerá o relacionamento com as pessoas e compradores, o que consequentemente será convertido em vendas e em fidelização. 

Assim, mais do que apenas investir em preços atraentes, pensar na competitividade empresarial em diversas esferas da empresa pode ser uma grande estratégia para não apenas sobreviver, mas ter sucesso e aumentar as vendas do negócio. 

Desvantagens de não ter Competitividade Empresarial

Não se preocupar ou não investir em formas de se destacar da concorrência pode ser um dos maiores erros de uma empresa. 

Primeiro, essa postura dá espaço para que os concorrentes explorem oportunidades que foram deixadas de lado pela organização. Assim eles não só fortalecem sua posição como também conseguem expandir a marca no mercado, conquistando novos públicos e aumentando suas vendas. 

Segundo que, consequentemente, o negócio vai perder o espaço — que agora vem sendo dominado pelos concorrentes —, diminuindo suas vendas e lucro. Os clientes podem acabar se desinteressando pelos produtos e serviços, percebendo a estagnação da empresa e de suas soluções, o que corresponde a novas perdas.   

Perdendo espaço, vendas e clientes, somente um resultado é possível: a falência, ao não conseguir bancar o funcionamento da empresa. Assim como as grandes redes de videolocadoras fecharam com a popularização dos streamings ou uma loja tradicional pode não conseguir bater de frente com uma recém-inaugurada e que tenha maior apelo do público, não competir e não se adaptar pode ter um fim trágico para a organização.  

Por isso, para qualquer tipo de negócio, é fundamental investir em competitividade, não só para aumentar os lucros, como para garantir sua sobrevivência. 

Como Investir em Competitividade Empresarial?

Como vimos, são vários os elementos que podem ser explorados para aumentar a competitividade de um negócio e que, de qualquer forma, essa não é uma tarefa simples ou fácil de realizar. No entanto, existem algumas dicas que podem ajudar nesse processo e fortalecer o espaço de uma empresa no mercado. 

1- Conhecer bem o cliente: para saber quais são suas expectativas, desejos, dores, comportamentos e perfil;

2- Conhecer bem o mercado: analisar os concorrentes, descobrindo suas fraquezas e especialidades, além de procurar por oportunidades de negócio e lacunas; 

3- Conhecer bem a própria empresa: saber de suas forças, fraquezas, pontos que possam ser explorados;

4- Investir nos colaboradores: implementar ações para aumentar suas competências técnicas, engajamento e motivação, como adotar os jogos empresariais, por exemplo. 

5- Investir em inovação: conhecer as possibilidades e procurar sempre aprimorar diversas áreas da empresa — da produção ao atendimento;

6- Investir em marketing: para fortalecer a imagem da empresa perante o público;

7- Adotar indicadores: para acompanhar o desempenho e resultados do negócio em relação à concorrência. 

Nesse sentido, usar as métricas mais alinhadas à realidade da empresa é fundamental para fazer um acompanhamento eficiente e descobrir como anda a disputa por espaço no mercado. Conheça os indicadores de competitividade e sua importância para o negócio!

Teste-por-7-dias-gratis-1024x286

Fale com um consultor

Preencha os campos abaixo e receba o contato de um especialista.

X
Imagem semi-disco Imagem triângulo

Obrigado!

Entraremos em contato o mais breve possível