O que é ROL e como calcular?

O QUE É ROL
11 jul 2023

O mundo corporativo é cercado por métricas que buscam validar ou não ações, como é o caso do ROI, Retorno Sobre Investimento, que avalia o retorno financeiro obtido em um investimento.

Cada métrica serve para analisar determinada atividade da empresa, no caso do ROL, ela foi criada para analisar o Retorno Sobre o Aprendizado, ora, mensurar o conhecimento adquirido por colaboradores de uma instituição.

E, com isso, entender porque essa é uma métrica que vem chamando atenção das empresas. Confira!

O que é ROL?

ROL é uma sigla para Return on Learning, em português Retorno Sobre o Aprendizado, para conceituar a métrica que tem como objetivo mensurar o conhecimento adquirido por toda empresa com relação aos concorrentes, clientes, mercados e as práticas necessárias para desempenhar as atividades da organização.

Nesse cenário, o conhecimento é entendido e frequentemente chamado de “insights” e é composto por informações e dados que estão em sua forma bruta, ou seja, que não foram analisados, sendo necessário refiná-lo para que sejam convertidos em ações, de fato, concretas.

Mas isso só será possível se a empresa tiver convicção de que seus colaboradores estão assimilando o suficiente, além de ter certeza que o conhecimento produzido está contribuindo para que a organização vá na direção correta.

É nesse aspecto que o Retorno Sobre Aprendizado entra. Para resumir, o Retorno Sobre Aprendizado é uma métrica que serve para diagnosticar se os insights alcançados têm trazido bons frutos ou não.

Se o ROL estiver baixo, sua empresa deve considerar duas circunstâncias possíveis: a) a empresa não está focando em gerar conhecimento; b) seu conhecimento tem gaps — por exemplo, não é tão confiável ou não gera práticas concretas.

Nesses casos, a empresa deve considerar implementar a cultura de aprendizagem na instituição.

Para que serve o ROL?

Como já abordado anteriormente, ROL significa "Return on Learning" - ou seja, Retorno de Aprendizado. É o nome dado à métrica que avalia o valor gerado com base nos investimentos em aprendizagem, desenvolvimento pessoal e profissional.

Alguns sistemas de medidas mais antigos propunham-se apenas a focar nos aspectos financeiros. No entanto, o ROL serve para alcançar benefícios tangíveis e intangíveis de aprendizado.

Através do ROL, é possível avaliar outros fatores relacionados à aprendizagem, como a produtividade e eficiência no trabalho, bem como o aumento da inovação e criatividade.

Além disso, o ROL é capaz de aprimorar as habilidades e competências dos colaboradores, gerando maior engajamento e satisfação no trabalho, promovendo melhores colaborações entre a equipe e fortalecendo a organização.

Quando se faz um investimento em treinamentos dentro de uma empresa, programas de capacitação e outras formas de aprendizado, visando aprimorar o desempenho dos colaboradores para as mudanças do mercado de trabalho, o ROL permite medir se esses investimentos estão trazendo retornos positivos e resultados satisfatórios.

Sendo assim, o ROL serve para oferecer uma visão mais ampla e completa sobre os impactos positivos e negativos, tanto qualitativos quanto quantitativos do aprendizado, proporcionando uma base sólida para a aplicação de estratégias condizentes que impulsionam o crescimento organizacional e melhorem o aprendizado dos colaboradores.

Como funciona o ROL?

O ROL funciona como um sinalizador, capaz de mostrar quais são os setores da sua empresa que precisam de atenção e cuidados. Ele também serve para evidenciar um crescimento satisfatório que esteja gerando bons resultados. Crescimento este ocasionado pelas estratégias de treinamento e desenvolvimento de pessoas.

Para entender como funciona e aplicá-lo, é necessário adotar a educação corporativa, ou seja, criar e implementar ações de treinamento e desenvolvimento de pessoas. Essa estratégia deve ser trabalhada para atingir um objetivo, quanto mais específico ele for, melhor para mensurá-lo. Por exemplo: ensinar o uso de um novo software.

Feito isso, você irá coletar alguns dados que sejam relevantes para o processo de aprendizagem, lembrando que é importante coletar informações corretas para medir o impacto. O que pode incluir avaliações de desempenho, feedbacks, métricas de produtividade, entre outras formas de obter as informações necessárias.

Com esses dados em mãos e com base no objetivo traçado inicialmente, será necessário identificar os indicadores-chave de desempenho (KPIS) que irão ajudar a medir o sucesso de aprendizado, esses indicadores podem variar de acordo com o seu objetivo.

E então, ficará mais fácil calcular o ROL, com todos os dados coletados, analisados e estabelecidos, a fórmula será avaliar e comparar o custo do investimento em aprendizado com os benefícios gerados.

Assim, os responsáveis da empresa poderão tomar melhores decisões, direcionar recursos de forma correta e eficiente, além de promover estratégias de melhorias personalizadas de acordo com as necessidades encontradas na métrica, e ajudar as demais questões empresariais que forem necessárias.

Quais as métricas e indicadores de ROL?

O ROL, Retorno de Aprendizado, utiliza várias métricas e indicadores que auxiliam a empresa no aprimoramento de seu crescimento. Veja alguns deles abaixo:

  • Conhecimento: essa métrica permite realizar testes por meio de avaliações pré e pós-aprendizado, possibilitando medir o quanto os participantes adquiriram novos conhecimentos.
  • Desempenho: essa métrica avalia a melhoria do trabalho dos participantes da empresa após o aprendizado. Ela pode ser coletada por meio da análise de produtividade, qualidade do trabalho, satisfação do cliente, redução de erros, pontualidade, organização, entre outros fatores.
  • Habilidade: essa métrica visa medir a aquisição ou aprimoramento de habilidades específicas após o aprendizado. Aqui, é importante considerar o feedback dos supervisores e/ou colegas de trabalho, bem como outras formas de avaliação que busquem coletar informações sobre as habilidades dos colaboradores.
  • Retenção de Talentos: essa métrica avalia a capacidade da organização de reter talentos. Ela pode ser medida por meio da redução da rotatividade de funcionários ou do aumento da satisfação e engajamento da equipe.
  • Criatividade: nesse caso, avalia-se a quantidade de ideias, criações e soluções geradas. Essa estatística pode ser avaliada pela participação dos colaboradores em projetos de inovação.
  • Engajamento dos Colaboradores: essa métrica busca avaliar o nível de engajamento dos colaboradores após o aprendizado, utilizando o feedback dos participantes como um indicador importante.
  • Financeiro: essa métrica pode ser avaliada por meio de indicadores como aumento da receita, redução de custos operacionais, melhorias na eficiência e no atendimento ao cliente (se aplicável ao ramo de trabalho) e, é claro, aumento da margem de lucro.

Essas são apenas algumas das métricas e indicadores utilizados no ROL, fornecendo uma visão abrangente e mensurável dos resultados do aprendizado na organização.

Como incentivar uma cultura de aprendizagem?

O incentivo se dá a partir dos líderes, eles são responsáveis pela conscientização da cultura de aprendizagem, e seu papel é demonstrar entusiasmo e comprometimento aos restantes, para que todos busquem oportunidades de melhoria e desenvolvimento na equipe.

Há algumas práticas que podem ser adotadas e que permitem com que os colaboradores sejam proativos e contribuam com novas ideias.

1. Deixar claro que não existe insight certo ou errado

Os insights, também conhecidos como conhecimentos, são dados não analisados; perspectivas ainda não testadas. Logo, é importante ressaltar para os colaboradores que não há conhecimento 100% certo ou errado. 

Qualquer insight precisa ser levado em consideração e analisado, porque todos - até serem testados - têm potencial, mesmo os que aparentam insignificativos. É o caso, por exemplo, dos elogios e reclamações dos clientes.

2. Promover a escuta

As melhores ideias de insights são aquelas que acontecem a partir de interações diretas, com clientes, gestores e empreendedores do mesmo segmento, fornecedores, especialistas e outros. 

Devido a isso, é fundamental que para implementar uma cultura de aprendizagem, você esteja aberto a ouvir o que os outros têm a dizer, principalmente quando se trata sobre a sua empresa ou seu produto e serviço.

3. Estimular e valorizar a troca de ideias com os colaboradores da empresa

Já abordamos aqui que os profissionais da empresa podem gerar insights através da relação com personagens externos, mas ele não deve se limitar a este ambiente, os colegas de trabalho também são figuras importantes nesse sentido. Isso porque eles lidam com os processos, assim como com os produtos ou serviços da empresa, todos os dias.

4. Criar um programa de ideias

Um programa de ideias é um recurso que possibilita que os colaboradores da empresa engajem com a nova cultura que busca promover. Através dele, os profissionais passam a ter oportunidades para exporem suas ideias e serem protagonistas na equipe e na empresa.

Essa prática irá gerar retornos financeiros reais para a empresa, isso se bem aplicada e acompanhada, é claro.

Benefícios do ROL

Os benefícios do ROL estão relacionados ao conhecimento que a ferramenta gera para a corporação e seus colaboradores e refletem diretamente na vantagem competitiva da empresa. Essas vantagens podem ser utilizadas para:

  • Analisar o que está ou não dando certo e fazer possíveis ajustes para obter o máximo de resultados;
  • Antecipar tendências para estar sempre à frente dos concorrentes, em outras palavras, estar em vantagem competitiva no mercado;
  • Identificar oportunidades para expandir os negócios.
  • Perceber mudanças de mercado e ajustar a estratégia da empresa para acompanhá-las;

Como mensurar o ROL?

Diferente de outras métricas de rendimento, como o ROI, o ROL não possui uma fórmula específica. Isso porque o ROL está relacionado à informação reunida por uma empresa e busca gerar ideias para que ela desenvolva e aplique práticas estratégicas e funcionais. 

Apesar de parecer um tanto abstrato calcular um conhecimento, mensurar o ROL é possível. Para que entenda como, primeiramente deve relembrar o conceito da métrica ROI, de onde é derivado o indicativo.

ROI quer dizer Retorno Sobre Investimento e é uma métrica que tem como objetivo relacionar o custo e o benefício gerado em alguma circunstância empresarial. No caso do ROL, ele mapeia o investimento realizado em uma ação voltada para desenvolver o conhecimento dos profissionais.

Digamos que sua empresa disponibiliza treinamento para a equipe comercial. Ele possibilita que os colaboradores da área melhorem sua comunicação e consequentemente converter leads em clientes. Nesse cenário, o ROL seria a relação entre o custo do treinamento e o faturamento do período em que o treinamento foi colocado em prática.

Ou seja, para saber quanto que determinado aprendizado gerou de retorno financeiro para a empresa, é necessário mensurar o ganho obtido ao investir em aprendizado. Logo, a mensuração do ROL é dada através de dados relacionados ao valor do investimento mais o aumento do número de vendas da equipe.

Cálculo de um ROL na prática

Considere a seguinte situação hipotética: 

A empresa (X) investiu R$50.000 em um programa de treinamento em habilidades de liderança para sua equipe de gerentes. Observe que há um objetivo de treinamento definido.

Nesse cenário, o programa de aprimoramento tem como finalidade aumentar a eficiência das equipes, resultando em melhor desempenho dos líderes e maior satisfação entre os colaboradores.

Após a aplicação do treinamento, as métricas escolhidas para avaliar sua eficácia foram:

  • Conhecimento;
  • Desempenho;
  • Talentos.

Os resultados pós-aprendizado foram os seguintes:

  1. A avaliação mostrou um aumento de 30% nas pontuações dos gerentes após o aprendizado;
  2. A avaliação 360 graus revelou um aumento de 15% no desempenho dos gerentes;
  3. A taxa de retenção de talentos entre os gerentes aumentou de 80% para 90% em seis meses após o treinamento.

Supondo que a empresa tenha obtido um benefício financeiro de R$100.000 por ano após o aprimoramento do aprendizado, o cálculo seria o seguinte:

Retorno de aprendizado = Benefício financeiro - Investimento em aprendizado

Retorno de aprendizado = R$100.000 - R$50.000

Retorno de aprendizado = R$50.000

Nesse caso, o retorno de aprendizado seria de R$50.000, indicando que o programa de treinamento gerou resultados positivos em relação ao investimento.
Coletar dados é parte fundamental no cálculo de métrica ROL e uma maneira de receber dados confiáveis e consistentes sobre o retorno de aprendizagem de seus colaboradores, é utilizando plataformas de LMS. Venha entender como essa tecnologia pode te ajudar nesse desafio. Confira o artigo: Entenda como a tecnologia LMS pode contribuir para seu negócio.

Perguntas Frequentes:

O que é ROL?

ROL é uma sigla para Return on Learning, em português Retorno Sobre o Aprendizado, para conceituar a métrica que tem como objetivo mensurar o conhecimento adquirido por toda empresa com relação aos concorrentes, clientes, mercados e as práticas necessárias para desempenhar as atividades da organização.

Como estimular a cultura de aprendizagem?

1. Deixar claro que não existe insight certo ou errado;
2. Promover a escuta;
3. Estimular e valorizar a troca de ideias com os colaboradores da empresa;
4. Criar um programa de ideias.

Como mensurar o ROL?

Diferente de outras métricas de rendimento, como o ROI, o ROL não possui uma fórmula específica. Isso porque o ROL está relacionado à informação reunida por uma empresa e busca gerar ideias para que ela desenvolva e aplique práticas estratégicas e funcionais. 

Engaje. Incentive. Inspire.

  • Engajar times
  • Aumentar performances
  • Agilizar a aprendizagem
Mulher em ambiente gamificado se transformando em sereia

Nossas conquistas

  • Selo top 100 ranking open startups
  • Selo top 10 ranking edtechs
  • Selo Startup destaques liga insights edtechs
  • Selo watchlist company
  • Selo boostlab
  • Selo cubo Itaú
  • Selo GESAwards
  • Selo top 100 ranking open startups
  • Selo top 10 ranking edtechs
  • Selo Startup destaques liga insights edtechs
  • Selo watchlist company
  • Selo boostlab
  • Selo cubo Itaú
  • Selo GESAwards
Pular para o conteúdo