Toda área tem seus desafios em comum. Existem problemas do RH que se repetem em milhões de empresas, independentemente do seu porte e segmento de mercado. E conhecê-los é sempre o primeiro passo para superá-los! 

Nesse artigo vamos mostrar as dificuldades mais enfrentadas pelo setor de recursos humanos, para te ajudar a diagnosticá-las e encontrar soluções para resolver estes problemas!

8 Problemas Comuns do RH — e como resolvê-los

Existem situações que todo o profissional de RH vai ter que enfrentar pelo menos uma vez na vida: problemas com a burocracia do setor; mudanças legislativas; conflitos entre colegas; líderes complicados; entre tantos. 

É preciso conhecer esses desafios, para identificá-los caso ocorram na organização e, desta forma, saber quais ações tomar para superá-los.

Confira agora 8 problemas comuns ao RH de qualquer empresa, além de ideias para solucionar essas situações: 

Problema 1- Burocracia e papelada

Por mais que as pessoas sejam o centro do trabalho do RH, existe uma série de obrigações ligadas à área, envolvendo papeladas e burocracia. Muitos profissionais têm problemas de lidar com tantas tarefas, perdendo-se no meio dos prazos e documentos. Essa dificuldade de organização pode dificultar o controle do setor e até trazer outros prejuízos, inclusive legais, à empresa.

Solução: existem alguns softwares de gestão e ferramentas de produtividade que podem ajudar o RH a organizar suas rotinas, vendo o que é prioridade e melhorando o controle sobre as demandas. 

As soluções eletrônicas ainda conseguem automatizar algumas tarefas, reduzindo os erros e retrabalho, e facilitando a vida dos profissionais — não é à toa que atualmente a tecnologia se tornou uma grande parceira do RH

Problema 2- Falta de informações

Antes de tomar qualquer decisão, é importante ter informações que ajudem os responsáveis a entenderem o cenário e as consequências de cada caminho. Sem isso, é possível que diversas escolhas equivocadas sejam feitas e prejudiquem o setor. O mesmo pode ocorrer com o RH: sem ter essa base, é difícil saber para que lado seguir ou estratégia adotar.

Solução: uma das tendências de diversas áreas é o uso de dados para pautar as decisões. O RH pode usar plataformas eletrônicas e outras soluções para coletar informações da empresa e funcionários (avaliando questões como motivação, produtividade, opinião da liderança, entre outras) para compreender o cenário da gestão de pessoas e ter em mãos o que for necessário para realizar escolhas conscientes para melhorar os resultados do setor. 

Problema 3- Pouca importância/investimento

Uma situação que, infelizmente, ocorre é a falta de valorização da gestão de pessoas em uma organização. Às vezes, alguns se preocupam mais com os resultados numéricos — que são importantes, mas são consequência de um bom trabalho — do que com o bem-estar das equipes. Ou então desconhecem o potencial de um RH estratégico para alcançar o sucesso do negócio, acreditando equivocadamente que cada dinheiro investido no setor é um desperdício. 

Solução: é importante comprovar a importância do RH na empresa para os mais céticos, adotando indicadores e métricas para mostrar como o trabalho realizado, mesmo que com poucos recursos, faz a diferença na rotina produtiva e clima interno. 

Problema 4- Mudanças na lei

O trabalho do RH está sempre sujeito à mudanças. Como aconteceu na aprovação da Reforma Trabalhista de 2017 ou a necessidade de aderir ao trabalho remoto durante o período mais rígido da pandemia, foi fundamental que os profissionais se atualizassem nas transformações — de lei e de tecnologia — para se adaptar à nova realidade. 

Solução: além de ficar de olho nas mudanças, o próprio RH pode montar treinamentos especiais, até com convidados especialistas nas áreas abordadas. Isso ajudará a resolver qualquer dúvida sobre direito e legislação trabalhista e temas relacionados, ou sobre outras possibilidades de regimes de trabalho e suas implicações legais. Assim, todos ficam cientes e preparados para lidar com os novos cenários que surgirem. 

Problema 5- Problema com lideranças

Um líder tem o poder de motivar, inspirar e extrair o melhor de cada funcionário. Porém, quando não tão bem preparado para assumir essa função, ele pode desmotivar, prejudicar o clima interno, sobrecarregar e pressionar excessivamente os colaboradores, negligenciar os talentos e, no pior cenário, ser um dos principais motivos para o aumento da rotatividade de pessoal.

Solução: o melhor caminho para evitar esse problema é preparar todos os profissionais que irão assumir a posição de liderança e investir em treinamento contínuo aos atuais líderes, despertando as competências necessárias para saber extrair o melhor de cada funcionário.  

Problema 6- Conflitos internos

É inevitável: conflitos irão ocorrer em qualquer tipo de relacionamento, ainda mais com a pressão e demandas do ambiente de trabalho. No entanto, caso algumas situações não sejam bem resolvidas, os atritos podem evoluir e se tornar uma grande bola de neve que irá prejudicar todo clima interno.

Solução: o RH e lideranças devem estar atentos e preparados para lidar com os conflitos que os colaboradores não estão conseguindo resolver por conta própria, conversando com todas as partes. Também é possível treinar os funcionários a respeito de técnicas como a comunicação não violenta, que pode ajudar a melhorar os relacionamentos e manter um diálogo saudável na hora de resolver atritos. 

Problema 7- Falta de motivação

Quando os profissionais estão desmotivados várias situações negativas ocorrem: diminuição da produtividade e da qualidade do trabalho; piora no clima interno; problemas de relacionamento; e, na pior situação, resultar na saída de talentos. 

Solução: investir em estratégias que ajudem a despertar a motivação dos colaboradores, como salário emocional e a adoção da gamificação no RH. Essas ações contribuirão para melhorar o ânimo e conexão do funcionário com a empresa, influenciando em seu trabalho e na retenção dos profissionais. 

Problema 8- Alta rotatividade

A saída dos talentos sempre traz prejuízos econômicos, intelectuais e produtivos para uma empresa: agora imagine quando isso ocorre com frequência — em uma situação dessas um grande alerta vermelho deve soar no RH.

Solução: algumas ideias trabalhadas acima podem contribuir bastante nessa questão, como investir na qualificação dos líderes para que tenham um relacionamento saudável com seus colaboradores e também em ações de motivação das equipes. Além disso, é preciso que os funcionários sintam que têm oportunidades de crescimento na organização, uma questão fundamental para reter os talentos. 
Todas estas dicas irão ajudar a resolver diversos problemas na gestão de pessoas em uma empresa. No entanto, existem ainda outras formas de melhorar esse setor: conheça agora 8 ferramentas de RH que vale a pena investir!