5 ações de employer branding para aplicar na sua empresa!
Comportamento

5 ações de employer branding para aplicar na sua empresa!

Preencha seu email e receba conteúdos exclusivos
Obrigado pelo seu cadastro!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Devido a chegada de uma geração com visões inovadoras no mercado, um dos problemas mais comuns nas empresas tem sido reter e manter esses talentos dentro da organização.

Além de atrair funcionários de alto padrão, motivá-los e mantê-los no time torna-se um duro desafio se as ações de employer branding forem ignoradas. Mas afinal, o que é employer branding?

A seguir explicamos com mais detalhes o que é esse método, sua importância e 5 passos simples para aplicá-lo na sua empresa. Confira!  

Employer Branding - o que é?

Marca do empreendedor, em uma tradução mais livre para o português, employer branding são técnicas e ferramentas para criar uma consciência positiva a respeito da organização como mercado de trabalho.

Em outras palavras, é o que faz da sua empresa um lugar atrativo para se trabalhar, é a imagem que ela quer passar sobre como é trabalhar no seu interior.

Quando bem estruturada, os colaboradores a veem como uma alternativa para alavancar sua carreira, uma ótima oportunidade de desenvolver seu potencial produtivo e a tão sonhada valorização profissional.

Os profissionais mais talentosos do mercado disputarão vagas e os já contratados darão o máximo de si para permanecer no time. E sabe qual é o resultado disso tudo?

  • criação de equipes de alta performance;
  • aumento expressivo da produtividade e competitividade da empresa no mercado;
  • o trabalho de seleção fica mais fácil, porque profissionais bem-sucedidos cercam a organização e se empenham para fazer parte daquele time.

Por que um employer branding é tão importante?

Que o mercado de trabalho está cada vez mais exigente e competitivo, não é novidade para ninguém. Em meio a esse mundo acelerado, as empresas que não se adaptarem e tratarem de cuidar da sua reputação e adotar ações de employer branding estarão sempre em desvantagem em relação a concorrência.

As empresas mais atualizadas sabem que só tem a ganhar mantendo profissionais de alta performance e que se alinhem a sua cultura e valores, pois sabem que esses serão propagadores de sua imagem positiva.

As consequências disso se refletem nos resultados obtidos, uma vez que funcionários mais engajados, que sentem orgulho do local em que trabalham e que estão satisfeitos com as tarefas exercidas costumam ser mais esforçados em suas funções e consequentemente se tornam mais produtivos.

Mesmo que indiretamente, tudo isso é utilizado para promover o engajamento dos funcionários com a empresa, reforçando a imagem da empresa e o quão satisfatório é trabalhar ali. Não é à toa que boa parte dos profissionais jovens e adultos se sentem muito atraídos por empresas que agem dessa forma.

Além disso tudo, a harmonia entre riscos e recompensas, uma cultura organizacional que provoque o sentimento de desafio constante e a facilidade de acesso aos gestores da empresa são apontados como grandes vantagens.

Um alto nível de employer branding não a faz referência só entre profissionais, mas também entre outras empresas concorrentes e fornecedores. É possível manter uma relação de confiança com esses dois últimos.  

Como aplicar ações de Employer Branding?

Como você viu, é preciso planejamento antes de aplicar ações de employer branding. Essa atitude garante que não seja mais uma iniciativa criada no calor do momento, com entusiasmo e, logo abandonada por ter surtirdo efeito.

A seguir trouxemos um passo a passo de como fazer uma boa ação de employer branding. Continue a leitura e confira!

1. Defina seu objetivo e trace uma estratégia

Antes de tudo, é preciso ter em mente o propósito da sua empresa, ou seja, seu objetivo, e traçar uma estratégia. Esse passo é fundamental para render resultados satisfatórios.

Além disso, seu employer branding precisa ser condizente com a realidade e os valores, missão e visão da organização.

Você precisa ter conhecimento sobre se os esforços do RH será para melhorar a atração de candidatos para vagas específicas, se o objetivo é melhorar o ambiente de trabalho e reduzir a rotatividade de funcionários ou se é uma questão de reestruturação da cultura organizacional.

Objetivos e metas definidas, é chegado o momento de traçar as estratégias:

  • defina o time que vai atuar no projeto;
  • planeje a tática que será utilizada;
  • prepare as lideranças cuja participação será importante;
  • tenha claro para si qual o papel e a responsabilidade de cada um;
  • defina indicadores para acompanhar a eficiência e eficácia de suas estratégias.

O entendimentdos objetivos em curto, médio e longo prazo dá aos gestores a possibilidade de saber quais os talentos necessários dentro da empresa, dividindo recursos e investimentos para trazer funcionários que agreguem valor à empresa e manter os que já estão ali.

2. Analise o quadro atual

Impossível definir solução sem antes identificar o diagnóstico. Com isso em mente, converse com os colaboradores, procure entender qual a percepção atual que eles tem sobre o ambiente de trabalho.

Tenha certeza de que seja considerada a percepção dos maiores talentos, até dos mais críticos, e que consigam expor o que consideram importante para sua permanência na empresa e quais as propostas tentadoras feitas pela concorrência.

É importante considerar alguns fatores como:

  • investimento financeiro: remuneração, benefícios como vale transporte, vale alimentação, seguro, assistência médica, auxílios educacionais e outros;
  • cultura organizacional: estilo de liderança, flexibilidade, gestão compartilhada, possibilidade de desenvolvimento de carreira, transparência, ética, oportunidades de aprendizagem, entre outros.

Reflita sobre a lista de fatores e a frequência em que são considerados relevantes para os colaboradores e se pergunte: quais dessas fatores são críticos?

3. Identifique o perfil desejado

De acordo com as necessidades da empresa, aponte o perfil desejado para os cargos de forma que possam elevar a produtividade e a competitividade a outro nível de perfeição. Identifique o perfil desejado para o recrutamento, seleção e retenção, os conhecimentos e aptidões que elas devem ter, e outros, é essencial para formar um time de peso.

4. Estabeleça atrativos para atrair o público alvo

Reflita sobre as expectativas e pretensões desse grupo, além de definir o público, se faça esses questionamentos:

  • “O que minha empresa pode oferecer para satisfazer as necessidades desse público?”
  • “O que esse grupo está procurando para concorrer a uma vaga?”

Para responder a essas perguntas, comece analisando as listas das respostas dos colaboradores que já estão na empresa e que se encaixam nesse perfil. Para encantar e conservar esses colaboradores, a empresa tem de oferecer o que anseiam quando vão atrás de uma colocação no mercado.

Dependendo do perfil, as respostas podem ser bem previsíveis. Se a empresa quer reestruturar a gestão e notou que o grupo desejado é da geração Y, por exemplo, os principais diferenciais não são os salários e cargos, mas sim o engajamento da empresa com sua missão, visão e valores.

Dessa forma, sentem que seus esforços têm significado, caso contrário, eles não vão hesitar em trocar de empresa.

5. Implemente e mensure resultados

Agora é hora de colocar o plano em prática. Além disso, não se esqueça de mensurar os resultados periodicamente. Dessa forma, você é capaz de diagnosticar o que está dando resultados significativos ou não. Assim, você pode fazer ajustes e garantir a eficácia das ações e employer branding na sua empresa.

Técnicas e boas práticas - quais são mais aplicadas pelas empresas?

Para praticar o employer branding você precisar aplicar mudanças que se interligam, pois ele não consiste apenas em técnicas independentes. É, também, estar por dentro de práticas inovadoras, como:

  • rotinas modernas;
  • flexibilidade de horários;
  • oferecimento de benefícios corporativos;
  • valorização do colaborador;
  • plano de carreira e possibilidade de desenvolvimento;
  • menor burocracia;
  • liberdade criativa.

Percebeu como aplicar ações de employer branding na sua empresa é importante para o sucesso dela? Não somente para engajar os funcionários que já estão contratados, mas também para atrair o interesse dos maiores talentos do mercado.

Nesse post trouxemos um passo a passo simples de como aplicar o employer branding na sua empresa, não como um guia definitivo mas como uma base para você começar. Gostou dessas dicas? Compartilhe, então, com outros profissionais para que eles também se mantenham atualizados!

No items found.
Veja outros conteúdos sobre assuntos relacionados:
O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários.
Veja outros posts relacionados
logo sioux grouplogo siouxlogo ludos prologo pgblogo movieplaylogo go gamers
icon linkedinicon instagramicon facebook