Uma liderança liberal é um modelo de gestão que dá mais liberdade e autonomia aos colaboradores, com o líder agindo como um facilitador para a equipe, não como um controlador. Há diversas questões a se considerar antes de se adotar esse estilo, como as limitações, mas também as vantagens que ele oferece. 

O que você vai ver neste artigo:

Quer melhorar a dinâmica e resultados da sua equipe? Conheça novos modelos de gestão, como a liderança liberal, e transforme o ambiente da sua empresa!

A Importância da Liderança

O líder é uma peça-chave em qualquer equipe: é ele que organiza, delega e acompanha a execução das tarefas, além de motivar e fortalecer o engajamento dos colaboradores e cultivar um ambiente de trabalho saudável. Muitos profissionais buscam em seus gestores uma figura de inspiração e confiança, que consiga extrair o melhor de cada funcionário. 

Porém, uma liderança problemática faz o contrário, prejudicando até mesmo os melhores talentos da empresa. Não é à toa que uma pesquisa da consultoria de recrutamento Michael Page, divulgada no G1 em 2019, mostra que oito em cada dez profissionais pediram demissão por conta de seus chefes. 

Não é todo mundo que tem as competências necessárias para ser um líder ou o interesse em assumir essa posição: são muitas as responsabilidades por trás de qualquer gestor. Assim como também não é todo modelo de liderança que funciona na dinâmica de determinada empresa — algumas equipes e profissionais se saem melhor com gestores mais firmes, enquanto outras florescem quando há espaço para a autonomia, inovação e liberdade. 

Por isso, muitas organizações investem em treinamentos específicos para fortalecer as lideranças e em modelos diferentes de gestão para extrair o melhor de seus funcionários e aumentar os resultados do negócio. E, entre tantas opções, a liderança liberal se mostra uma alternativa interessante. 

O que é a Liderança Liberal? 

Existem vários perfis de liderança, cada um com suas vantagens e limitações. Dentre tantos, há o líder liberal: que tem uma abordagem de não intervenção nas decisões e processos da equipe. 

Enquanto alguns gestores preferem controlar cada detalhe, escolha e ação de seus departamentos, às vezes caindo no problema do microgerenciamento, neste caso a situação é completamente diferente. Na liderança liberal o líder dá espaço para que os colaboradores tomem suas decisões e evoluam, sem ter sua influência direta em cada momento. 

jornada-da-gamificacao

Esse perfil age mais como um facilitador da equipe, delegando algumas tarefas, orientando e motivando seus colaboradores. Esse tipo de gestor não costuma definir responsáveis pelas atividades, nem os planos e metas do departamento e, em alguns casos, nem mesmo avaliar o desempenho dos funcionários — algo que pode parecer impossível em um primeiro momento.

Por isso, a liderança liberal é adotada quando se considera que a equipe tem um alto nível de maturidade, não sendo tão dependente do líder. Nesse sentido, os funcionários devem ter boas habilidades sociais e emocionais, para lidar com a pressão e organização das tarefas, além de ter forte comunicação, senso de colaboração e responsabilidade — para evitar problemas, ruídos e prejuízos ao seu trabalho e departamento. 

A equipe deve ter um perfil de autogestão, o que não significa que o líder será ausente e cruzará os braços enquanto os colaboradores correm para lá e cá, desesperados sem saber o que fazer: pelo contrário, a liderança pode não atuar diretamente nas decisões, mas tem a possibilidade de trazer informações estratégicas e orientações importantes e motivar os funcionários, estimulando o melhor de cada profissional. E, no final das contas, ele ainda será o responsável-mor por aquilo que acontece (e não acontece) em seu departamento. 

Mesmo com essas particularidades, não é à toa a existência desse modelo de gestão. Existem vários desdobramentos positivos em se dar mais liberdade e autonomia para a equipe. 

5 Vantagens em Adotar uma Liderança Liberal 

O modelo de liderança liberal pode parecer desafiador e o é, mas implementar esse conceito na empresa pode gerar muitos resultados benéficos para a equipe, departamento e negócio. Confira 5 vantagens em se adotar esse estilo: 

1- Valorização dos talentos

Uma das vantagens da liderança liberal é possibilitar que os talentos da equipe floresçam. Em vez de podá-los com o excesso de direção do líder, os profissionais terão mais espaço para criar, inovar, arriscar e aprender com as estratégias e atividades. 

Os funcionários deverão usar suas competências técnicas e sociais para resolver os problemas, definir as metas e ações, encontrar soluções e alcançar os resultados, oferecendo assim oportunidades para explorarem seus talentos e evoluírem na carreira.

Claro que, no caso de dúvidas e dificuldades, o gestor sempre poderá ajudar, orientar e motivar os profissionais, dando aquele empurrãozinho para que eles brilhem com maior autonomia e liberdade. 

como-motivar-e-engajar-as-geracoes-y-e-z-1

2- Aumento da motivação

Essa possibilidade de autonomia, liberdade e exploração dos talentos pode contribuir para fortalecer a motivação dos colaboradores ao oferecer desafios em sua carreira. Em vez de seguir regras rígidas e caminhos pré-determinados, eles terão espaço para correr atrás daquilo que acreditam ser o melhor para a função, departamento e empresa. 

Essa confiança e liberdade é algo bastante motivacional especialmente para os profissionais de gerações mais novas, como os millennials e Z, que precisam de autonomia, flexibilidade e colaboratividade para terem ânimo contínuo em suas carreiras. 

3- Fortalecimento da equipe

Mesmo que haja autonomia, ainda sim os colaboradores terão que aprender a trabalhar em equipe se quiserem alcançar resultados. Isso significa que terão que desenvolver diversas habilidades essenciais — como diálogo, responsabilidade e respeito — para resolver os problemas e encontrar soluções. 

Além dessas competências, no caso desse estilo funcionar, o próprio relacionamento da equipe pode ser fortalecido: eles aprenderão a lidar melhor uns com os outros; a explorar seus talentos; complementar suas habilidades; criar um ambiente mais saudável e ter maior engajamento com a empresa. 

4- Redução da rotatividade

Investir em um modelo de liderança que seja mais adequado para o perfil da equipe é algo que só tem a agregar resultados positivos. Entre um deles está a redução da rotatividade de pessoal.

No caso do líder liberal, os colaboradores podem desejar continuar na organização justamente por terem maior liberdade e autonomia (o que, dependendo do negócio, não é tão comum no mercado), relacionamento saudável com os colegas e mais motivação. Em vez de sair para explorar novas oportunidades, eles têm o desafio e reconhecimento que precisam em sua empresa atual. 

5- Aumento dos resultados

Um time motivado, talentoso e responsável gera mais resultados do que os outros, aproveitando suas competências, criatividade e liberdade para inovar, otimizar e fortalecer seu trabalho na empresa. 

Porém, é preciso contar com um líder que saiba orientar, dar espaço e motivar seus colaboradores, também tendo força para ser responsável por tudo que ocorre dentro do seu departamento, independentemente do estilo de gestão. Confira 6 Dicas para desenvolver um programa de liderança eficiente e tenha gestores inspiradores na sua empresa!

teste-gratis-por-7-dias
O que é a Liderança Liberal? 

Na liderança liberal o líder dá espaço para que os colaboradores tomem suas decisões e evoluam, sem ter sua influência direta em cada momento. 

Quais as vantagens em adotar uma liderança liberal ?

1- Valorização dos talentos
2- Aumento da motivação
3- Fortalecimento da equipe
4- Redução da rotatividade
5- Aumento dos resultados